Desempenho de sete genótipos de cana de açúcar de quinto corte na região sul do estado do Tocantins

Thyago Rodrigues do Carmo Brito, Thiago Ferreira Barbosa, João Antônio Barbosa, Cleuton Ferreira de Oliveira, Wilson Ferreira de Oliveira

Resumo


Este trabalho foi realizado objetivando avaliar o desempenho agronômico de sete genótipos de cana de açúcar de quinto corte em relação à altura da planta, número de colmos, biomassa e o teor médio de sólidos solúveis (°Brix). O experimento foi conduzido na estação experimental da UFT, com inicio logo após o primeiro corte de cana em julho de 2011. O delineamento experimental foi em blocos casualizados com 7 tratamentos e 4 repetições, sendo as variáveis submetidas à análise de variância pelo teste (Tukey) a 5% de probabilidade para característica de produtividade. As características altura de planta, número de colmos, biomassa e (°Brix) utilizou-se análise de regressão. As cultivares avaliadas foram: RB72-454, RB83-5486, RB85-5113, RB85-5536, RB86-7515, IAC86-2480, SP79-1011. Para altura e número de colmos a cultivar RB 85-5113 obteve maiores valores. Quanto à produtividade, o cultivar RB 85-5536 foi melhor, diferindo estatisticamente das cultivares RB83-5486 e IAC86-2480. Já a variável (°Brix), a melhor foi a RB83-5486. Nas condições edafoclimáticas da região sul do Estado do Tocantins, a exploração canavieira mostra-se de grande potencial, porém, o presente trabalho indica a importância da substituição dos cultivares após o quinto corte devido à perda de vigor.

Texto completo:

PDF