ANÁLISE AMBIENTAL DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO ATRAVÉS DOS MÉTODOS SWOT E GUT: O CASO DO PARQUE ESTADUAL RESTINGA DE BERTIOGA

  • Bárbara de Moura Banzato
  • Jana Menegassi del Favero
  • José Augusto Cabral Arouca
  • Juliana Helena Braga Carbonari

Resumo

Criado recentemente devido à sua relevância ecológica, o Parque Estadual Restinga de Bertioga (PERB) localiza-se em uma área que tende a sofrer cada vez mais com os impactos decorrentes de um inevitável processo de desenvolvimentismo econômico. Portanto, faz-se necessária a imediata implantação de programas de gestão ambiental integrados que garantam o pronto estabelecimento do PERB e a participação popular ativa frente ao mesmo. Deste modo, o presente trabalho teve como objetivo realizar um diagnóstico ambiental da área do parque e seu entorno através do uso dos métodos SWOT e GUT a fim de identificar as urgências no estabelecimento da UC. Foram analisados questionários obtidos através de entrevistas semiabertas com pessoas-chaves ligadas à criação do PERB, sendo apontados os principais fatores externos e internos do parque. As potencialidades foram: abundância dos recursos naturais, localização estratégica do PERB, mosaico com diferentes UCs, bom estado de conservação de diferentes ecossistemas, preservação da área, desenvolvimento de pesquisas e área com potencial ecoturístico. Já as ameaças mais importantes foram: proximidade com centros urbanos, inexistência de infraestrutura, influência de rodovia federal, caça, pesca, ocupação irregular e turismo desordenado. O trabalho foi relevante ao utilizar metodologias de fácil uso para analisar UCs, que podem auxiliar em sua gestão efetiva.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2013-03-10
Seção
Artigos