Contabilização e evidenciação dos créditos de carbono em uma empresa do segmento de alimentos

  • Allan Martinne Gonçalves Mendes Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)
  • José Abrantes de Sá Neto Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)
  • Francisco José da Silva Júnior Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)
  • Raquel Cristina Soares Silveira Faculdade Santa Maria (FSM)
  • Allan Sarmento Vieira Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)
Palavras-chave: , Créditos de Carbono, Contabilização, Evidenciação.

Resumo

O objetivo principal deste trabalho é evidenciar os ativos e passivos ambientais, e mensurar os créditos de carbono da empresa Nestlé, utilizando um modelo quantitativo parcimonioso para estimar as emissões evitadas de dióxido de carbono (CO2). Inicialmente foi observado nos relatórios de sustentabilidade da empresa estudada, investimentos em produtos, bem como a utilização de embalagens que reduzem a emissão de poluentes e medidas de minimização dos gases que contribuem na formação do efeito estufa. Com relação à contabilização dos créditos de carbonos aptos a negociação na Bolsa de Valores, pode-se afirmar que nos anos exercícios de 2011 e 2012 a empresa possuía milhões de créditos de carbono disponíveis que poderiam ser negociados no mercado de carbono que geraria uma receita adicional. Diante do exposto, pode-se afirmar que a empresa Nestlé evidencia e contabiliza voluntariamente algumas ações ambientais, mas não mensuram nos seus demonstrativos contábeis e deixa de reconhecer seus créditos de carbono como um ativo intangível. Percebe-se através dos resultados obtidos, que esse tema precisa ser amplamente discutido, visto que há práticas distintas por parte da instituição estudada, com relação ao tratamento contábil e sua aplicação nas operações com créditos de carbono e que estes tratamentos deveriam ser regulamentados por órgãos contábeis, bem como pelo governo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Allan Martinne Gonçalves Mendes, Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)
Graduado em Ciências Contábeis pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG).
José Abrantes de Sá Neto, Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)
Graduado em Ciências Contábeis pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG).
Francisco José da Silva Júnior, Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)
Graduado em Ciências Contábeis pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG).
Raquel Cristina Soares Silveira, Faculdade Santa Maria (FSM)
Graduada em Enfermagem, Faculdade Santa Maria (FSM)
Allan Sarmento Vieira, Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)
Professor Doutor pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)
Publicado
2017-06-01

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)