EFEITO DA INCORPORAÇÃO DE XISTO RETORTADO AO SOLO SOBRE O PARASITISMO DE Meloidogyne incognita EM TOMATEIRO

Authors

  • Lucia Helena Garófalo Chaves UFCG
  • Egberto Araujo UFPB

Abstract

Avaliou-se, em condições de casa de vegetação, o efeito da aplicação de xisto retortado ao solo sobre o parasitismo de Meloidogyne incognita em tomateiro (Lycopersicon esculentum). Os tratamentos foram constituídos por cinco doses xisto retortado (0, 3, 6, 9 e 12 t ha-1) sendo o delineamento experimental inteiramente casualizado, com três repetições. O xisto foi incorporado ao solo em cada unidade experimental, constituída por vasos com 3 dm3 de solo, as quais permaneceram incubadas por 10 dias. Após este período semeou-se o tomate e após 90 dias da semeadura, foram avaliados: a altura da planta, peso verde da parte aérea e do fruto, peso total das raízes e número de galhas. Nas amostras de solo das unidades experimentais, coletadas no final do experimento, foi feita a contagem de nematóides. Os parâmetros avaliados não foram influenciados pelas doses de xisto retortado utilizadas.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biography

Lucia Helena Garófalo Chaves, UFCG

Professora titular da Unidade Acadêmica de Engenharia Agricola da UFCG. Area: Quimica e Fertilidade do solo

Published

14-10-2007

How to Cite

GARÓFALO CHAVES, L. H.; ARAUJO, E. EFEITO DA INCORPORAÇÃO DE XISTO RETORTADO AO SOLO SOBRE O PARASITISMO DE Meloidogyne incognita EM TOMATEIRO. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, [S. l.], v. 2, n. 1, p. 65–69, 2007. Disponível em: https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/RVADS/article/view/28. Acesso em: 15 jun. 2024.

Issue

Section

ARTICLES