Revista Brasileira de Educação e Saúde https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/REBES <p>A Revista Brasileira de Educação e Saúde (REBES) é um periódico do Grupo Verde de Agroecologia e Abelhas (GVAA). É editada trimestralmente, em formato eletrônico, destinada a divulgação de trabalhos científicos originais e inéditos, redigidos em português, espanhol e inglês, sendo um espaço aberto para publicações nas grandes áreas de educação e saúde, priorizando artigos científicos, notas científicas e revisões bibliográficas. Tem seu registro ISSN: 2358-2391, é um periódico de acesso livre pertencente ao Grupo Verde de Agroecologia e Abelhas-GVAA, uma associação de direito privado sem fins lucrativos, sediada à Rua: Severino Rosas de Assis, 86; Bairro: Petrópolis; Pombal, Paraíba; Brasil; CEP: 58840-000. É editada trimestralmente, no formato eletrônico, destinando-se à divulgação de artigos técnico-científicos originais e inéditos, elaborados em português, inglês ou espanhol. Tem a Missão de Promover divulgação científica de forma integral e gratuita de resultados de pesquisas nas grandes áreas de conhecimento em educação e Saúde.</p> <p>Para tornar possível, um bom trabalho nesta área utilizamos o software para revistas eletrônicas Open Journal Systems (<em>OJS</em>)&nbsp;<em>&nbsp;desenvolvido pelo&nbsp;</em>Public Knowledge Project (PKP), sob a orientação de uso pelo&nbsp;<a href="http://www.ibict.br/">Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT)</a>&nbsp;e da Associação Brasileira de Editores Científicos (ABEC).</p> <p>Atualmente, a&nbsp; Revista Brasileira de Educação e Saúde (REBES) está indexada nas seguintes bases de dados:&nbsp;</p> <p><a href="https://diadorim.ibict.br/handle/1/728">Diadorim</a>;&nbsp;<a href="https://dialnet.unirioja.es/servlet/revista?codigo=23284">Dialnet</a>;&nbsp;<a href="http://ezb.uni-regensburg.de/detail.phtml?bibid=AAAAA&amp;colors=7&amp;lang=en&amp;jour_id=201785">EZ3</a>;&nbsp;<a href="https://scholar.google.com.br/citations?user=BBdRjoUAAAAJ&amp;hl=pt-BR">Google Acadêmico</a>;<a href="https://www.latindex.org/latindex/ficha?folio=21947">&nbsp;Latindex</a>;&nbsp;<a href="http://antigo.cnen.gov.br/centro-de-informacoes-nucleares/livre">LivRe</a>;&nbsp;<a href="http://www-periodicos-capes-gov-br.ez345.periodicos.capes.gov.br/index.php?option=com_pmetabusca&amp;mn=70&amp;smn=78&amp;sfx=buscaRapida&amp;type=p&amp;Itemid=125">Portal de Periodicos da CAPES</a>;&nbsp;<a href="https://redib.org/Record/oai_revista1866-revista-de-gest%C3%A3o-ambiental-e-sustentabilidade--geas">Redib</a>. Estes indexadores nacionais e internacionais têm como objetivo aumentar a visibilidade e o impacto dos artigos publicados pela revista.</p> <p>Endereço eletrônico: https://gvaa.com.br/revista/index.php/REBES</p> pt-BR <p>Termo de cess milenanunes@fiponline.edu.br (Milena Nunes Alves de Sousa) suporte@antsoft.com.br (AntSoft Systems On Demand) Sex, 12 Nov 2021 16:50:28 -0300 OJS 3.1.2.4 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 A importância da biossegurança em contexto de pandemia https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/REBES/article/view/9128 <p>No dia doze de março do ano 2019, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou a nova pandemia que acometeu o mundo inteiro e neste momento estava inserida no Brasil. Assim, já denominado “Novo Coronavírus”, a infecção da COVI-19, que possui um alto índice de transmissão, o que preocupa as autoridades. E, com o passar do tempo, o SARS-CoV-2 vírus causador da COVID-19 vem sofrendo mutações expandindo e infectando a população. Nesse sentido, surge o objetivo da pesquisa: Qualificar a importância da biossegurança em um cenário pandêmico. A metodologia usada foi a bibliográfica. Foi executada uma pesquisa bibliográfica a respeito do tema, na qual foram utilizadas as bases de dados online Scientific Eletronic Library Online (SCIELO), Biblioteca Nacional em Saúde (BVS) e Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS). Em relação aos resultados esperados, percebe-se que os estudos acerca da importância da biossegurança fortaleceram protocolos entre diversas áreas de atuação de profissional e contribuíram para o controle de medidas sanitárias no cenário da pandemia da COVD-19.