Caracterização física, química e toxicológica da água de lavagem gerada na produção de biodiesel

  • Rosa V T Grangeiro Universidade Federal da Paraiba
  • Marco Aurélio R de Melo Universidade Federal da Paraíba
  • Everton Vieira Silva Universidade Federal da Paraíba
  • Antonio Gouveia Souza Universidade Federal da Paraíba
  • Ilda A S Toscano Universidade Federal da Paraíba

Abstract

Durante a etapa de purificação do biodiesel são retirados resíduos de glicerina, sabões, alcoóis, ácidos graxos, outros contaminantes e água que necessitam ser tratadas e purificadas. As águas de lavagem do biodiesel foram caracterizadas por meio físicos, químicos, cromatográficos e também foi avaliado o grau de toxicidade desses efluentes utilizando sementes de alface. Foram encontrados altos valores de turbidez, DQO, DBO e óleos e graxas. O perfil de eluição mostrou a presença de ácido linoleico, ácido oleico e ácido palmítico O método do bioensaio implementado neste estudo com sementes de alface foi rápido, simples e viável, mostrando que estes efluentes podem causar efeitos nocivos sobre o desenvolvimento das plantas e germinação de sementes. Levando-se em consideração que a etapa de lavagem do biodiesel é uma das mais importantes e também uma das mais críticas, fica clara a importância de se caracterizar e tratar essas águas, a fim de serem descartadas sem causar efeitos danosos aos corpos hídricos.

Downloads

Download data is not yet available.
Published
2014-04-23
How to Cite
T GRANGEIRO, R. V.; R DE MELO, M. A.; SILVA, E. V.; SOUZA, A. G.; S TOSCANO, I. A. Caracterização física, química e toxicológica da água de lavagem gerada na produção de biodiesel. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, v. 9, n. 1, p. 78 - 83, 23 Apr. 2014.
Section
ARTICLES