As percepções de agricultores familiares sobre transição agroecológica em uma cooperativa agropecuária no Rio Grande do Sul

Joice Zagna Valent

Resumo


Objetivou-se descrever as percepções dos agricultores familiares de uma cooperativa agropecuária do Rio Grande do Sul sobre as implicações causadas pela mudança de sistema produtivo: da agricultura convencional para a produção agroecológica de alimentos. Para embasar o trabalho foram usadas as teorias da mudança, agroecologia, cooperativismo e agricultura familiar. O estudo classifica-se como uma pesquisa exploratória e descritiva, com tratamento qualitativo dos dados, por meio da análise de conteúdo. Foram realizadas entrevistas com os 39 agricultores. Observa-se que nas percepções individuais os assuntos mais referenciados foram: conhecimento, comunicação e planejamento; resistência e mudança; saúde e renda. O estudo demonstrou que a mudança de sistema produtivo é lenta, porém importante para os agricultores. Contudo, o comprometimento de todos na transição agroecológica foi essencial para o bom desempenho organizacional.


Palavras-chave


Agricultura familiar; Agroecologia; Cooperativismo; Mudança.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, A. C. O.; PINHEIRO, R. C. S.; SANTOS, A. S. Concepções e iniciativas agroecológicas no estado de Sergipe. Revista Brasileira de Agroecologia, v. 9, n. 1, p. 158-169, 2014.

ALVES, E. Embrapa: a successful case of institutional innovation. In: MARTHA JUNIOR, G. B.; FERREIRA FILHO, J. B. de S. (Ed.). Brazilian agriculture development and changes. Brasília: Embrapa, 2012, p. 143-160.

ALVES, Z. M. M. B.; SILVA, M. H. G. F. D. da. Análise qualitativa de dados de entrevista: uma proposta. Paidéia, Ribeirão Preto, n. 2, 1992.

AZEVEDO, E.; SCHMIDT, W.; KARAM, K. F. Agricultura familiar orgânica e qualidade de vida. Um estudo de caso em Santa Rosa de Lima, SC, Brasil. Revista Brasileira de Agroecologia, Porto Alegre, v. 6, n. 3, p. 81-106, 2011.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011. 118p.

BEGNIS, H. S. M.; AREND, S. C.; ESTIVALETE, V. F. B. Em frente ao espelho: a produção do conhecimento em cooperativas na Revista de Economia e Sociologia Rural. Revista de Economia e Sociologia Rural, Piracicaba, São Paulo, v. 52, n. 1, p. 099-116, 2014.

BUTTENBENDER, P. L. O Agronegócio Cooperativo. In: SPAREMBERGER, A.; BUTTENBENDER, P. L.; ZAMBERLAN, L. (Org.). Princípios de Agronegócios: conceitos e estudos de casos. Ijuí: Unijuí, 2010, p. 71-98.

CHADDAD, F.; ILIOPOULOS, C.. Control Rights, Governance, and the Costs of Ownership in Agricultural Cooperatives. Agribusiness, Boston, v. 29, n. 1, p. 3-22, 2013.

COSTA, B. A. L.; AMORIM JÚNIOR, P. C. G.; SILVA, M. G. As Cooperativas de Agricultura Familiar e o Mercado de Compras Governamentais em Minas Gerais. Revista de Economia e Sociologia Rural, Piracicaba, São Paulo, v. 53, n. 1, p. 109-126, 2015.

DORNELLES, G. S. METAGESTÃO: a arte do diálogo nas organizações. São Paulo: Saraiva, 2006. 208p.

FERREIRA, P. R.; AMODEO, N. B. P. O SESCOOP e a criação do campo da educação cooperativista: organização do quadro social e educação cooperativista. In: Encontro de Pesquisadores Latino-americanos de Cooperativismo, 5, 2008, Ribeirão Preto/SP. Disponível em: . Acesso em: 25 nov. 2012.

