Urban green in conservation of biodiversity in João Pessoa, Paraiba, Brazil

Authors

  • Yuri Rommel Vieira Araújo Universidade Federal da Paraíba
  • Zayne Christina Gonçalves Moreira Universidade Federal da Paraíba

DOI:

https://doi.org/10.18378/rvads.v15i1.6494

Keywords:

Forest remnants, Arborization urban, Endangered species

Abstract

Urban growth has increasingly altered the natural characteristics of ecosystems in populated areas, resulting in the reduction of natural areas and biodiversity. To minimize the negative impacts of urban sprawl, green areas and protected areas are created. In this context, this study aimed to analyze the importance of urban green in the urban area of João Pessoa, Paraíba, for the conservation of biodiversity in a population cluster. The method consisted of exploratory and explanatory research, with bibliographic survey of public access and field work in green areas, parks, squares, forest remnants, preservation areas and Conservation Units. We identified 85 tree and palm species from 34 different families, seven of which were endangered. Thirty six bird species, nine reptile species and eight mammal species were also identified. An interaction between specific groups of fauna and species of flora was found. The urban green of João Pessoa-PB contributes to the conservation of native flora and endangered species; there are groups of birds, mammals and reptiles using urban green for food, shelter or feeding, and; the municipality has a diversity of relevant species, yet there is a need to create protected areas.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Yuri Rommel Vieira Araújo, Universidade Federal da Paraíba

Engenheiro Florestal, Especialização em Gestão Ambienntal e Mestre em Energias Renováveis. Atuação na área de recursos florestais, gestão ambiental e energias renováveis.

Zayne Christina Gonçalves Moreira, Universidade Federal da Paraíba

Graduanda em Geografia, Bachareu em Administração, Técnica em Recursos Naturais e Especialização em Geografia e Meio Ambiente. Atuação na área de recursos naturais, gestão ambiental e geografia.

References

AMAZONAS, N. T.; BARBOSA, M. R. V. Levantamento florístico das angiospermas em um remanescente de Floresta Atlântica Estacional na Microbacia Hidrográfica do Rio Timbó, João Pessoa, Paraíba. Rev. Nordestina de Biologia, v. 20, n, 2, p. 67-78, 2011.

ANGIOSPERM PHYLOGENY GROUP (A.P.G) IV. 2016. An update of the Angiosperm Phylogeny Group classification for the orders and families of flowering plants: APG IV. Botanical Journal of the Linnean Society, London, v. 181, p. 1–20, 2016. 10.1111/boj.12385.

ARROYAVE-MAYA, M.; POSADA-POSADA, M.; NOWAK, D.; HOEHN, R. Remoción de contaminantes atmosféricos por el bosque urbano em el valle de Aburrá. Colombia Forestal, v. 22, n.1, p. 5-16, 2018. 10.14483/2256201X.13695

BIOLIB BIOLOGICAL LIBRARY. Taxon Profile. República Checa. 2019. Disponível em: <https://www.biolib.cz/en/taxon/id14923/>. Acesso em: 20 de fev. 2019.

BOGIANI, P. A.; ARANDA, R.; MACHADO, C. O. F. Riqueza de borboletas (lepidóptera) em um Fragmento Urbano de Cerrado em Mato Grosso do Sul, Brasil. EntomoBrasilis, v. 5, n. 2, p. 93-98, 2012.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Portaria nº 443, de 17 de dezembro de 2014. Lista Nacional Oficial de Espécies da Flora Ameaça de Extinção. Brasília-DF, 2014.

CAMPOS, B. A. T. P.; FEIJÓ, A. BRENNAND, P. G. de G.; PERCEQUILLO, A. R. Mammals of a restinga forest in Mataraca, Paraíba, northeastern Brazil, and its affinities to restinga áreas in Brazil. Biota Neotropica, v. 18, n. 1, 2018. 10.1590/1676-0611-bn-2017-0392.

CNCFLORA. Centro Nacional de Conservação da Flora. Lista Vermelha. Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro/RJ. 2019. Disponível em:<http://cncflora.jbrj.gov.br/portal/pt-br/listavermelha>. Acesso em: 20 de fev. 2019.

CREPALDI, M. T.; FERREIRA, M. E. C. Comparativo da avifauna do Parque do Cinquentenário com a área urbana de Maringa-PR. Caderno Prudentio de Geografia, n. 40, v. 1, p. 134-146, 2018.

COSTA, M. I. F.; PIRES, M. G. Levantamento dos impactos ambientais em áreas de preservação permanentes (APPS) urbanas em Porangatu–GO. Revista Meio Ambiente e Sustentabilidade, v. 13, n. 6, p. 135 – 157, 2017. 10.22292/mas.v13i6.690 .

