DIAGNÓSTICO SOCIOAMBIENTAL DA CIDADE DE CARAÚBAS-RN

  • Edgley Alves de Oliveira Paula
  • Pollyanna Freire Montenegro Agra
  • Jessica Rafaelly Almeida Lopes Lopes
  • Aline Carla de Medeiros http://orcid.org/0000-0002-0161-3541
  • Josevi de Sousa Carvalho
  • André Japiassú
  • Ricardo Dantas Azevedo

Resumo

O crescimento das cidades faz surgir os problemas provenientes da falta de planejamento no processo de urbanização. O aumento populacional impulsiona as pessoas a ocupar espaços em áreas sem infraestrutura e com serviços públicos ineficientes. Esse fator contribui diretamente para o surgimento de problemas socioambientais, em virtude de a população ser carente e não ter consciência sobre os fatores que degradam o meio social e ambiental. Nesse âmbito, objetivou-se realizar um diagnóstico socioambiental na cidade de Caraúbas-RN. Para isso, a cidade foi dividida em quatro bairros principais, sendo eles o bairro Alto de São Severino, bairro Leandro Bezerra, bairro Sebastião Maltez e Centro. Com os parâmetros de divisão estabelecidos, foram elaborados e aplicados 494 questionários socioambientais, sendo 98 no bairro Alto de São Severino, 170 no bairro Leandro Bezerra, 126 no bairro Sebastião Maltez e 100 no Centro. Também foram realizados registros fotográficos em cada bairro. Os dados foram tabulados e aplicou-se uma estatística descritiva no Excel. Através dos resultados, constataram-se alguns dos principais problemas socioambientais enfrentados pela população. No bairro Alto de São Severino, 37,76 % da população enfrentam problemas com o acúmulo de lixo nas ruas, já o bairro Leandro Bezerra 36,47 % sofre com os esgotos a céu aberto e com a falta de saneamento básico. Nos bairros Sebastião Maltez e Centro, os principais problemas enfrentados são os animais soltos nas ruas, que correspondem a 42,86% e 45,00% respectivamente.  Diante do exposto, conclui-se que a população enfrenta vários problemas socioambientais e não possui consciência ambiental, carecendo assim, de ações eficientes de educação ambiental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Barros, R. P. (org). Comissão para definição da classe média. Brasília, 2012. 65 p. Disponível em: <http://www.abruc.org.br/sites/500/516/00002809.pdf>. Acesso em: 03 maio 2017.

Bezerra, A. R. Segurança Pública e o Estado Brasileiro. 2011. 48 f. Monografia (Especialização) - Curso de Bacharelado em Direito, Universidade Presidente Antônio Carlos, Barbacena, 2011. Disponível em: <http://www.unipac.br/site/bb/tcc/tcc-c54fb0879ba2db1e4e4593ab90900000.pdf>. Acesso em: 27 jan. 2017.

Bezerril, S. M. L. Caracterização sócio-ambiental do bairro Felipe Camarão - Natal / RN. 2006. 39 f. Dissertação (Mestrado), Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2006. Cap. 1. Disponível em: <https://repositorio.ufrn.br/jspui/bitstream/123456789/18263/1/SandraMLB.pdf>. Acesso em: 21 abr. 2014.

Brasil. Decreto nº 8.948, de 29 de dezembro de 2016. Regulamenta A Lei Nº13.152, de 29 de Julho de 2015, Que Dispõe Sobre O Valor do Salário Mínimo e A Sua Política de Valorização de Longo Prazo. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2016/decreto/D8948.htm>. Acesso em: 03 maio 2017.

Carvalho, I. C. M. Em direção ao mundo da vida: interdisciplinaridade e educação ambiental. Cadernos de Educação Ambiental, Brasília, p.2-37, 1998. Disponível em: <http://www.diagramaeditorial.com.br/cescar/material_didatico/interdisc_e_ea_isabel_carvalho.pdf>. Acesso em: 03 maio 2017.

Costa, A. A. Crescimento urbano e problemas socioespaciais: um estudo da periferia de Natal. Mercator, Fortaleza, v. 2, n. 4, p.57-61, 2003. Disponível em: <http://www.mercator.ufc.br/index.php/mercator/article/viewFile/150/119>. Acesso em: 10 jan. 2017.

Cruz, L. B. S. Diagnóstico ambiental da bacia hidrográfica do rio Uberaba-MG. 2003. 180 f. Tese (Doutorado) - Curso de Engenharia Agrícola, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2003. Disponível em: <http://repositorio.unicamp.br/bitstream/REPOSIP/257301/1/Cruz,L.B.S.pdf>. Acesso em: 08 maio 2017.

Eberhardt, D. A et al. Diagnóstico socioambiental da comunidade da bacia escola hidrográfica urbana, Santa Maria – RS. Ciências Naturais e Tecnológicas, Santa Maria, v.8, n.1, p. 55-68. 2007. Disponível em: <http://sites.unifra.br/Portals/36/tecnologicas/2007/Diagnostico.pdf>. Acesso em: 21 abr. 2014.

