Caracterização fenológica de cultivares de videira utilizada na fabricação de vinho no Rio Grande do Norte, Brasil

Wagner César de Farias, Luana Mendes de Oliveira, Wilma Freitas Celedônio, Django de Jesus Dantas, Vander Mendonça, Aline Carla de Medeiros

Resumo


O ciclo vegetativo da videira em regiões de clima temperado é o período entre a brotação e a queda das folhas, enquanto o mesmo ciclo em regiões tropicais se diferencia pela não existência de queda das folhas e o repouso vegetativo, nesse caso induzido por déficit hídrico após a colheita dos frutos. O objetivo deste trabalho foi caracterizar o comportamento fenológico das cinco cultivares de videira. O experimento foi realizado entre maio e setembro de 2015, no município de Martins, localizado na região Oeste do Rio Grande do Norte, sendo constituído por cinco tratamentos representados por cultivares de videiras europeias (Vitis vinífera). As cultivares foram as seguintes: Malbec, Merlot Noir, Chardonnay, Cabernet Sauvignon e Syrah. O delineamento experimental utilizado foi em blocos casualizados com quatro repetições, e parcelas constituídas por 5 plantas. As observações fenológicas foram realizadas durante todo o ciclo, a partir da poda até a colheita. A cultivar Syrah apresentou menor ciclo poda-colheita com 98 dias, seguida das cultivares Malbec, Merlot Noir, Cabernet Sauvignon e Chardonnay apresentaram 101, 103, 105 e 110 dias respectivamente.

Palavras-chave


Fruticultura; Vitis vinífera; Fenologia

Texto completo:

HTML (English)

Referências


AMARAL, U. DO; MARTINS, C. R.; FILHO, R. C.; BRIXNER, F. G.; BINI, D. A. Caracterização fenológica e produtiva de videiras Vitis vinífera L. cultivadas em Uruguaiana e Quaraí/RS. Revista da FZVA, v.16, p.22-31. 2009.

BORGHESAN, M.; GAVIOLI, O.; PIT, F. A.; SILVA, A. L. Comportamento vegetativo e produtivo da videira e composição da uva em São Joaquim, SC. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 46, p. 398-405. 2011.

CARVALHO E. Fenologia, exigência térmica e produção de cultivares de videiras (vitis spp.) em Lavras, MG. Tese (Doutorado) – Universidade Federal de Lavras. 2016. 63 f.

EICHORN, K. W.; LORENZ, H. Phaenologische Entwicklungstadien der Rebe. Nachrichtenblatt des Deutschen Pflanzenschutzdienstes, Stuttgart, n.29, p.119 – 120, 1977.

EMBRAPA. Sistema brasileiro de classificação de solos. Rio de Janeiro: Embrapa Solos. 2013. 353.

GALET, P. Précis de viticulture . 4.ed. Montpellier: DÈhan, 1983. 584p.

HERNANDES, J. L.; PEDRO JUNIOR, M. J. P.; SANTOS A. O.; TECCHIO M. A. Fenologia e produção de cultivares americanas e híbridas de uvas para vinho, em Jundiaí-SP. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 32, p. 135-142. 2010.

JUBILEU, B. S.; SATO, A. J.; ROBERTO, S. R. Caracterização fenológica e produtiva das videiras ‘Cabernet Sauvignon’ e ‘Alicante’ (Vitis vinifera L.) produzidas fora de época, no norte do Paraná. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 32, p. 451-462. 2010.

LARCHER, W. Ecofisiologia Vegetal. Tradução de Carlos Henrique Britto de Assis Prado. São Carlos: RiMa Artes e Textos, 2000. 531p.

MANDELLI, F. Comportamento fenológico das principais cultivares de Vitis vinifera L. para a região de Bento Gonçalves, RS. Dissertação (Mestrado em Agrometeorologia) - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz", Universidade de São Paulo, Piracicaba. 1984. 125 f.

NASCIMENTO, J. H B.; COSTA, J. P. D.; SOUZA E. M. C.; REGO, J. I. S.; LEÃO, P. C. S. Caracterização fenológica de cultivares de uvas para elaboração de vinhos no Vale do São Francisco na safra do primeiro semestre de 2015. In: Simpósio de Fruticultura do Vale do São Francisco, 1., 2015, Juazeiro. Resumos... Petrolina: UNIVASF. 2015.

SANTOS, C. M. G. Fisiologia e metabolismo da videira cv. Syrah no Submédio do Vale do São Francisco sob três estratégias de irrigação. Tese (Doutorado em Produção Vegetal) - Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Botucatu. 2012. 145 p.

ATO, A. J.; JUBILEU, B. S.; ASSIS, A. M.; ROBERTO, S. R. Fenologia, produção e composição do mosto da ‘Cabernet Sauvignon’ e ‘Tannat’ em clima subtropical. Revista Brasileira de Fruticultura, 33, 491-499. 2011

SATO, A. J.; SILVA, B. J. DA; BERTOLUCCI, R.; CARIELO, M.; GUIRAUD, M. C.; FONSECA, I. C. DE B.; ROBERTO, S. R. Evolução da maturação e características físico-químicas de uvas da cultivar Isabel sobre diferentes porta-enxertos na Região Norte do Paraná. Semina: Ciências Agrárias, v.30, n.1, p-11-20, 2009.

SEPLAN, Secretaria de Estado do Planejamento e das Finanças do RN. Perfil do Rio Grande do Norte. Natal: SEPLAN, 2013.191p.

TERRA, M. M.; PIRES, E. J. P.; NOGUEIRA, N. A. M. Tecnologia para produção de uva Itália na região Noroeste do Estado de São Paulo. 2. ed. Campinas: CATI, 1998. 58p. (Documento Técnico, 97).




DOI: http://dx.doi.org/10.18378/rvads.v12i4.5454

Direitos autorais 2017 Wagner César de Farias et al.

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.