AVALIAÇÃO DA EFICIÊNCIA NA REMOÇÃO DE DQO E DBO EM UM REATOR UASB DE FLUXO ASCENDENTE E MANTA DE LODO

Vagner Sales dos Santos, Luzia Márcia de Melo Silva, Francinalva Cordeiro de Sousa, Djaneide Sales dos Santos, Anielle dos Santos Brito

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo avaliar a eficiência de remoção de DQO e DBO em um reator UASB. Esta pesquisa realizou-se na estação de tratamento de esgotos do município do Crato - CE, em um reator anaeróbio de fluxo ascendente com manta de lodo (reator UASB), em escala piloto, pertencente à Faculdade de Tecnologia – CENTEC Cariri – CE. E o monitoramento, foi realizado por meio de amostras coletadas quinzenalmente na entrada (afluente) e saída (efluente) do reator, o que possibilitou-se analisar os seguintes parâmetros: pH, temperatura, demanda química de oxigênio (DQO), demanda bioquímica de oxigênio (DBO). De acordo com os resultados obtidos conclui-se que o pH no afluente e efluente apresentou resultados satisfatórios mantendo-se dentro da faixa neutra, no que se refere aos valores de temperatura no afluente e efluente foi considerada ótima para a digestão anaeróbia. Com relação à eficiência de remoção de matéria orgânica expressa na forma de DQO e DBO, apresentaram valores em torno de 44 e 76 % e de 16 e 76%, respectivamente. Contudo, deve-se ressaltar que a eficiência de remoção de DQO e de DBO foi baixa. Este fato foi atribuído à descontinuidade da alimentação do reator UASB ser praticamente desprezível no período noturno.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18378/rvads.v7i2.1187