</p> Poliana Roberta Ventura de Lima, Matheus Tavares Alencar, Beatriz Raíssa Silva Varela, Naedja Pereira Barroso Barroso, Talita Di Paula Maciel Braga Quirino, Estoécio Luiz do Carmo Júnior, Felipe Venceslau Silva Almeida, Ankilma do Nascimento Andrade Feitosa Copyright (c) 2021 Poliana Roberta Ventura de Lima, Matheus Tavares Alencar, Beatriz Raíssa Silva Varela, Naedja Pereira Barroso Barroso, Talita Di Paula Maciel Braga Quirino, Estoécio Luiz do Carmo Júnior, Felipe Venceslau Silva Almeida, Ankilma do Nascimento Andrade Feitosa http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/REBES/article/view/9128 Sex, 12 Nov 2021 16:38:50 -0300 Benefícios do uso das estatinas para prevenção de doenças cardiovasculares https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/REBES/article/view/9129 <p>O objetivo dessa revisão foi elucidar a importância do uso de estatinas nos pacientes com fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Trata-se de uma revisão integrativa da literatura, feita a partir do levantamento de artigos no Scielo e no portal BVS, utilizando as bases de dados como Análise de Literatura Médica (Medline) e Literatura Latino Americana em Ciências da Saúde (Lilacs). A busca será limitada a série de casos, estudos de coorte retrospectivos e prospectivos e estudos tipo caso-controle que correlacionarem os benefícios da aplicação de estatinas na prevenção de doenças cardiovasculares. Além disso, se limitará também aos estudos em seres humanos, redigidos em português, inglês e espanhol e que tenham sido publicados nos últimos 10 anos. O benefício das estatinas foi comprovado na prevenção secundária das DCV, ajudando na redução do risco de enfartes do miocárdio, e no risco de acidentes vasculares cerebrais (AVC), porém o efeito na prevenção primária ainda é bastante discutido e tem sido alvo de vários estudos. As evidencias obtidas nesta pesquisa mostram que as estatinas provocam a diminuição da mortalidade, comprovam que a proteção cardiovascular proporcionada pelas estatinas se sobrepõe a existência de efeitos adversos.</p> Manoel Ilton Sarmento Neto, Talina Carla da Silva, Bruno Menezes de Carvalho, Sulaine Cavalcante Rodrigues, Rita de Cássia Pereira Santos, Macerlane Lira da Silva, Patrícia Fernandes Forny, Giliara Carol Diniz Gomes de Luna, Ankilma do Nascimento Andrade Feitosa Copyright (c) 2022 Manoel Ilton Sarmento Neto, Talina Carla da Silva, Bruno Menezes de Carvalho, Sulaine Cavalcante Rodrigues, Rita de Cássia Pereira Santos, Macerlane Lira da Silva, Patrícia Fernandes Forny, Giliara Carol Diniz Gomes de Luna, Ankilma do Nascimento Andrade Feitosa http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/REBES/article/view/9129 Qua, 12 Jan 2022 10:53:00 -0300 Rastreio de câncer de colo de útero: Brasil, Estados Unidos e Reino Unido https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/REBES/article/view/9143 <p>O câncer de colo uterino apresenta alta incidência entre mulheres, tendo como principal causa a infecção persistente pelo Papilomavírus Humano (HPV). Diferentes fatores podem influir nas taxas de incidência e mortalidade dessa patologia, sendo que o câncer de colo beneficiado pelo diagnóstico precoce, refletindo no prognóstico. O presente estudo constitui-se de uma revisão bibliográfica com método