COMPONENTES DE PRODUÇÃO E PRODUTIVIDADE DO MILHO SUBMETIDO A DOSES DE NITROGÊNIO NO SEMIÁRIDO PARAIBANO

Hilberto de Assis Ferreira, Anielson dos Santos Souza, Danielle Araújo de Sousa, Alexandre dos Santos Souza, Patrício Borges Maracajá

Resumo


O milho é uma das plantas cultivadas de maior importância econômica e social sendo objeto de extensivos estudos em todo o mundo, no Brasil é o segundo cereal mais cultivado. O nitrogênio é o nutriente extraído em maior quantidade, o de maior custo e também o que mais influência a produtividade da cultura. Objetivou-se com o presente trabalho avaliar a resposta da cultura do milho a seis níveis de nitrogênio no sertão paraibano. O experimento foi realizado no período de julho a outubro de 2009 no sitio Várzea do Agostinho no município de Paulista – PB. O delineamento experimental foi o de blocos ao acaso com 6 tratamentos (0, 50, 100, 150, 200, 250 kg ha-1 de N) e quatro repetições. A máxima produtividade de grãos de milho (7,32 t ha-1) foi obtida com a dose de 203,75 kg ha-1 de N. Verificou-se que os modelosde regressão quadráticos foram os mais se ajustaram aos dados dos componentes de produção. A produtividade do milho Híbrido AG 1051, correlacionou-se positivamente com todos os componentes de produção, exceto para o diâmetro da espiga, e com maior destaque para o peso da espiga, produção de grãos por planta e comprimento da espiga. O fornecimento de doses de N superiores as recomendadas pela análise de solo, em até 150 kg ha-1, promoveu aumento significativo da produtividade e dos principais componentes de produção do milho.


Texto completo:

PDF