Mapeamento de risco de sodificação de solos em microbacia hidrográfica no Rio Grande do Sul

Thiago Boeno Patricio Luiz, José Luiz Silvério da Silva, Thomas Schröder, Leônidas Luiz Volcato Descovi Filho

Resumo


Atualmente, o uso de águas subterrâneas para fins de irrigação tem se tornado uma constante em muitas bacias hidrográficas brasileiras. Contudo, a utilização de águas com alto teor de sódio pode trazer uma série de prejuízos para os solos agrícolas, especialmente aos mais argilosos e com drenagem deficiente. A pesquisa objetivou avaliar o risco de sodificação dos solos da microbacia hidrográfica do Lajeado Erval Novo com a introdução de águas subterrâneas para atividades de irrigação. Para tanto, aplicou-se um modelo quali-quantitativo para cruzar informações das concentrações salinas da água subterrânea de 14 poços tubulares localizados na região com características geomorfológicas da microbacia. Para avaliação do teor de sódio das águas subterrâneas utilizou-se o índice de Relação de Adsorção de Sódio (RAS) como indicador da porcentagem de sódio contido em água que pode ser adsorvido pelo solo. Esse indicador aliado ao mapeamento em Sistema de Informação Geográfica (SIG) das características de declividade e tipo de solo forneceram um diagnóstico do risco de salinização do solo em diferentes partes da microbacia. Como resultado, evidenciou-se o elevado risco de sodificação na porção sul da microbacia ao utilizar águas para irrigação classificadas com índice RAS alto (>18) e muito alto (>26). Estudos desta natureza visam contribuir para o levantamento de informações de interesse para a realização de práticas mais sustentáveis na agricultura, objetivando o uso dos recursos hídricos na região, servindo de contribuição para as políticas públicas do setor.

 

Sodification risk mapping of soils in micro watershed in Rio Grande do Sul

Abstract: Currently, the use of groundwater for irrigation purposes has become a constant in many brazilian watershed. However, the use of water with high sodium content can bring a lot of damage to agricultural soils, especially the clay soils and with poor drainage. The research aimed to evaluate the sodification risk of Lajeado Erval Novo watershed with the introduction of groundwater for irrigation activities. Therefore, was applied a quali-quantitative model to crosscheck the salts concentration information of groundwater from 14 wells located in the region with geomorphological characteristics of the basin. To evaluate the sodium content of groundwater was used the Sodium Adsorption Ratio (SAR) index as an indicator of the percentage of sodium content in water which can be adsorbed by soil. These indicators combined with mapping Geographic Information System (GIS) of slope characteristics and soil type provided an assessment of the risk of soil salinization in different parts of the basin. As a result, it was evidenced the high risk sodification in southern portion using water for irrigation classified with high SAR index (>18) and very high (>26). Studies of this nature aim to contribute to collection information of interest to achievement of more sustainable practices in agriculture, aiming the strategic use of water resources in the region, serving as a contribution to public sector policies.

 


Palavras-chave


Lajeado Erval Novo; Modelo quali-quantitativo; Relação de Adsorção de Sódio.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVARES, C. A.; STAPE, J. L.; SENTELHAS, P. C.; DE MORAES, G.; LEONARDO, J.; SPAROVEK, G. Köppen's climate classification map for Brazil. Meteorologische Zeitschrift, v. 22, n.6, p.711-728. 2013.

BRASIL. Resolução CONAMA n° 396, de 3 de abril de 2008. Dispõe sobre a classificação e diretrizes ambientais para o enquadramento das águas subterrâneas e dá outras providências. Diário Oficial da União, Poder Executivo, Brasília, DF, abr. 2008.

CAUDURO, F. A., DORFMAN, R. Manual de ensaios de laboratório e de campo para irrigação e drenagem. Porto Alegre: Instituto de Pesquisas Hidraulicas/UFRGS. 1988. 216p.

CORDEIRO, G. G. Qualidade da agua para fins de irrigação (Conceitos básicos e práticos). Embrapa: Petrolina, PE. 2001.

CPRM. COMPANHIA DE PESQUISA EM RECURSOS MINERAIS. 2015. Sistema de Informações de Águas Subterrâneas. Banco de dados dos poços cadastrados. Disponível em: . Acesso em setembro de 2015.

EMATER. EMPRESA DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL. Mapa de solos do Estado do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: EMATER/ASCAR, 2007.

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL/SEMA. Secretaria Estadual de Meio Ambiente. Bacias hidrográficas e municípios do Rio Grande do Sul. Mapa. 2005.

FAO. FOOD AND AGRICULTURE ORGANIZATION. 1995. Planning for sustainable use of land resources: towards a new approach. FAO Land and Water Bulletin. 1995.

FREIRE, M. B. D. S., RUIZ, H. A., RIBEIRO, M. R., FERREIRA, P. A., ALVAREZ, V., VÍCTOR, H., & FREIRE, F. J. Estimativa do risco de sodificação de solos de Pernambuco pelo uso de águas salinas. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental. V. 7, n.2, p.227-232, 2003.

MACHADO, J. L. F.; FREITAS, M. A. Projeto mapa hidrogeológico do Estado do Rio Grande do Sul: escala 1:750.000, relatório final. Porto Alegre: CPRM. 2005.

NANNI, A. S. O flúor em águas do Sistema Aquífero Serra Geral no Rio Grande do Sul: origem e condicionamento geológico. 128 f. Tese (Doutorado em Geociências) – Univ. Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2008.

PEDROTTI, A.; CHAGAS, R. M.; RAMOS, V. C.; DO NASCIMENTO, A. P.; LUCAS, A. A. T. DOS SANTOS, P. B. Causas e consequências do processo de salinização dos solos. Revista Eletrônica em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental, v.19, n.2, p.1308-1324. 2015.

SANTOS, A. C. Noções de Hidroquímica. In: FEITOSA. F. A. C. et al (Org.). Hidrogeologia: Conceitos e aplicações. 3 ed. Rio de Janeiro: CPRM; LABHID, 2008. Cap. 5.1, p. 325-357.




DOI: http://dx.doi.org/10.18378/rvads.v12i1.4390

Direitos autorais 2017 Thiago Boeno Patricio Luiz et al.