Produtividade da água na bataticultura de Ibicoara na Chapada Diamantina, Bahia

Murillo Anderson Gonçalves Barbosa, Vital Pedro da Silva Paz, Karoline Santos Gonçalves, Lucylia Suzart Alves, Elizana Karla Andrade Almeida

Resumo


As alt

as necessidades hídricas na bataticultura, associada a elevados custos de produção, altos riscos característicos da atividade e perspectiva de retorno financeiro compensador fazem com que a irrigação seja prática indispensável para a obtenção de produtividade. Objetivou-se realizar uma análise da produtividade da água no cultivo irrigado de batata. Os dados foram levantados em áreas de cultivo comercial localizada na região da Chapada Diamantina, Bahia. Para a determinação da produtividade física da água, utilizaram-se dados de produtividade da cultura, do volume de água proveniente da precipitação adicionado ao aplicado por irrigação e da evapotranspiração da cultura nas safras 2013/2014 e 2015. A produtividade física média da água para a cultura da batata irrigada por pivô central, na região da Chapada Diamantina, BA foi de 7,22 kg m-3 (safra 2013/2014) e 9,12 kg m-3 (safra 2015). A produtividade econômica da água teve um incremento de produtividade da primeira para segunda safra, no entanto, ocorreram mais perdas de água na segunda do que na primeira, o que indica uma necessidade de manejo de irrigação adequado para um maior ganho econômico.

Water productivity in potato grown in Chapada Diamantina, Bahia

Abstract: High water requirements in bataticulture (potato crop), associated with high production costs, high risks characteristic of the activity and prospect of a compensating financial return make irrigation an indispensable practice for the attainment of productivity. The objective of this study was to conduct a water productivity analysis in irrigated potato cultivation. The data was collected in areas of commercial cultivation located in the region of Chapada Diamantina, Bahia. For the determination of the physical productivity of the water, crop productivity, water volume from the precipitation added to the irrigation applied and crop evapotranspiration were used for the 2013/2014 and 2015 harvests. The average physical productivity of water for The cultivation of potato irrigated by central pivot in the Chapada Diamantina, BA region was 7.22 kg m-3 (crop year 2013/2014) and 9.12 kg m-3 (crop 2015). The economic productivity of water had an increase in productivity from the first to the second harvest, however, there were more water losses in the second one than in the first one, which indicates a need for adequate irrigation management for a greater economic gain.



Palavras-chave


Solanum tuberosum; Irrigação; Eficiência do uso da água.

Texto completo:

PDF

Referências


ANA. GEO Brasil: recursos hídricos: resumo executivo. Ministério do Meio Ambiente; Agência Nacional das Águas; Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente: Brasília, 2007. 60p.

ALVARENGA, M. A. R. Tomate: produção em campo, em casa de vegetação e em hidroponia. Lavras:UFLA, 2004. 400p.

BAHRAMLO, R.. Evaluation of sprinkler Irrigation effects on water use efficiency of common varieties of potato (A case study in Hamedan). Proceeding of national conference on management of irrigation and drainage schemes, University of Ahvaz, Iran, 2006.

BERGAMASCHI, H.; WHEELER, T. R.; CHALLINOR, J. A.; COMIRAN, F.; HECKLER, B. M. M. Maize yield and rainfall on different spatial and temporal scales in Southern Brazil. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v.42, n.5, p.603-613, 2007.

BOS, M. G.; BURTON, M. A., MOLDEN, D. J. Irrigation and drainage performance assessment: practical guidelines. Wallinford: CABI International, 2005. 158p.

COSTA, R. N. T.; OLIVEIRA, V. R.; ARAÚJO, D. F. Planejamento, gerenciamento e uso racional de águas em perímetros públicos de irrigação. In: MEDEIROS, S. S.; GHEYI, H. R.; GALVÃO, C. O.; PAZ, V. P. S. (Ed.). Recursos hídricos em regiões áridas semiáridas. Campina Grande: INSA, 2011. p. 87 – 102.

COSTA, R. N. T.; ARAÚJO, D. F.; ARAÚJO, H. F.; MOREIRA, O. C. Alternativas para uso racional da água em perímetros irrigados por superfície. In: GHEYI, H. R.; PAZ, V. P. S.; MEDEIROS, S. S.; GALVÃO, C. O. (Ed.). Recursos hídricos em regiões semiáridas. Campina Grande: INSA, 2012. p. 117 – 128.

