Potencial regenerativo de espécies arbóreas em fragmento de Mata Atlântica, Pernambuco, Brasil

Rosival Barros de Andrade Lima, Luiz Carlos Marangon, Fernando José Freire, Ana Lícia Patriota Feliciano, Roseane Karla Soares da Silva

Resumo


Objetivou-se caracterizar o estrato regenerante de um fragmento de Floresta Ombrófila Densa das Terras Baixas, mediante avaliações da riqueza, estrutura e diversidade. Para estimar os índices de regeneração natural por espécie para cada classe de tamanho de planta (RNC), visando à obtenção do índice de regeneração natural total (RNT), foram alocadas, 40 parcelas de 25 m² (5 m x 5 m). A análise foi realizada com indivíduos que apresentaram CAP < 15,0 cm e altura igual ou superior a 1,0 m. As classes de alturas foram pré-determinadas, em que: C1 = 1,0 m-2,0 m; C2 = 2,1 m-3,0 m; C3 = > 3,0 m. Foram amostrados 1.197 indivíduos distribuídos em 81 espécies, 31 famílias e 51 gêneros. A família Fabaceae obteve maior riqueza, seguida por Melastomataceae e Myrtaceae. A espécie Protium heptaphyllum destacou-se com o maior Valor de Importância (VI), apresentando 14,64% do total de VI. As espécies que apresentaram os maiores RNTs foram: Protium heptaphyllum (Aubl.) Marchand, Thyrsodium spruceanum Benth., Eschweilera ovata (Cambess.) Miers e Brosimum guianense (Aubl.) Huber. Em relação à classificação sucessional, houve predominância das espécies de início de sucessão, comprovando a condição jovem da floresta. Os resultados mostram que o fragmento estudado apresenta boa capacidade de regeneração possibilitando maior riqueza e diversidade de espécies do estrato arbóreo adulto à longo prazo.

Palavras-chave


Diversidade; Fitossociologia; Floresta atlântica

Texto completo:

HTML PDF

Referências


ALENCAR, A. L.; MARANGON, L. C.; FELICIANO, A. L. P.; FERREIRA, R. L. C.; TEIXEIRA, L. J. Regeneração natural avançada de espécies arbóreas nativas no sub-bosque de povoamentos de Eucalyptus saligna Smith, na zona da mata sul de Pernambuco. Ciência Florestal, Santa Maria, v.21, n.2, p.183-192, 2011. http://dx.doi.org/10.5902/198050983218.

ALVARES, C. A., STAPE, J. L.; SENTELHAS, P. C.; GONÇALVES, J. L. M.; SPAROVEK, G. Köppen’s climate classification map for Brazil. Meteorologische Zeitschrift, v.22, n.6, p.711-728, 2013. http://dx.doi.org/ 10.1127/0941-2948/2013/0507.

ALVES, A. R.; HOLANDA, A. C.; FARIAS, S. G. G.; SILVA, R. B.; OLIVEIRA, T. M. Regeneração natural em um fragmento florestal urbano em diferentes formatos de unidades amostrais. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, Mossoró, v.7, n.2, p.169-178, 2012.

ALVES, S. L.; HOLANDA, A. C.; WANDERLEY, J. A. C.; SOUZA, J. S.; ALMEIDA, P. G. Regeneração natural em uma área de caatinga situada no município de Pombal-PB. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, Mossoró, v.5, n.2, p. 152-168, 2010.

APARICIO, W. C. S.; MARANGON, L. C.; FERREIRA, R. L. C.; FELICIANO, A. L. P.; APARÍCIO, P. S.; COTA-JÚNIOR, R. F. Estrutura da regeneração natural de espécies arbóreas em um fragmento de Mata Atlântica, Pernambuco. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, Recife, v.6, n.3, p.483-488, 2011. http://dx.doi.org/ 10.5039/agraria.v6i3a791.

APG III. Angiosperm Phylogeny Group III. An update of the Angiosperm Phylogeny Group classification for the orders and families of flowering plants. Botanical Journal of the Linnean Society. London, v.16, [s.n], p.105-121, 2009. http://dx.doi.org/10.1111/j.1095-8339.2009.00996.x.

BRANDÃO, C. F. L. S.; MARANGON, L. C.; FERREIRA, R. L. C.; SILVA, A. C. B. L. Estrutura fitossociológica e classificação sucessional do componente arbóreo em um fragmento de floresta atlântica em Igarassu - Pernambuco. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, Recife, v.4, n.1, p.55-61, 2009.