FEE. FUNDAÇÃO DE ECONOMIA E ESTATÍSTICA. Resumo Estatístico do Município de Boqueirão do Leão. 2011. Disponível em: < http://www.fee.tche.br/sitefee/pt/content/resumo/pg_municipios_detalhe.php?municipio=Boqueir%E3o+do+Le%E3o>. Acesso em: 5 abr. 2013.

HUANG, T. C. K. A novel group ranking model for revealing sequence and quantity knowledge. European Journal of Operational Research, Amsterdam, v. 231, n. 3, p. 654-666, 2013.

IBGE. INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Cidades. 2010. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/cidadesat/painel/painel.php?codmun=430245. Acesso em: 05 abr. 2013.

JACOBSEN, A. L.; RODRIGUES, M. M. B. Abordagens para lidar com a resistência humana frente a processos de mudança organizacional. Revista de Ciências da Administração, Florianópolis, v. 14, n. 6, p. 39-49, 2002.

JESUS, P. P.; SILVA, J. S.; MARTINS, J. P.; RIBEIRO, D. D.; ASSUNÇÃO, H. F.. Transição Agroecológica na Agricultura Familiar: relato de experiência em Goiás e Distrito Federal. CAMPO-TERRITÓRIO: Revista de Geografia Agrária, v. 6, n. 11, p. 363-375, 2011.

JUDSON, A. S. Relações Humanas e Mudanças Organizacionais. São Paulo: Atlas, 1976. 244p.KOTTER, J. P. Liderando a Mudança: Por que fracassam as tentativas de transformação. In: Harvard Business Review. Mudança. 2 ed. Rio de Janeiro: Campus, p. 9-26, 1999.

KOTTER, J. P. Liderando a Mudança: Por que fracassam as tentativas de transformação. In: Harvard Business Review. Mudança. 2 ed. Rio de Janeiro: Campus, p. 9-26, 1999.

LAUDON, K. C.; LAUDON, J. P. Management information systems: managing the digital firm. 10 ed. New Jersey: Prentice Hall Inc. 2007.

LIMA, F. A. X.; PIRES, M. L. L. S.; VARGAS L. P. Do Convencional ao Agroecológico: a experiência de Santa Cruz da Baixa Verde - Sertão de Pernambuco. Revista Brasileira de Agroecologia, v. 9, n. 3, p. 03-20, 2014.

MARTINS, M. S. F. A Sensação, A Percepção e as Desordens da Percepção. 2011. Disponível em: . Acesso em: 04 abr 2016.

MEULENBERG, M. T. G.; VIAENE, J. Changing agri-food systems in Western countries: a marketing approach. In: JONGEN, W. M. F.; MEULENBERG, M. T. G. (Ed.). Innovation in the Production Systems – Product quality and consumer acceptance. Wageningen: Wageningen Pers, p. 17-56, 2005.

MOTA, J. C.; ALMEIDA, M. M.; MOTA, M. S.; MOTA, M. S.; ALENCAR, V. C. Estudo da complexidade ambiental visando o conhecimento interdisciplinar dos saberes e da educação ambiental. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, Pombal, v. 9, n. 5, p. 07-11, 2014.

PINHO, D. B. Doutrina Cooperativista e Desenvolvimento Econômico. São Paulo: Secretaria da Agricultura – Departamento de Assistência ao Cooperativismo, 1967. 46p.

RODRIGUES, R. M. Pesquisa Acadêmica: como facilitar o processo de preparação de suas etapas. São Paulo: Atlas, 2007. 162p.

SCHNEIDER, J. O. (Org.) Educação Cooperativa e suas práticas. São Leopoldo: Editora Unisinos, 2003. 256p.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ. Estatística II: notas de aula. Curitiba: UFPR, 2009. Disponível em: . Acesso em: 2 jan. 2014.

VALENT, V. D. Conceitos de Gestão da Inovação: compatibilidades da linguagem técnica na produção científica veiculada em periódicos brasileiros entre 2008 e 2012. Porto Alegre: UFRGS, 2013. 102p.




DOI: http://dx.doi.org/10.18378/rvads.v12i2.4186

Direitos autorais 2017 Joice Zagna Valent

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.