Interferência de plantas daninhas no desenvolvimento de fabaceas perenes

Authors

  • Suzete Fernandes Lima Universidade Federal de Goiás - Câmpus Jataí
  • Paulo César Timossi Universidade Federal de Goiás - Câmpus Jataí
  • Dieimisson Paulo Almeida Universidade Federal de Goiás - Câmpus Jataí

Abstract

Resumo - A adoção de plantas para cobertura viva permanente do solo é uma estratégia para o manejo dos agroecossistemas. Para esta finalidade as fabaceas se destacam por apresentar fixação biológica de nitrogênio. Visando avaliar a supressão de plantas daninhas por fabaceas perenes investigou-se a velocidade de crescimento de plantas para atingir cobertura do solo e o potencial de supressão de plantas daninhas quando cultivadas no outono na região do Cerrado. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos ao acaso com sete tratamentos (Macrotyloma axillare, Macroptilium atropurpureum, Stylosanthes guianensis, Neonotonia wightii, Calopogonium mucunoides, Pueraria phaseoides e Centrosema pubescens) e quatro repetições. As avaliações foram realizadas aos 45, 90, 135, 180 e 225 dias após a semeadura (DAS), com determinação de massa seca, densidade de plantas e porcentagem de cobertura vegetal sobre o solo proporcionada pelas fabaceas e plantas daninhas. A dinâmica populacional foi avaliada por meio de parâmetros fitossociológicos. Conclui-se que a flora daninha influencia no desenvolvimento das fabaceas, ocorrendo o crescimento de plantas daninhas na fase inicial de seu desenvolvimento. As espécies Stylosanthes guianensis, Macrotyloma axillare e Macroptilium atropurpureum apresentaram maior potencial de supressão de plantas daninhas.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

01-10-2014

How to Cite

LIMA, S. F.; TIMOSSI, P. C.; ALMEIDA, D. P. Interferência de plantas daninhas no desenvolvimento de fabaceas perenes. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, [S. l.], v. 9, n. 4, p. 129–136, 2014. Disponível em: https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/RVADS/article/view/2507. Acesso em: 30 may. 2024.

Issue

Section

ARTICLES