DOORENBOS, J.; KASSAM, A. H. Efeito da água no rendimento das culturas. 2. ed. Trad. de H. R. Gheyi; A. A. Souza; F. A. V. Damasceno e J. F. Medeiros. Campina Grande: UFPB, 2000. 221p. (Estudos FAO: Irrigação e Drenagem, 33).

ENGLISH, M.; NAVAID, S. Perspectives on deficit irrigation. Agricultural Water Management, v.32, p.1-14, 1996.

FAO – FOOD AND AGRICULTURE ORGANIZATION OF THE UNITED NATIONS. Statistical Yearbook 2013. Disponível em: http://www.fao.org/economic/ess/ess-publications>. Acesso em: 20 jun. 2013.

FRIZZONE, J. A. Planejamento da irrigação com uso de técnicas de otimização. Revista Brasileira de Agricultura Irrigada, Fortaleza, v. 1, n. 1, p. 24–49, dez. 2007.

FRIZZONE, J. A. Otimização em Irrigação com Déficit. In: PAZ, V.P. S.; OLIVEIRA, A.S.; PEREIRA, F. A. e GHEYI, H. R. Manejo e Sustentabilidade da Irrigação em Regiões Áridas e Semi-Áridas. Cruz das Almas: UFRB, 2014. p. 274 – 307.

GOOGLE. Google Earth. Version Pro 6.0. 2015. Agropolo Ibicoara-Mucugê, município de Ibicoara, Chapada Diamantina, Bahia. Disponível em: < https://www.google.com.br/earth/download/gep/agree.html >. Acesso em: 2 de jun. de 2015.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Produção agrícola municipal 2014. Disponível em: . Acesso em: 01 jun. 2014.

JUNCÁ, F. A.; FUNCH, L.; ROCHA, W. Biodiversidade e conservação da Chapada Diamantina. Brasília, Ministério do Meio Ambiente, Série Biodiversidade 13, 2005.

KOTTEK, M.; GRIESER, J.; BECK, C.; RUDOLF, B.; RUBEL, F. World map of the Köppen-Geiger climate classification updated. Meteorol Z., v. 15, p. 259–263, 2006.

LIMA, S. C. R. V.; FRIZZONE, J. A.; MATEOS, L.; FERNANDEZ, M. S. Desempenho da Irrigação em um projeto hidroagrícola no sul da Espanha: metodologia para análise da eficiência de uso da água. Revista Brasileira de Agricultura Irrigada, Fortaleza, v. 4, n. 2, p. 59–77, 2015.

MARENGO J. A.; SILVA DIAS M. . Mudanças climáticas globais e seus impactos nos recursos hídricos. Águas Doces no Brasil-capital ecológico usos multiplos, exploração racional e conservacão. 3ed.: IEA/USP, 2006, v. 2, p. 63-109.

MARTIN, J. D.; CARLESSO, R.; AIRES, N. P. Irrigação deficitária para aumentar a produtividade da água na produção de silagem de milho. Irriga, Botucatu, Edição especial, p.192-205, 2012.

MATEOS, L. Identifying a new paradigm for assessing irrigation system performance. Irrigation Science, Amsterdam, v. 27, p. 25–34, 2013.

MOLDEN, D. Accounting for water use and productivity. Colombo: International Irrigation Management Institute (SWIM Paper 1). 1997. 16 p.

KOSARI, H.; MONTAZAR, A. Water productivity analys is of s ome irrigated crops in Iran. In: LAMADDALENA, N. et al. (Ed.). Water saving in Mediterranean agriculture and future research needs. 56. ed. Bari: Ciheam, 2007. p. 109-120. (B).

PLAYAN, E.; MATEOS, L. Modernization and optimization of irrigation systems to increase water productivity. Agricultural Water Management, Amsterdam, v. 80, p. 100 – 116, 2006.

PEREIRA, L. S.; OWEIS, T.; ZAIRI, A. Irrigation management under water scarcity. Agricultural Water Management, v.57: p.175-206, 2002.

PIRES, R. C. D. M.; ARRUDA, F. B.; SAKAI, E.; CALHEIROS, R. D. O.; BRUNINI, O. Agricultura irrigada. Revista Tecnologia & Inovação Agropecuária, São Paulo, p.98-111, 2008.

TURCO, J. E. P.; FERNANDES, E. J. Determinação da acurácia de instrumentos de medidas para obter a evapotranspiração de referência pelo método de Penman Monteith. Engenharia Agrícola, v. 23, n. 2, p. 243-249, maio/ago., 2003.




DOI: http://dx.doi.org/10.18378/rvads.v12i1.4045

Direitos autorais 2017 Murillo Anderson Gonçalves Barbosa et al.