Composition and diversity of plants in homrgardens in the community of Genipaúba, Santa Bárbara do Pará, Brazil

Authors

  • Janielen Lopes Moraes Universidade Federal Rural da Amazônia, Belém
  • Karla Juliana Silva da Costa Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages
  • Breno Pinto Rayol Universidade Federal Rural da Amazônia, Belém

DOI:

https://doi.org/10.18378/rvads.v19i1.9861

Keywords:

Agrobiodiversity, Horizontal stratification, Agroforestry Systems

Abstract

Agroforestry homegardens are considered older land use systems, traditionally practiced by family members who manage a diversity of plants around their residences for various purposes. The objective of this study was to evaluate the richness and floristic composition of agroforestry homegardens in the Genipaúba community, located in the municipality of Santa Bárbara, Pará state. Twenty homegardens were analyzed, selected through convenience sampling, taking into consideration the availability of the homegarden maintainers. Botanical identification was conducted on-site. Phytosociological parameters (frequency and density) were used to estimate horizontal structure, while Shannon-Wiener Index and Pielou's Evenness were used to estimate homegarden diversity. Eighty-four plant species distributed across 49 botanical families were identified, with Arecaceae being the family with the highest number of individuals (130). The most common species among the homegardens were Theobroma grandiflorum (cupuaçu) and Euterpe oleracea (açaí), which also had the highest relative frequencies of 7.33% and 6.47%, respectively. Regarding life form, the arboreal stratum had the highest predominance. The most prominent category of use in the Genipaúba homegardens was food. The calculated Shannon-Wiener Index for the agroforestry homegardens indicated a high diversity of species within these areas. The homegardens exhibited high richness and diversity.

Downloads

Download data is not yet available.

References

ABDO, M. T. V. N.; VALERI, S. V.; MARTINS, A. L. M. Sistemas agroflorestais e Agricultura familiar: uma parceria interessante. Revista Tecnologia & Inovação Agropecuária, 1(2): 50-59, 2008.

ALVES, J. C.; NASCIMENTO, J. S.; SOARES, J. A. B.; FEIDEN, A.; MOITINHO, M. R.; PADOVAN, M. P. Sistemas agroflorestais biodiversos: segurança alimentar e bem-estar às famílias agricultoras. Revista GeoPantana, 26(14): 75-94, 2019.

COSTA, G. C.; MOURA, N. D. S.; FARIAS, A. K. D.; ALHO, E. A.; JUCOSKI, G. de O. Caracterização socioeconômica e levantamento de espécies vegetais em quintais agroflorestais da zona rural do município de Parauapebas, Pará. Agroecossistemas, 9(1): 199-211, 2017. DOI: https://doi.org/10.18542/ragros.v9i1.4653

DARDENGO, J. de F. E.; ROSSI, A. A. B.; PEDRI. E. C. M.; PENA, G. F.; SANTOS, J. de S.; THIAGO, A. V.; SANTOS, C. G.; HOOGERHEIDE, E. S.S. Agrobiodiversidade em quintais agroflorestais no norte de Mato Grosso. Brazilian Journal of Development, 8(1): 2578-2593, 2022. DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv8n1-167

FERREIRA-ALVES, E. S.; RAYOL, B. P. Diversidade das Espécies Arbóreas em Quintais de Várzea da Ilha Saracá, Limoeiro do Ajuru, Pará. Espaço aberto, 11(1): 63-80, 2021. DOI: https://doi.org/10.36403/espacoaberto.2021.39528

GERVAZIO, W. Quintais agroflorestais urbanos no sul da Amazônia: os guardiões da agrobiodiversidade?. Ciência Florestal, 32 (1): 163-186, 2022. DOI: https://doi.org/10.5902/1980509843611

GOMES, C. C. S.; LIMA, R. A. Revisão bibliográfica da família Malvaceae, com ênfase nas espécies Theobrama cacao L. e Theobrama grandiflorum (Willdex Spreng.) Schum. South American Journal of Basic Education, Technical and Technological, 6(2): 218-228, 2019.

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (Brasil). Mapa de Solos do Brasil. Rio de Janeiro: IBGE, 2010. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/geociencias/informacoes-ambientais/pedologia/15829-solos.html. Acesso em: 17 mar 2023.

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Dados por Cidades. Rio de Janeiro: IBGE, 2021. Disponível: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/pa/santa-barbara-do-para/panorama. Acesso em: 12 jan 2023.

JARDIM, M. A. G.; CUNHA, A. C. C. Caracterização estrutural de populações nativas de palmeiras do estuário amazônico. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi, 14(1): 33-41, 1998.