DAMAME, D. B.; OLIVEIRA, E. D.; LONGO, R. M. Impactos ambientais pelo uso e ocupação do solo em sub bacias hidrográficas de Campinas, São Paulo, Brasil. Acta Brasiliensis, v. 3, n.1, p. 1-7, 2019. 10.22571/2526-4338108

DANTAS, M. S.; ALMEIDA, N. V.; MEDEIROS, I. A.; SILVA, M. D. Diagnóstico da vegetação remanescente de Mata Atlântica e ecossistemas associados em espaço urbano. Journal of Environmental Analysis and Progress, v. 02, n. 01, p. 87-97, 2017. 10.24221/jeap.2.1.2017.1128.87-97

DORNELLES, S. S.; EVARISTO, G. H.; TOSETTO, M.; MASSANEIRO, C.; SEIFERT, V. R.; RABOCHA, B.; GONÇALVES, J.; VALENTIM, C. Diversidade de mamíferos em fragmentos florestais urbanos na Bacia Hidrográfica do Rio Cachoeira, Joinville, SC. Acta Biologia Catarinense, v. 4, n. 3, p. 126-135, 2017. 10.21726/abc.v4i3.458

DUNNING, J. S.; RIDGELY, R. South American Birds: A Photographic Aid to Identification. Harrowood Book, 1 ª trade pbk edition, 1989.

ESTRADA, M. A.; CORIOLANO, R. E.; SANTOS, N. T.; CAIXEIRO, L. R.; VARGAS, A. B.; ALMEIDA, F. S. Influência de áreas verdes urbanas sobre a Mirmecofauna. Floresta e Ambiente, v. 21, n.2, p. 162-169, 2014. 10.4322/floram.2014.035.

FEIJÓ, A.; NUNES, H.; LANGGUTH, A. Mamíferos da reserva biológica Guaribas, Paraíba, Brasil. Revista Nordestina de Biologia, n. 24, v. 1, p. 57-74, 2016.

FIGUEIREDO, H. P.; CONSTANTINO, M.; BARROS, J. H. S.; COSTA, R. B. Políticas públicas e fragilidade na gestão de Unidades de Conservação Urbanas no Brasil. Multitemas, v. 22, p. 217-234, 2017. 10.20435/multi.v22i51.1316.

FRAÇA, G. S.; STEHAMANN, J. R. Florística e estrutura do componente arbóreo de remanescentes de Mata Atlântica do Médio rio Doce, Minas Gerais, Brasil. Rodriguésia, v. 64, n.3, p. 607-624, 2013. 10.1590/S2175-78602013000300012.

FUENTES, R. A. G.; KATO, K.; GHELLERE, J. M. B.; DIXO, M. Numa selva de pedra uma ilha de Mata Atlântica: a herpetofauna da Reserva Biológica Tamboré, Santana de Parnaíba, SP. Oecologia Austraçis, n. 21, n.3, p. 292-301, 2017. 10.4257/oeco.2017.2103.06.

HUECK, K. As florestas da América do Sul: Ecologia, composição e importância econômica. São Paulo: Universidade de Brasília; Polígono, 465p, 1972.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Cidades: João Pessoa. Rio de Janeiro. 2019. Disponível em: <https://cidades.ibge.gov.br/brasil/pb/joao-pessoa/historico>. Acesso em: 20 de mar. 2019.

JOÃO PESSOA. Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Plano Municipal de Conservação e Recuperação da Mata Atlântica de João Pessoa. João Pessoa: FEA Gráfica e Editora. 2012.

JOÃO PESSOA. Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Estudo de Viabilidade Ambiental (EVA) da Área de Implantação do Parque Natural Municipal do Cuiá, João Pessoa-PB. João Pessoa: SEMAM. 2011.

LIMA, F. J. C.; GONÇALVES, R. C.; Levantamento de mastofauna na Mata do Catingueiro em Patos de Minas. Revista Cerrado Agrociências, v.7, p. 38-48, 2016.

LONDE, P.R.; MENDES, P. C. A influência das áreas verdes na qualidade de vida urbana. Hygeia, v. 10, n. 18, p. 264-272, 2014.

LORENZI, H. Árvores Brasileiras: Manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas nativas do Brasil. Vols 1, 2 e 3. 5ª Ed. Instituto Plantarum Ltda. Nova Odessa, São Paulo. 2008.

MACIEL, T. T.; BARBOSA, B. C. Áreas verdes urbanas: história, conceito e importância ecológica. CES Revista, v. 29, n. 1, p. 30-42, 2015.

