VARIABILIDADE ESPAÇO-TEMPORAL DA COBERTURA DO SOLO POR ÍNDICES DE VEGETAÇÃO E ÁGUA NO AGRESTE PERNAMBUCANO

  • Mirelly de Oliveira Farias
  • Ana Lúcia Bezerra Candeias
  • Leidjane Maria Maciel de Oliveira
  • Débora Natália Oliveira de Almeida
  • João Rodrigues Tavares Junior

Resumo

O sensoriamento remoto permite a obtenção de imagens da superfície terrestre pela detecção e respostas das radiações eletromagnéticas, contribuindo com o planejamento da utilização dos recursos naturais, monitoramento e análise ambiental. Através das técnicas de processamento digital de imagens foi analisado as alterações da cobertura da vegetação e da água no Agreste Pernambucano, por meio do Índice de Vegetação por Diferença Normalizada (NDVI) e do Índice de Água por Diferença Normalizada (NDWI). O estudo objetivou observar o comportamento da vegetação frente às condições climáticas da Bacia Hidrográfica do Alto de Ipanema especificamente no município de Buíque –PE, por meio do NDVI e NDWI utilizando duas imagens do sensor TM Landsat 5 de 18/09/2006 e 29/09/2010. Nos resultados constatamos que o NDVI apresentou valores médios para os anos de 2006 e 2010 iguais a 0,1323 e 0,3953, respectivamente, configurando um crescimento da cobertura vegetal e atividade fotossintética. A variabilidade espaço-temporal da cobertura do solo foi influenciada pelos eventos chuvosos da região. Para o NDWI não houve grande variação e apresentou valores abaixo de 0, devido o baixo regime pluviométrico em dias próximos ao imageamento em setembro de 2006 e 2010, evidenciando áreas com baixo teor de presença de água. O NDWI teve como médias 0,0873 e -0,0583 para os anos de 2006 e 2010, respectivamente, evidenciando neste estudo áreas com baixo teor de presença de água.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

APAC - Agência Pernambucana de Águas e Climas. Sistema de Informação Geográfica.

Disponível em: <http://www.apac.pe.gov.br/sighpe/>. Acesso: Junho de 2017.

BATISTA, G. T.; ALMEIDA, S. E. Índice de vegetação versus precipitação na Amazônia. Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto. Santos- SP. Setembro, 1998. In Anais do XV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto. São José dos Campos, INPE, (CD-ROM).

CHAVEZ, P. S.; MACKINNON, D. J. Automatic detection of vegetation changes in Southwest United States using remotely sensed images. Photogrametric Engineering & Remote Sensing, Bethesda, v. 60, n. 5, p. 571-583, 1994.

CHANDER. G.; MARKHAM, B. L.; HELDER, D.L. Summary of current radiometric calibration coefficients for Landsat MSS, TM, ETM+, and EO-1 ALI sensors. Remote Sensing of Environment, v.113, p. 893-903, 2009

FERREIRA, J. M. S.; FERREIRA, H. dos S.; SILVA, H. A. da; SANTOS, A. M. dos; GALVÍNCIO, J. D. Análise Espaço-Temporal da Dinâmica da Vegetação da Caatinga no Município de Petrolina- PE. Revista Brasileira de Geografia Física, pp. 904-922, 2012.

GAO, B. C. NDWI-A Normalized difference water index for remote sensing of vegetation liquid water from space. Remote Sensing of Environment, p.257- 266, 1996.

GONZAGA, E.P.; SANTOS, V.V.; NICÁCIO, R.M. Análise do comportamento do NDVI e NDWI em períodos de diferentes intensidades pluviométricas no

Publicado
2017-12-29
Como Citar
de Oliveira Farias, M., Lúcia Bezerra Candeias, A., Maria Maciel de Oliveira, L., Natália Oliveira de Almeida, D., & Rodrigues Tavares Junior, J. (2017). VARIABILIDADE ESPAÇO-TEMPORAL DA COBERTURA DO SOLO POR ÍNDICES DE VEGETAÇÃO E ÁGUA NO AGRESTE PERNAMBUCANO. Revista Brasileira De Agrotecnologia, 7(3), 091-099. Recuperado de https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/REBAGRO/article/view/5561
Seção
Artigos