JARDIM, M. A. G.; MACAMBIRA, M. L. J. Biologia floral do açaizeiro (Euterpe oleracea Martius). Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi, 12(1): 131-136, 1996.

LAU, A. V.; JARDIM, M. A. G. Florística e estrutura da comunidade arbórea em uma floresta de várzea na Área de Proteção Ambiental, Ilha do Combu, Belém, Pará. Biota Amazônica, 3(2): 88-93, 2013. DOI: https://doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v3n2p88-93

LOBATO, G.; GEMAQUE, A. M.; ALMEIDA, R.; SECCO, N.; PAULA, M. Caracterização das principais espécies vegetais encontradas nos quintais agroflorestais em uma comunidade rural de Santa Bárbara, Pará. Enciclopédia Biosfera 11(21): 2950-2955, 2015.

LÔBO, R. L. de L. SIQUEIRA, T. M. de V.; MARTINS, E. S.; LIMA, A. S. T.; CUNHA, A. C. M. C. M. Sistemas agroflorestais na recuperação de áreas degradadas. Brazilian Journal of Development, 7(4): 38127-38142, 2021. DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n4-326

MACHADO, D. E.; SOUZA, L. A. G. E. A relação entre características socioeconômicas de assentados e a condução de quintais agroflorestais próximos à Manaus, Amazonas. Scientia Amazonia, 10(1): 21-32, 2021.

MAGALHÃES, M. V. D.; XAVIER. S. A. B.; SANTOS, G. S.; NETTO. R. T.; GAMA, A. J. C.; PELUZIO, T. M. de O.; AMARAL, A. A de. Quintais agroflorestais como alternativa sustentável e de segurança alimentar na agricultura familiar. In: OLIVEIRA, R. J. (org). Extensão rural: práticas e pesquisas para o fortalecimento da agricultura familiar. 1. ed. São Paulo.Editora Científica Digital, 2021. 601-618. DOI: https://doi.org/10.37885/201202661

MARTINS, E. M.; SILVA, E. R.; CAMPELLO, E. F. C.; LIMA, S. S; NOBRE, C. P.; CORREIA. M. E. F.; RESENDE, A. S. de. O uso de sistemas agroflorestais diversificados na restauração florestal na Mata Atlântica. Ciência Florestal, 29(2): 632-648, 2019. DOI: https://doi.org/10.5902/1980509829050

MATOS FILHO, J. R. de.; MORAES, L. L. C.; FREITAS, J. L.; JUNIOR, F. D. O. C.; SANTOS, A. C. de. Quintais agroflorestais em uma comunidade rural no vale do Rio Araguari, Amazônia Oriental. Revista Ibero-Americana de Ciências Ambientais, 12(3): 47-62, 2021. DOI: https://doi.org/10.6008/CBPC2179-6858.2021.003.0005

MIRANDA, S.; KATO, O.; SABLAYROLLES, M. G. Caracterização e importância dos quintais agroflorestais aos agricultores familiares do Baixo Irituia, Pará. Cadernos de Agroecologia, 8(2), 2013.

MOURA, R. R. de M.; MOURA, N.; de O.; MARTINS, W. B. R.; OLIVEIRA, C. D. de S. Quintais agroflorestais: estrutura, composição e organização socioprodutiva. Revista Brasileira de Agroecologia, 16(1): 60-72, 2021. DOI: https://doi.org/10.33240/rba.v16i1.23087

PEREIRA, C. N. MANESCHY, R. Q.; OLIVEIRA, P. D.; OLIVEIRA, L. de S. Caracterização de quintais agroflorestais no projeto de assentamento Belo Horizonte I, São Domingos do Araguaia, Pará. Revista Agroecossistemas, 2(1): 73-81, 2010. DOI: https://doi.org/10.18542/ragros.v2i1.1225

PEREIRA, S. C. B. NOGUEIRA, J. I.; DIAS, F. A. D.; CAMPOS, P. de V. Levantamento etnobotânico de quintais agroflorestais em Agrovila no município de Altamira, Pará. Revista Verde. 13(2): 200-207, 2018. DOI: https://doi.org/10.18378/rvads.v13i2.5292

QUARESMA, A. P.; ALMEIDA, R. H. C.; OLIVEIRA, C. M.; KATO, O. R. Composição florística e faunística de quintais agroflorestais da agricultura familiar no nordeste paraense. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, 10(5):78-84, 2015. DOI: https://doi.org/10.18378/rvads.v10i5.3706

RAYOL. B. P.; MIRANDA, I. de, S. Influência dos fatores socioeconômicos sobre a riqueza de plantas de quintais agroflorestais da Amazônia Central. Espacios, 38(46):28, 2017.