comparativo utilizando diretrizes de rastreio para câncer de colo uterino atualizadas e dados epidemiológicos publicados entre os anos de 2009 e 2019 obtidos através do Atlas da Mortalidade do Instituto Nacional de Câncer (INCA) para o Brasil, do relatório de 2019 da Sociedade Americana do Câncer para os Estados Unidos e do “Global Cancer Observatory” da Organização Mundial da Saúde (OMS) para o Reino Unido. Objetiva-se comparar protocolos de rastreio utilizados no Brasil, Estados Unidos e Reino Unido, apontando as divergências e concordâncias dos critérios abarcados. Estes incluem: padrão predominante de rastreio, idade de início e idade de término, frequência e tipos de exame executados. Como resultados, as principais divergências encontradas estão no padrão predominante de rastreio (oportunístico e busca ativa), nos tipos de exame incluídos em cada programa e nas especificidades das frequências indicadas. As diferentes realidades socioeconômicas e de serviços de saúde dos países analisados podem justificar a construção e aplicabilidade dicotômicas das diretrizes para suas respectivas realidades. Os achados desse trabalho afirmam a importância dos programas de rastreio oncológico na identificação precoce dessa doença, apesar de não se constituírem como único fator responsável pela alteração dos padrões de incidência e mortalidade.</p> Brenda Cástia Cardoso Malheiro, Leticia Passos e Souza, Mauricio de Oliveira Grijó Júnior, Monique Dutra Fonseca Grijó Copyright (c) 2022 Brenda Cástia Cardoso Malheiro, Leticia Passos e Souza, Mauricio de Oliveira Grijó Júnior, Monique Dutra Fonseca Grijó http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/REBES/article/view/9143 Qui, 13 Jan 2022 12:53:07 -0300 O ensino da micologia médica na formação inicial dos técnicos de análises clínicas https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/REBES/article/view/8310 <p>O curso de análises clínicas forma profissionais essenciais para o diagnóstico laboratorial das micoses, e sua formação inicial consiste numa etapa fundamental para sua atuação profissional. Diante disso, o estudo objetivou analisar o ensino da micologia médica na formação inicial dos técnicos em análises clínicas das instituições públicas e particulares de ensino técnico-profissionalizante. Foram investigadas seis instituições da Região Metropolitana de Recife-PE onde foi realizada entrevista com os prováveis concluintes e análise da matriz curricular/plano de ensino das disciplinas de microbiologia ou micologia médica. Os resultados demonstraram que o sexo feminino prevaleceu em ambas às instituições. Em relação às concepções sobre a importância dos fungos e da micologia médica todos os alunos consideram importante o estudo do tema. Os entrevistados de escolas públicas apresentaram maiores percentuais sobre o conhecimento dos fungos e conteúdos de micologia médica em relação aos alunos das escolas particulares. A análise dos dados indica que os conteúdos sobre os fungos e a micologia médica são ineficientemente abordados tanto nas instituições públicas quanto nas particulares, refletindo em um conhecimento deficiente dos alunos sobre fungos, necessitando, portanto da inclusão e/ou melhorias de tais assuntos no currículo do curso, principalmente em aulas práticas.