GOOGLE. Google Earth pro website, 2017. Disponível em: <http://earth.google.com>. Acesso em: 27 jan. 2017.

Hunka, P.G. Diagnóstico socioambiental e dos usos dos recursos hídricos na bacia do rio Guajú PB/RN. 2006. 130 p. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Programa de Pós Graduação em Geografia - UFPB, João Pessoa. Disponível em: < http://www.geociencias.ufpb.br/posgrad/dissertacoes/pavla_hunka.pdf >. Acesso em: 30 abr. 2017.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 2010. Disponível em: <http://cidades.ibge.gov.br/xtras/grafico_cidades.php?lang=&codmun=240230&idtema=162&search=rio-grande-do-norte|caraubas|produto-interno-bruto-dos-municipios-2014>. Acesso em: 03 maio 2017.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 2015. Disponível em: < http://cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?codmun=240230>. Acesso em: 03 maio 2017.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 2016. Disponível em: < http://cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?codmun=240230>. Acesso em: 03 maio 2017.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Matriculas, docentes e rede escolar- Caraúbas, 2015. Disponível em: < http://cidades.ibge.gov.br/xtras/temas.php?lang=&codmun=240230&idtema=156&search=rio-grande-do-norte|caraubas|ensino-matriculas-docentes-e-rede-escolar-2015>. Acesso em: 03 maio 2017.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. PNAD, 1999. Disponível em: < http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/trabalhoerendimento/pnad99/metodologia99.shtm >. Acesso em: 03 maio 2017.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Produto interno bruto dos municípios - Caraúbas, 2014. Disponível em: <http://cidades.ibge.gov.br/xtras/grafico_cidades.php?lang=&codmun=240230&idtema=162&search=rio-grande-do-norte|caraubas|produto-interno-bruto-dos-municipios-2014>. Acesso em: 03 maio 2017.

Iosif, R. M. G. A qualidade da educação na escola pública e comprometimento da cidadania global emancipada: implicações para a situação de pobreza e desigualdade no Brasil. 2007. 309 f. Tese (Doutorado em Política Social) - Departamento de Serviço Social, Universidade de Brasília, Brasília, 2007. Disponível em: <http://repositorio.unb.br/bitstream/10482/2560/1/Tese_RanilceMascarenhasGIosif.pdf>. Acesso em: 02 maio 2017.

Jacobi, P. Educação ambiental, cidadania e sustentabilidade. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 118, p.189-205, 2003. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/cp/n118/16834.pdf>. Acesso em: 21 abr. 2014.

Jacobi, P. R. Educação ambiental: o desafio da construção de um pensamento crítico, complexo e reflexivo. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 31, n. 2, p.233-250, 2005. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ep/v31n2/a07v31n2.pdf>. Acesso em: 03 maio 2017.

Lopes, J. R. A. Impactos ambientais da pedreira no município de Caraúbas-RN. 2017. 52 f. TCC (Graduação em Ciência e Tecnologia) - Universidade Federal Rural do Semi-Árido - UFERSA, Caraúbas, 2017.

Miura, Y.; Miura, M. N. A inflação desestrutura a sociedade brasileira. Akrópolis: Revista de Ciências Humanas da UNIPAR, Umuarama, v. 1, n. 4, p.8-11, 1993. Disponível em: <http://revistas.unipar.br/index.php/akropolis/about/contact>. Acesso em: 03 maio 2017.

Ribeiro, J. W; Rooke, J. M. S. Saneamento básico e sua relação com o meio ambiente e a saúde pública. 2010. 28 f. TCC (Graduação) - Curso de Especialização em Análise Ambiental, Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2010. Disponível em: <http://www.ufjf.br/analiseambiental/files/2009/11/TCC-SaneamentoeSaúde.pdf>. Acesso em: 03 maio 2017.

Santos, R. F dos . Planejamento ambiental: teoria e prática. 2 ed. São Paulo: Oficina dos textos, 2009. 184p.

Soares, J. A. S et al. Impactos da urbanização desordenada na saúde pública: leptospirose e infraestrutura urbana. Polêmica, Rio de Janeiro, v. 13, n. 1, p.1006-1020, 2014. Disponível em: <http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/polemica/ article/view/9632/7672>. Acesso em: 03 maio 2017.

Souza, L. A. F. (org.). Políticas de segurança pública no estado de São Paulo: situações e perspectivas a partir das pesquisas do Observatório de Segurança Pública da UNESP – São Paulo. Cultura Acadêmica, 2009. Disponível em: < http://www.cairu.br/biblioteca/arquivos/Sociologia/politicas_Seguranca_Publica_estado_SP.pdf>. Acesso em: 03 maio 2017.

Tischer, V. Diagnóstico socioambiental de municípios costeiros em um sistema de indicadores. Revista Internacional de Ciências, Rio de Janeiro, v. 6, n. 1, p.64-88, 2016. Disponível em: <http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/ric /article/view/ 22766/17920>. Acesso em: 03 maio 2017.

Publicado
2017-11-01
Seção
CIÊNCIAS AMBIENTAIS

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)

1 2 3 4 5 6 > >>