A importância da atenção farmacêutica e a diabetes mellitus tipo 2

  • Carlos Eduardo Rolim Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Processos da UFCG/CCT/Campina Grande - PB E-mail: alinecarla.edu@gmail.com
  • Sylmara Patricio de Santana Rosa
  • Jefferson Marlom Ferreira Dias
  • Stphenson Adriola Almeida Gonçalves
  • Altevir Paula de Medeiros
  • Lara Oliveira de Brito Leite
  • Ana Catarina Costa de Paiva
  • Katyenne Maciel Soares Evangelista

Resumo

O Diabetes Mellitus (DM) é uma síndrome de etiologia múltipla, decorrente da falta e/ou da incapacidade de a insulina exercer adequadamente seus efeitos. Caracteriza-se por níveis elevados de glicose com distúrbios do metabolismo dos carboidratos, lipídios e proteínas. As consequências do DM,a longo prazo, incluem disfunção e falência de vários órgãos, principalmente rins, nervos, olhos, coração e vasos sanguíneos. Essa patologia é classificada conforme a sua etiologia, destacando que existe divergência quanto a sua classificação de acordo com o órgão ou associação. Segundo a classificação proposta pela OMS e pela Associação Americana de Diabetes (ADA), basicamente está incluída quatro classes clínicas: DM1, DM2, outros tipos específicos de diabetes é o diabetes mellitus gestacional (DMG).  O DM2 é decorrente de uma variação da resistência a insulina pelas células e deficiência relativa de secreção desta pelo pâncreas, na maioria dos casos requer terapia medicamentosa, tornando-se necessárias ações educativas voltadas a importância da atenção farmacêutica junto a estes pacientes, desenvolvendo com isso, o melhor tratamento farmacológico. Diante do exposto, objetivou-se analisar a importância da atenção farmacêutica junto ao paciente DM2.  Tratou-se de uma pesquisa do tipo revisão de literatura, utilizando-se as bases acadêmicas MEDLINE, LILACS e SciELO com recorte temporal dos últimos dez anos. Com esse estudo, ficou evidenciado a importância do profissional farmacêutico no tocante a orientação adequada no que concerne à terapia medicamentosa entre o DM2, com influência positiva da atenção farmacêutica. Entretanto, deve-se enaltecer que a interação afetiva entre farmacêutico e DM2 deve ser frequente, uma vez que essa doença causa impactos na saúde que se propaga por anos. Espera-se, portanto, que essa pesquisa contribua para que ações e campanhas sejam desenvolvidas de maneira permanente com finalidade de mostrar e conscientizar os portadores da DM2 sobre a importância da atenção farmacêutica, proporcionando assim melhor qualidade de vida aos portadores da referida patologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-11-17
Como Citar
Rolim, C. E., Rosa, S. P. de S., Dias, J. M. F., Gonçalves, S. A. A., Medeiros, A. P. de, Leite, L. O. de B., Paiva, A. C. C. de, & Evangelista, K. M. S. (2016). A importância da atenção farmacêutica e a diabetes mellitus tipo 2. Informativo Técnico Do Semiárido, 10(2), 92 - 104. Recuperado de https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/INTESA/article/view/4575
Seção
Revisão Bibliográfica