Diagnóstico do sofrimento no trabalho em empresa do ramo varejista de móveis e eletrodomésticos do sertão paraibano

Mayara Aparecida de Jesus Queiroz, Sharliany Fernandes Vieira, Wellington Ferreira de Melo, Francisco Germano Leite Filho, Wyara Ferreira Melo, Patrício Borges Maracaja, Anna Karla Borba de Melo, Thales Hieron Soares de Almeida

Resumo


A globalização e a competitividade transformam a organização do trabalho e suas relações construídas no ambiente organizacional. Esse cenário demanda das pessoas maior produtividade, originando pressões e conflitos internos que podem influenciar o comportamento e a saúde do trabalhador. A psicodinâmica do trabalho, teoria estudada por Cristoph Djours, explica a relação do sujeito com o trabalho em sua luta para superar as adversidades da vivências e situações de trabalho, na tentativa de transformar o sofrimento e em situações de prazer. Este artigo utilizou-se como campo de pesquisa uma empresa de vendas de móveis e eletrodomésticos do sertão da Paraíba, tendo como objetivo identificar se a empresa é desencadeadora de sofrimento, para tanto buscou-se caracterizar o trabalho na empresa e mensurar os níveis de estresse ocupacional dos colaboradores. Os dados da pesquisa foram obtidos por meio de questionários aplicados com todos os colaboradores, e posteriormente organizados em quadros e tabelas, sendo analisados pelo método da descrição analítica. Os resultados mostram que trata-se de uma empresa com ambiente organizacional estável As relações de trabalho não apresentam conflitos aparentes que possam causar problemas à empresa. Quanto ao estado emocional do trabalhador em relação ao ambiente de trabalho, a maioria dos funcionários sente-se bem em relação ao trabalho, não apresentam indícios de que a empresa geraria sofrimento, estresse e/ou pressão frente às necessidades organizacionais. Conclui-se que a empresa é considera na visão dos funcionários um bom lugar para se trabalhar.


Texto completo:

PDF


ISSN: 2317-305X