</p> Edson Barbosa de Souza, Aldenize Pimentel de Souza, Ícaro Pedro do Nascimento, Gutemberg Felix Ferreira, Caio Augusto Martins Aires, Nicácio de Oliveira Freitas Copyright (c) 2022 Edson Barbosa de Souza, Aldenize Pimentel de Souza, Ícaro Pedro do Nascimento, Gutemberg Felix Ferreira, Caio Augusto Martins Aires, Nicácio de Oliveira Freitas http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/REBES/article/view/8310 Dom, 16 Jan 2022 16:40:22 -0300 Internações por condições sensíveis a atenção básica no Pará: Uma análise de 2010 a 2019 https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/REBES/article/view/8412 <p>A atenção primária à saúde (APS) exerce papel fundamental no sistema de saúde público do nosso país. Sua atuação conjunta com a Estratégia de Saúde da Família (ESF) gera grande impacto no funcionamento do Sistema Único de Saúde (SUS). Nesse contexto, verificou-se o surgimento das internações por condições sensíveis a atenção básica (ICSAB), utilizadas como um instrumento de avaliação dos gastos em saúde pública, exercendo um papel efetivo na prevenção e diagnóstico precoce de doenças. Contudo, mesmo que no cenário nacional o aumento da atuação da APS esteja sendo viabilizado, esse processo de expansão encontra limitações que impossibilitam sua plena atuação, tais como: escassez de profissionais qualificados, subfinanciamento da APS, a burocratização dos serviços de saúde e a heterogeneidade das diversas regiões brasileiras. Deste modo, apesar do presente trabalho ter encontrado correlação positiva entre a expansão da ESF e o melhor acesso à APS, assim como ter demonstrado a correspondência positiva entre a ampliação da ESF e a redução no número de ICSAB, também foi possível aferir que há uma latente necessidade de investimento na atenção básica, a fim de que seja priorizado cada vez mais estruturação da ESF no Brasil, impulsionando investimentos em infraestrutura e na qualificação de mão de obra, melhorando o atendimento à população e gerando um sistema mais efetivo de tutela à saúde.</p> Vanessa Vilhena Barbosa, Bruno de Souza Dias, Eugênio Frota de Almeida Neto Copyright (c) 2022 Vanessa Vilhena Barbosa, Bruno de Souza Dias, Eugênio Frota de Almeida Neto http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/REBES/article/view/8412 Dom, 16 Jan 2022 17:01:38 -0300 O papel do enfermeiro na consulta pré-natal em um centro de saúde do Maranhão https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/REBES/article/view/8535 <p>Objetivo: descrever a compreensão do profissional de enfermagem quanto ao seu papel dentro do serviço de assistência ao pré-natal no ciclo gravídico-puerperal. &nbsp;Metodologia: Trata-se de uma pesquisa de campo, de caráter exploratório, descritivo e abordagem quantitativa, realizado no Centro de Saúde de São Luís - MA, com 6 profissionais de enfermagem, utilizando questionários. Resultados: O presente estudo obteve como resultado a assistência de enfermagem ao pré-natal, a partir da visão dos enfermeiros como acolhedora, educativa e eficaz, tendo como dificuldade a insuficiência de recursos físicos e materiais, mas tendo como perspectiva um atendimento de qualidade e humanizado. Conclusão: Dessa forma, entende-se que a eficácia da consulta de enfermagem ao pré-natal está associada ao conjunto de ações desempenhadas pelo profissional, focada no vínculo de confiança entre o profissional-gestante para que se obtenha uma assistência eficaz e qualificada.</p> Jhessyca S. de Oliveira, Ilka Kassandra Pereira Belfort, Raissa Sousa da Silva, Carlene de J. Alves da Silva, Nayra Regina Mendonça Ramos, Ana Larissa Araújo Nogueira Copyright (c) 2022 Jhessyca S. de Oliveira, Ilka Kassandra Pereira Belfort, Raissa Sousa da Silva, Carlene de J. Alves da Silva, Nayra Regina Mendonça Ramos, Ana Larissa Araújo Nogueira http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/REBES/article/view/8535 Dom, 16 Jan 2022 17:31:24 -0300 Proposta de placas informativas como ferramenta de Educação Ambiental em Instituições de Ensino Superior https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/REBES/article/view/8719 <p>A preservação da biodiversidade equivale ao cuidado da variedade e universalidade entre os ecossistemas. O trabalho da Educação Ambiental oriundo de um imenso esforço da