Avaliação microbiológica de água de poços artesianos (quanto à presença de coliformes) no município de Sousa-PB.

  • Damião Junior Gomes Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Processos da UFCG/CCT/Campina Grande - PB E-mail: alinecarla.edu@gmail.com
  • Marcelo Cândido Meneses
  • Marcus Vinícius do Carmo Loiola
  • Gervásio Bernardo Abrantes
  • Adolfo Gomes Abrantes Ferreira
  • Cesar Carlos Martins da Silva CCTA-UFCG

Resumo

As contaminações dos esgotos domiciliares e industriais são os principais causadores das inúmeras doenças que acometem a população. Tais doenças são causadas principalmente por microrganismos entéricos humanos, que são patógenos excretados em grandes quantidades pelas fezes dos infectados, por sua vez são muito resistentes e perniciosos, ainda resistem aos tratamentos da água e dos esgotos, trazendo sérios riscos à saúde da população. Este trabalho objetivou investigar a quantidade de coliformes totais e fecais existentes na água de poços artesianos no município de Sousa-PB e avaliou os riscos que podem trazer para a saúde, levando em consideração que devido às condições precárias de abastecimento por causa da seca as pessoas recepcionam água das mais variadas fontes. A pesquisa permitiu concluir que a água dos poços objeto deste estudo não atende os padrões de potabilidade exigidos pelo ministério da Saúde, deve ser tratada e avaliada microbiologicamente. Ainda recomenda análises físicas e química periodicamente.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-11-29
Como Citar
Gomes, D. J., Meneses, M. C., Loiola, M. V. do C., Abrantes, G. B., Ferreira, A. G. A., & Silva, C. C. M. da. (2016). Avaliação microbiológica de água de poços artesianos (quanto à presença de coliformes) no município de Sousa-PB. Informativo Técnico Do Semiárido, 10(1), 92-98. Recuperado de https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/INTESA/article/view/4602
Seção
Artigos