USO DE METODOLOGIAS VARIADAS NA QUEBRA DE DORMÊNCIA TEGUMENTAR DE SEMENTES DE MURICI Byrsonima crassifólia.

Irinaldo Lima Nascimento, Caio César Pereira Leal, Narjara Walessa Nogueira, Antônia Kátia Pinheiro de Medeiros, Francisco Mickael Medeiros Câmara

Resumo


Este trabalho teve como objetivo testar a eficiência de diferentes tratamentos para quebra da dormência de sementes de Byrsonima crassifólia conhecida vulgarmente como murici. Os dados em percentagem foram submetidos à análise de variância e a médias comparadas pelo teste de escott-knot a 5% de probabilidade. Os tratamentos foram escarificação mecânica com lixa; lixa mais imersão em água por 24, 48 e 72 horas respectivamente; imersão em acido sulfúrico por 20, 40, 60, 80, 100, 120 minutos respectivamente. Foram utilizadas quatro repetições de 25 sementes por tratamento. Foram avaliados os seguintes parâmetros: porcentagem de germinação, índice de velocidade de emergência (IVE); comprimento de plântulas, separando raiz de parte aérea; e massa seca das partes separadas. A emergência de plântulas, o IVE e o comprimento de raiz demonstraram uma variação pouco significativa, sendo os tratamentos testemunha lixa e lixa + água 24horas os mais bem indicados.

Texto completo:

PDF