Diagnóstico microbiológico da Vitis lambrusca comercializada em estabelecimentos formais e feiras livres em João Pessoa, Paraíba

Anderson Guedes Dantas, Ana Cláudia dos Santos Alves, Felipe Cunha Soares, Juliana Gomes e Sousa Miguel, Gilcean Silva Alves

Resumo


A uva é umas das principais frutas dentre as mais consumidas no Brasil, sendo assim o seu comércio apresenta grande importância para o crescimento econômico do país. Este cultivo tem maior produção nas serras gaúchas onde a combinação entre clima e solo favoráveis à Vitis lambrusca. Apesar dos vários benefícios oferecidos pela uva, ela também pode trazer riscos para à saúde quando ingerida de forma inadequada. Sendo assim, a análise microbiológica da uva mostra as possíveis contaminações adquiridas desde o plantio até a distribuição para o consumidor. O presente trabalho teve como objetivo avaliar microbiologicamente a Vitis lambrusca (uva Isabel), simulando o consumo direto em estabelecimentos formais e feiras livres no município de João Pessoa. As amostras para análises foram adquiridas em 11 pontos aleatórios observando os principais indicadores: Salmonella sp. e Escherichia coli. Verificou-se que 63,63% das amostras apresentaram-se contaminadas, portanto, impróprias para o consumo humano, mostrando assim que a ingestão das mesmas sem uma a devida sanitização oferece riscos a saúde humana.


Palavras-chave


Microbiologia; Alimento; Saúde.

Texto completo:

HTML

Referências


ALVES, A. R. F. Doenças alimentares de origem bacteriana. 87f. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) – Faculdade de Ciências da Saúde, Universidade Fernando Pessoa, Porto, 2012. 21 p.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância Sanitária. Resolução RDC nº 12, de 2 de janeiro de 2001. Regulamento técnico sobre padrões microbiológicos para alimentos. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília. 2001.

BRUNO, L. M.; QUEIROZ, A. A. M. de; ANDRADE, A. P. C. de; VASCONCELOS, N. M. de; BORGES, M. F. Avaliação microbiológica de hortaliças e frutas minimamente processadas comercializadas em Fortaleza (CE). B.CEPPA, Curitiba, v. 23, n. 1, p. 75-84, 2005.

CAMARGO, U. A.; MAIA, J. D. G.; RITSCHEL P. Embrapa Uva e Vinho: novas cultivares brasileiras de uva. Bento Gonçalves: Embrapa Uva e Vinho, 2010.

CAMARGO, U. A.; MAIA, J. D. G. M. Sistema de Produção de Uvas Rústicas para o Processamento em Regiões Tropicais do Brasil. 2005. Disponível em: . Acesso em: 26 out. 2017.

CARVALHO, I. T. Microbiologia dos alimentos. Recife: EDUFRPE, 2010. 84 p.

CHAVES, F. F. Análises físico-químicas e microbiológicas do suco de uva integral comercializado na cidade de Goiânia - GO. Revista Especialize On-line IPOG - Goiânia – 7. Ed. nº 007 V.01- Julho/2014. Disponível em: . Acessado em: 30/11/2017.

CUNHA, M. A. Métodos de detecção de Micro-organismos Indicadores. Revista Saúde &Ambiente, Duque de Caxias, v.1, n.1, p.09-13,2006.

EMBRAPA, Programa Alimentos Seguros. Boas práticas agrícolas para produção de alimentos seguros no campo: cuidados até a colheita. Brasília, DF: Embrapa Transferência de Tecnologia, 2005. 58 p.

EVANGELISTA, R. M.; VIEITES, R. L. Avaliação da Qualidade de Polpa de Goiaba Congelada, Comercializada na Cidade de São Paulo. Segurança Alimentar e Nutricional,Campinas, 2006.

FAZIO, M. L. S. Qualidade Microbiológica e Ocorrência de Leveduras em Polpas Congeladas De Frutas. Dissertação para obtenção do grau de mestre. Universidade Estadual

Paulista, São José do Rio Preto, 2006.

NASCIMENTO, M. S. do; SILVA, N.; CATANOZI, M. P. L. M.; SILVA, K. C. Avaliação comparativa de diferentes desinfetantes na sanitização de uva. Brazilian Journal of Food Technology, v. 6, n.1, p 63-86, 2003.

OMS, Organização Mundial da Saúde. Segurança básica dos alimentos para profissionais de saúde. Editores Martin Adams, Yasmine Motarjemi; tradução Andréa Favano. São Paulo : Roca, 2002.

RATTI, B. A. Encontro Internacional de Produção Cientifica, 7., 2011. Maringá. Anais... Maringá: CESUMAR, 2011. 4 p.

SOFOS, J. N. Sorbate food preservatives . CRC Press Inc., Boca Raton, Florida, 237 p., 1989.

SOUSA, C. P. Segurança alimentar e doenças veiculadas por alimentos: utilização do grupo coliforme como um dos indicadores de qualidade de alimentos. Revista APS, v. 9, n. 1, p. 83-88, 2006.




DOI: http://dx.doi.org/10.18378/rvads.v12i4.4232

Direitos autorais 2017 Anderson Guedes Dantas et al.

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.