comunidade científica, políticos e população geral, produz estratégias de conscientização e sensibilização, aderindo às causas em benefício da natureza. O âmbito do ensino superior é considerado um ótimo cenário para realização de atividades de Educação Ambiental, tendo em vista que esses locais incentivam ações de pesquisa, extensão, ensino e inovação, podendo englobar diferentes áreas de conhecimento e atingir a comunidade geral. Sendo assim, o estudo tem por objetivo propor a elaboração de placas educativas contendo informações como nome popular e científico, classificação taxonômica, aspectos morfológicos, hábitos, reprodução, alimentação e curiosidade sobre as espécies da fauna nativa em trilhas ecológicas de Instituições de Ensino Superior. A elaboração das placas resultou em novos saberes por parte dos discentes que ajudaram na confecção das placas informativas, bem como na disseminação do conhecimento para toda comunidade acadêmicas e visitantes do Campus, resultando na expansão da consciência ecológica sobre sua preservação da fauna local.</p> Amanda Andersson Pereira Stark, Lara Silva de Paula, Gabriel da Silva Zani, Marco Antonio Afonso Coimbra, Carolina Santurio Schiavon, Raqueli Teresinha França Copyright (c) 2022 Amanda Andersson Pereira Stark, Lara Silva de Paula, Gabriel da Silva Zani, Marco Antonio Afonso Coimbra, Carolina Santurio Schiavon, Raqueli Teresinha França http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/REBES/article/view/8719 Dom, 16 Jan 2022 17:51:34 -0300 Importance of students congresses for medical training: A pioneer experience at Federal University of Rio de Janeiro https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/REBES/article/view/8632 <p>O Congresso Acadêmico de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro (COAME-UFRJ) promove atividades teórico-práticas e apresentações de trabalhos científicos, dirigido especialmente a estudantes de medicina. Seu público está se expandindo para escolas médicas em todo o país. Apesar de sua relevância, a literatura carece de estudos que avaliem a influência dos eventos acadêmico-científicos na formação dos participantes. O objetivo deste estudo transversal foi compreender a percepção dos alunos do COAME-UFRJ para levantar hipóteses sobre seus benefícios para a formação dos futuros médicos. Os autores distribuíram questionários aos participantes (n=87), contendo 28 questões sobre sua relação com o congresso, envolvimento em projetos de pesquisa, em atividades extracurriculares e sua opinião sobre a experiência adquirida durante o evento. A maioria dos participantes são alunos do ciclo básico e clínico externos à UFRJ. 86,2% consideraram a participação neste tipo de evento "muito importante". Os principais benefícios mencionados foram a aquisição de conhecimentos relevantes para a prática profissional, o aumento do interesse por alguma área da medicina e a motivação para o exercício de atividades extracurriculares em geral e para a participação em eventos semelhantes no futuro. Esses resultados positivos parecem estar associados tanto a fatores circunstanciais como interesses individuais, como ano da graduação, universidade de origem, perspectiva de seguir carreira científica e compreensão pessoal da relevância das atividades acadêmico-científicas. Nossos resultados sugerem que os congressos acadêmicos como o COAME-UFRJ têm potencial para contribuir positivamente na formação dos estudantes de medicina. Mais estudos são necessários, no entanto, para confirmar e melhor compreender a extensão desse benefício.