Macroalgas e seus usos – alternativas para as indústrias brasileiras

  • Bárbara Monique de Freitas Vasconcelos UFERSA
  • Alex Augusto Gonçalves UFERSA

Abstract

As macroalgas marinhas são divididas em três grandes grupos: algas verdes, pardas e vermelhas. Elas vêm sendo utilizadas há milênios pelos povos orientais como parte importante de sua dieta alimentar. Os teores de nutrientes diferem de acordo com o grupo aos qual pertencem, no entanto, suas características nutricionais justificam o incremento desses vegetais na alimentação humana. O alto teor proteico, o elevado conteúdo de fibras e ainda o grande número de minerais são extremamente importantes para suplementação das necessidades nutricionais humanas. No entanto, além de seu uso como alimento, as algas têm sido utilizadas como suplemento de rações para diversos animais, adubos sólidos ou líquidos, no desenvolvimento de diversos cosméticos, como xampus, hidratantes, cremes anti-idade e fontes de produtos químicos diversos, dentre os quais se destacam certas mucilagens conhecidas como ficocolóides, ou colóides de algas. Estas últimas substâncias são classificadas em três grupos básicos em função de sua estrutura química e propriedades reológicas: os ágares (ágar-ágar) ou agaranas, as carragenanas e os alginatos. O objetivo deste artigo é atualizar o leitor sobre as pesquisas realizadas nos últimos anos com macroalgas marinhas, abrangendo várias áreas na qual as macroalgas tem se destacado.

Downloads

Download data is not yet available.
Published
2014-05-28
How to Cite
VASCONCELOS, B. M. DE F.; GONÇALVES, A. A. Macroalgas e seus usos – alternativas para as indústrias brasileiras. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, v. 8, n. 5, p. 125 - 140, 28 May 2014.
Section
LITERATURE REVIEW