MELO, Í, V.; MOURA, G. J. B.; FREITAS, M. A.; ANDRADE, E. V. E.; CASAL, C.; ABEGG, A. D.; KOKUBUM, M. N. C. New additions to the herptofauna of the Dois Irmão State Park, an urban Atlantic Rainforest fragment in northeastern Brazil. Herptology Notes, v. 11, p. 245-254, 2018.

MORAIS, L. M. F. A. Expansão urbana e qualidade ambiental no litoral de João Pessoa-PB. Dissertação (Mestrado em Geografia). Universidade Federal da Paraíba, UFPB, Brasil. 2009.

MORAIS, L. A.; MACHADO, R. R. B. A Arborização urbana do município de Timon/MA: Inventário, diversidade e diagnóstico quali-quantitativo. REVSBAU, v. 9, n. 4, p. 80-98, 2014. 10.5380/revsbau.v9i4.63298.

NASCIMENTO, J. F.; GUEDES, J. A Arborização urbana do espaço público de Major Sales. Caderno de Estudos Geoambientais-CADEGEO, v. 06, n. 01, p. 17-31, 2015.

PIACENTINI, V. de Q.; ALEIXO, A.; AGNE, C. E.; MAURÍCIO, G. N.; et al. Annotated checklist of the birds of Brazil by the Brasilian Ornithological Records Committee. Revista Brasileira de Ornitologia, v. 23, n. 2, p. 91-298, 2015.

PINHEIRO, R. T.; MARCELINO, D. G.; MOURA, D. R.; Espécies arbóreas de uso múltiplo e sua importância na conservação da biodiversidade nas áreas verdes urbanas do município de Palmas, Tocantins. Desenvolvimento e Meio Ambiente, v. 49, p 264-282, 2018. 10.5380/dma.v49i0.59315.

QUESADA-ACUÑA, S. G.; MARTINEZ, C. P.; ALÁN, O. R.; GASTEZZI-ARIAS, P. Dispersión de semillas por aves residentes em bosque ribereño urbanos del río Torres, San José, Costa Rica. UNED Research Journal, v. 10, n.1, p. 48-56, 2018. 10.22458/urj.v10i1.2040.

REFLORA. Instituto de Pesquisa Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Herbário Virtual. Rio de Janeiro. 2019. Disponível em:<http://reflora.jbrj.gov.br/reflora/herbarioVirtual/ConsultaPublicoHVUC/ConsultaPublicoHVUC.do>. Acesso em: 24 jan. de 2019.

SANTOS, I. M.; CALADO, D. Captura de mosquito antropofílicos (Diptera, Culicidae) em uma área urbana da região oeste da Bahia, Brasil. Iheringia, Série Zoologia, v.104 n.1, p. 32-38, 2014. 10.1590/1678-4766201410413238.

SANTOS, C. R. dos; SILVA, R. V. da. Passagem inferior de fauna e cerca guia como forma de mitigação dos impactos ambientais. Revista Internacional de Ciências, v. 5, n. 2, 2015. 10.12957/ric.2015.19647

SEVERINO, A. J. Metodologia do trabalho científico. São Paulo: Cortez, 23ª ed. 2007.

TROPICOS. Missouri Botanical Garden. 2019. Disponível em: <https://www.tropicos.org/>. Acesso em: 01 mar. 2019.

VÁSQUEZ, M. del P. O.; ZUMAETA, L. M. Q.; DÍAZ, R.. P.; DÍAZ, A. A. Diversidad de aves em ambientes urbanos y periurbanos de la ciudade de Iquitos y bosques de varillal, Loreto, Perú. Conoc. Amaz, v. 7, n. 1, p. 3-13, 2016.

VILANOVA, S. R. F.; MAITELLI, G. T. A importância da conservação de áreas verdes remanescentes no centro político administrativo de Cuiabá-MT. UNICiências, v. 13, p. 87-103, 2009.

WILSON, D. E.; REEDER, D. M. (Eds). Mammal Species of the World: A Taxonomic and Geographic Reference. 3º ed. Baltimore,Maryland: Johns Hopking University Press, , 2005. 2.142 p.. Disponível em: <https://www.departments.bucknell.edu/biology/resources/msw3/>. Acesso em: 20 de fev. 2019.

Published

01-01-2020

How to Cite

ARAÚJO, Y. R. V.; MOREIRA, Z. C. G. Urban green in conservation of biodiversity in João Pessoa, Paraiba, Brazil. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, [S. l.], v. 15, n. 1, p. 73–82, 2020. DOI: 10.18378/rvads.v15i1.6494. Disponível em: https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/RVADS/article/view/6494. Acesso em: 15 jul. 2024.

Issue

Section

BIODIVERSITY