</p> Felipe Saceanu Leser, Diogo Nogueira Fiuza, Leandro Miranda-Alves Copyright (c) 2022 Felipe Saceanu Leser, Diogo Nogueira Fiuza, Leandro Miranda-Alves http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/REBES/article/view/8632 Dom, 16 Jan 2022 18:30:45 -0300 Alterações da pele intrínsecas ao processo de envelhecimento https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/REBES/article/view/9122 <p>O envelhecimento cutâneo é um processo natural e complexo, que inevitavelmente atinge todos os seres humanos. É caracterizado por ser uma degeneração multifatorial e progressiva da pele, classicamente é dividido em envelhecimento extrínseco ou fotoenvelhecimento e em envelhecimento intrínseco, que está relacionado com causas genéticas associadas a aspectos endócrino-metabólicos e imunológicos. O Objetivo desse trabalho é conhecer as alterações da pele intrínsecas ao processo de envelhecimento. Os Aspectos Metodológicos utilizados na pesquisa trata-se de uma revisão integrativa. As bibliotecas utilizadas para busca foram a Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), através da base de dados Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (Lilacs); a Scientific Eletronic Library Online (ScIELO) e o PubMed.&nbsp;A busca limitar-se-á a estudos em seres humanos, redigidos em inglês e português e que tenham sido publicados nos últimos 10 anos. Nos resultados espera-se que a síntese dos estudos encontrados contribua de modo a atualizar os conhecimentos que já se tem na área, demonstrando que há relevância em se conheceras as alterações da pele relacionadas ao processo de envelhecimento, para que se obtenha significativo cuidado e redução da incidência de alterações malignas.</p> Álvaro Landim Cruz Santana, Beatriz Raíssa Silva Varela, Matheus Tavares Alencar, Kassandra Lins Braga, Igor de Sousa Gabriel, Carla Rocha Pordeus, Patrícia Fernandes Forny, Giliara Carol Diniz Gomes de Luna, Ankilma do Nascimento Andrade Feitosa Copyright (c) 2022 Álvaro Landim Cruz Santana, Beatriz Raíssa Silva Varela, Matheus Tavares Alencar, Kassandra Lins Braga, Igor de Sousa Gabriel, Carla Rocha Pordeus, Patrícia Fernandes Forny, Giliara Carol Diniz Gomes de Luna, Ankilma do Nascimento Andrade Feitosa http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/REBES/article/view/9122 Seg, 17 Jan 2022 18:31:47 -0300 Objetos de aprendizagem com foco na prevenção das arboviroses transmitidas pelo Aedes aegypti como estratégia pedagógica https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/REBES/article/view/9256 <p>Objetiva-se com o presente estudo relatar a utilização de objetos de aprendizagem com foco na prevenção das arboviroses transmitidas pelo Aedes Aegypti. Trata-se de um relato de experiência pedagógica desenvolvida de forma remota com alunos do Ensino Fundamental II.&nbsp; Inicialmente foram definidos o tema, público-alvo, o objetivo e os objetos de aprendizagem a serem utilizados. À posteriori, a sequência didática foi aplicada remotamente, utilizando como meios de comunicação do WhatsApp e o Google Meet. Apesar das dificuldades de aplicabilidade, observou-se alcance ao objetivo proposto, permitindo uma reflexão acerca da prevenção primária das arboviroses. A utilização de objetos de aprendizagem de forma remota suscita reflexões quanto à acessibilidade, ao tempo que demonstra potencial de disseminação de informações de ampla propagação.</p> <p>&nbsp;</p> Symara Abrantes Albuquerque de Oliveira Cabral, Marleny Andrade Abreu, Flaviana Davila de Sousa Soares, Diana Paula de Souza Rego Pinto Carvalho, Carla Rocha Pordeus, Patrícia Fernandes Forny, Giliara Carol Diniz Gomes de Luna Copyright (c) 2022 Symara Abrantes Albuquerque de Oliveira Cabral, Marleny Andrade Abreu, Flaviana Davila de Sousa Soares, Carla Rocha Pordeus, Patrícia Fernandes Forny, Giliara Carol Diniz Gomes de Luna, Diana Paula de Souza Rego Pinto Carvalho http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/REBES/article/view/9256 Ter, 18 Jan 2022 18:48:44 -0300