Avaliação de interpoladores para o estudo de vulnerabilidade aquífera: O caso da Bacia do Rio Santa Maria

Thiago Boeno Patricio Luiz, Leônidas Luiz Volcato Descovi Filho, José Luiz Silvério da Silva

Resumo


Estudos de avaliação da vulnerabilidade natural de aquíferos são de relevante importância para o conhecimento de áreas sujeitas à contaminação ambiental. A correta aplicação em mapas de vulnerabilidade necessita de estudos constantes, visando o aperfeiçoamento das análises e o desenvolvimento de mapas representativos das áreas estudadas. Objetivou-se, neste contexto, avaliar o desempenho de diferentes modelos para a interpolação de indicadores ambientais de vulnerabilidade aquífera, utilizando a técnica de krigagem. O estudo procedeu-se na Bacia Hidrográfica do Rio Santa Maria por meio da análise dos aspectos hidrogeológicos de 255 poços tubulares, localizados em seis municípios no sudoeste do Estado do Rio Grande do Sul. Os dados indicaram que a classe de alta vulnerabilidade predominou em 47,45% dos poços avaliados, seguida da classe de média vulnerabilidade correspondendo a 23,14%; a baixa vulnerabilidade representou 14,50%, a classe de extrema vulnerabilidade aquífera correspondeu a 7,85% e a insignificante indicou 7,05%. Para interpolação dos dados, foram avaliados os modelos esférico, exponencial, gaussiano e linear, com o intuito de definir o melhor ajuste a partir da aplicação da função de semivariograma. Os ajustes foram avaliados através do método dos mínimos quadrados, que evidenciou a melhor abordagem a partir do modelo esférico dentre os modelos testados. A distribuição espacial da vulnerabilidade demonstrou o predomínio de alta vulnerabilidade na porção sul do município de Santana do Livramento, porção central de Rosário do Sul, norte e noroeste de São Gabriel e centro de Lavras do Sul. Em algumas áreas da bacia, nos municípios de Santana do Livramento e Lavras do Sul foi constatada a classe de extrema vulnerabilidade aquífera.

Palavras-chave


Água subterrânea; Contaminação; Semivariograma; Krigagem

Texto completo:

HTML PDF

Referências


ALLER, L.; LEHR, J. H.; PETTY, R.; BENNETT, T. Drastic: A standardized system for evaluating groundwater pollution potencial using hydrogeologic setting. National Water Well Association, Ohio. p.38-57, 1987.

BACHMAT, Y.; COLLIN, M. Mapping to assess groundwater vulnerability to pollution. In: Vulnerability of soil and groundwater to pollutants. Proceedings and Information. p.297-307, 1987.

CAMPONOGARA, I. Vulnerabilidade natural do Sistema Aquífero Guarani, em Santana do Livramento, RS, com uso de geotecnologias. 2006. 110f. Dissertação (Mestrado em Geomática) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2006.

CARRARO, C. C. Mapa Geomorfológico do Estado do Rio Grande do Sul. FAPERGS – UFRGS/Instituto de Geociências. 1974, 1: 1.000.000.

CIVITA, M. Assesment of aquifer vulnerability to contamination. Protezione e Gestione delle Acque Sotteranee: Mettodologie, Technologie e Obbietivi. Marano sul Panaro, v. 3, p. 39-86, 1990.

CPRM. Companhia de Pesquisa em Recursos Minerais. Sistema de Informações de Águas Subterrâneas. 2016. Banco de dados dos poços cadastrados. Disponível em: . Acesso em abril de 2016.

CPRM. Companhia de Pesquisa em Recursos Minerais. 2007. Mapa Geológico do Estado do Rio Grande do Sul. Escala de 1:750.000.

DESCOVI FILHO, L. L. V. Subsídios ambientais para a gestão das águas subterrâneas na bacia hidrográfica do rio Santa Maria. 2009. 156f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2009.

ERTEL, T.; LÖBLER, C. A.; SILVÉRIO DA SILVA, J. L. Índice de vulnerabilidade das águas subterrâneas no município de Rosário do Sul, Rio Grande do Sul. Revista Eletrônica em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental, Santa Maria, v.7 n.7, p.1400-1408, 2012.

FOSTER, S. S. D.; HIRATA, R. Groundwater pollution risk assessment. A methodology using available data. Pan American Center for Sanitary Engineering. and Environmental Sciences. Lima, 1988. 87p.

FOSTER, S.; HIRATA, R. C. A.; GOMES, D.; D’ELIA, M.; PARIS, M. Proteção da Qualidade da Água Subterrânea: um guia para empresas de abastecimento de água, órgãos municipais e agências ambientais. São Paulo: SERVMAR, 2006. 114p.

FOSTER, S.; HIRATA, R.; ANDREO, B. The aquifer pollution vulnerability concept: aid or impediment in promoting groundwater protection?. Hydrogeology Journal, v.21, n.7, p.1389-1392, 2013.

FRANTZ, L. C. Avaliação do Índice de Vulnerabilidade do Aqüífero Guarani no Perímetro Urbano da Cidade de Santana do Livramento. 2005. 125f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2005.

HIRATA, R.; FERNANDES, A. J. Vulnerabilidade à poluição de aquíferos. In: FEITOSA. F. A. C.; FILHO J. M.; FEITOSA E. C.; DEMÉTRIO J. G. A. (Org.) Hidrogeologia: Conceitos e aplicações. 3 ed. Rio de Janeiro: CPRM; LABHID, 2008. Cap. 5.4, p.406-425.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Cidades. 2010. Disponível em: Acesso em 18 de maio de 2016.

LÖBLER, C. A.; BORBA, W. F.; SILVÉRIO DA SILVA, J. L. Vulnerabilidade das águas subterrâneas da bacia do rio Santa Maria, Rio Grande do Sul. Ciência e Natura, Santa Maria, v.38, n.1, p.84-94, 2016.

MATHERON, G. Principles of geostatistics. Economic geology, v.58, n.8, p.1246-1266, 1963.

OEA. Organização dos Estados Americanos. Programa Estratégico de Ação (PEA) do Projeto Sistema Aquífero Guarani (PSAG). 2009. Disponível em: < http://www.ana.gov.br/bibliotecavirtual/arquivos/20100223172711_PEA_GUARANI_Port_Esp.pdf>

PAVÃO, A. D. M. Avaliação do índice de vulnerabilidade na bacia hidrográfica do rio Santa Maria. 2004. 107f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2004.

R CORE TEAM. R language definition. Vienna, Austria: R foundation for statistical computing, 2017.

RIBEIRO JUNIOR, P. J.; DIGGLE P. J. geoR: a package for geostatistical analysis. R news, v.1, n.2, p.14-18, 2001.

SOARES, A. Geoestatística para as ciências da terra e do ambiente. 2.ed. Lisboa: Instituto Superior Técnico, 2006. 232p.

TAVARES, P. R. L.; CASTRO, M. A. H. D.; COSTA, C. T. F. D.; SILVEIRA, J. D. G. P. D.; JÚNIOR, F. J. B. D. A. Mapeamento da vulnerabilidade à contaminação das águas subterrâneas localizadas na Bacia Sedimentar do Araripe, Estado do Ceará, Brasil. Revista Escola de Minas, Ouro Preto, v.62, n.2, p.227-236, 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.18378/rvads.v12i4.4959

Direitos autorais 2017 Thiago Boeno Patricio Luiz et al.

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.