RAYOL. B. P.; MIRANDA, I. de, S. Quintais agroflorestais na Amazônia Central: caracterização, importância social e agrobiodiversidade. Ciência Florestal, 29(4):1614-1629, 2019. DOI: https://doi.org/10.5902/1980509829853

REBÊLO, A. G. de. M.; CAPUCHO, H. L. V.; PAULETTO, D.; SILVA, G. da R.; SANTOS, M. J. C. Quintais agroflorestais urbanos em Belterra, PA: importância ecológica e econômica. Revista Terceira Margem Amazônia, 4(12):107-121, 2019.

RODRIGUES, R. R. Métodos fitossociológicos mais usados. Casa da Agricultura, São Paulo, v. 10, n. 1. 1988.

ROSA, L. Z.; ALMEIDA, C. G. M. de; BRASIL, A. M. A, de; LAINDORF, B. L.; COGO, M. R. M. de; KUHN, S. A.; BACEGA, A.; SANTOS, N. L. dos; SILVEIRA, D. N. B.; CASSOL, A. P. V.; PEREIRA, A. B.; SOUZA, V. Q. de. A importância da hibridização para a preservação da variabilidade genética da família Arecaceae (palmeiras) frente a fatores antropogênicos: uma revisão sobre o caso da palmeira x Butyagrus nabonnandii (Prosch.) Vorste. Research, Society and Development, v. 10, n. 14, 2021. DOI: https://doi.org/10.33448/rsd-v10i14.22104

SANTOS, I. G.; SOUZA, P. B. de.; PREVIERO, C. A. Quintais agroflorestais na percepção dos moradores do reassentamento Mariana, Tocantins. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, 11(5): 95-102, 2016. DOI: https://doi.org/10.18378/rvads.v11i5.3830

SANTOS, M. R. S.; VITORINO, M. S.; SODRE, G.; OLIVEIRA, V. G. Identificação de extremos de chuva na mesorregião metropolitana de Belém: o uso do modelo box plot para a gestão socioambiental. Revista Brasileira de Geografia Física, 12(4): 1554-1561, 2019. DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v12.4.p1554-1562

SILVA, H. K. M da; GAMA, J. R. V.; SOUSA, R. J. A. de; LAMEIRA, M. K. S. de. Composição florística de quintais agroflorestais na vila Cuera, Bragança, Pará. Revista Agroecossistemas, 9(2); 330-338, 2017. DOI: https://doi.org/10.18542/ragros.v9i2.5041

SILVA, J. B. da. Característica de alguns frutos das palmeiras nativas da Amazônia Brasileira. In: ANDRADE, D. F. Meio Ambiente, Sustentabilidade e Tecnologia, Belo Horizonte: 3:18, 2019. DOI: https://doi.org/10.36229/978-65-86127-29-4.CAP.02

SOUZA, F. G; LIMA, R. A. A importância da família Arecaceae para a região Norte. Revista EDUCAmazônica, 23(2): 100-110, 2019.

SCHEMBERGUE, A.; CUNHA, D. A.; CARLOS, S. M. de; PIRES, M. V.; FARIA, R. M. Sistemas Agroflorestais como Estratégia de Adaptação aos Desafios das Mudanças Climáticas no Brasil. Revista de Economia e Sociologia Rural, 55(1):09-30, 2016. DOI: https://doi.org/10.1590/1234-56781806-94790550101

VASCONCELLOS, R. C. de.; BELTRÃO, N. E. S. Avaliação de prestação de serviços ecossistêmicos em sistemas agroflorestais através de indicadores ambientais. Interações, 19(1): 209-220 , 2017. DOI: https://doi.org/10.20435/inter.v19i1.1494

Composition and diversity of plants in homrgardens in the community of Genipaúba, Santa Bárbara do Pará, Brazil

Published

12-02-2024

How to Cite

MORAES, J. L.; COSTA, K. J. S. da; RAYOL, B. P. Composition and diversity of plants in homrgardens in the community of Genipaúba, Santa Bárbara do Pará, Brazil. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, [S. l.], v. 19, n. 1, p. 15–22, 2024. DOI: 10.18378/rvads.v19i1.9861. Disponível em: https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/RVADS/article/view/9861. Acesso em: 17 apr. 2024.

Issue

Section

INTERDISCIPLINARY