BRASIL. Resolução CONAMA nº 31, de 7 de outubro de 1994. Define vegetação primária e secundária nos estágios inicial, médio e avançado de regeneração da Mata Atlântica, a fim de orientar os procedimentos de licenciamento de atividades florestais no Estado de Pernambuco. Diário Oficial da União, Brasília, v. 248, p. 21350-21351, 30 dez. 1994. Seção 1.

FELFILI, J. M.; RIBEIRO, J. F.; FAGG, C. W.; MACHADO, J. W. B. Recuperação de matas de galeria. Embrapa Cerrado Série Técnica, n.21, v.1, 2000. 45p.

GANDOLFI, S.; LEITÃO FILHO, H. F.; BEZERRA, C. L. E. Levantamento florístico e caráter sucessional das espécies arbustivo arbóreas de uma floresta mesófila semidecídua no município de Guarulhos, SP. Revista Brasileira de Biologia, São Carlos, v.55, n.4, p.753-767, 1995.

GARCIA, C. C.; REIS, M. G. F.; REIS, G. G.; PEZZOPANE, J. E. M.; LOPES, H. N. S.; RAMOS, D. C. Regeneração natural de espécies arbóreas em fragmento de Floresta Estacional Semidecidual Montana, no domínio da Mata Atlântica, em Viçosa, MG. Ciência Florestal, Santa Maria, v.21, n.4, p.677-688, 2011. http://dx.doi.org/10.5902/198050984512.

JESUS, E. N.; SANTOS, T. S.; RIBEIRO, G. T.; ORGE, M. D. R.; AMORIM, V. O.; BATISTA, R. C. R. C. Regeneração natural de espécies vegetais em jazidas revegetadas. Floresta e Ambiente, Seropédica, v.23, n.2, p.191-200, 2016. http://dx.doi.org/10.1590/2179-8087.115914.

LIMA, A. S.; FELICIANO, A. L. P.; MARANGON, L. C.; OLIVEIRA, L. S. B.; PESSOA, M. M. L. Regeneração natural de um fragmento de Floresta Ombrófila Densa na Bacia Hidrográfica do Rio Capibaribe, PE. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, Recife, v.8, n.2, p.273-278, 2013. http://dx.doi.org/10.5039/agraria.v8i2a2369.

LOPES, I. S.; FELICIANO, A. L. P.; MARANGON, L. C.; ALENCAR, A. L. Dinâmica da regeneração natural no sub-bosque de Pinus caribaea Morelet. var. caribaea na Reserva Biológica de Saltinho, Tamandaré-PE. Ciência Florestal, v.26, n.1, p.95-107, 2016. http://dx.doi.org/10.5902/1980509821094.

MAGURRAN, A. E. Ecological diversity and its measurement. London: CroomHelm, 1988. 179p.

MARANGON, G. P.; CRUZ, A. F.; BARBOSA, W. B.; LOUREIRO, G. H.; HOLANDA, A. C. Dispersão de sementes de uma comunidade arbórea em um remanescente de Mata Atlântica, município de Bonito, PE. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, Mossoró, v.5, n.5, p.80-87, 2010.

MARANGON, L. C.; SOARES, J. J.; FELICIANO, A. L. P.; BRANDÃO, C. F. L. S. Regeneração natural em um fragmento de floresta estacional semidecidual em Viçosa, Minas Gerais. Revista Árvore, Viçosa, v.32, n.1, p.183-191, 2008. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-67622008000100020.

MARANGON, L. C Florística e fitossociologia de área de floresta estacional semidecidual visando dinâmica de espécies florestais arbóreas no município de Viçosa, MG. São Carlos: UFSC, 1999. 139p.

MARTINS, L.; CAVARARO, R. Manual Técnico da Vegetação Brasileira. Sistema fitogeográfico. Inventário das formações florestais e campestres. Técnicas e manejo de coleções botânicas. Procedimentos para mapeamentos. Rio de Janeiro: IBGE, 2012. 271p.

OLIVEIRA, P. R. S.; GUEDES, R. V. S.; SILVA, C. A. W. S.; SANTOS, E. P.; OLIVEIRA, F. P.; SILVA-JÚNIOR, H. D.; GOMES, J. H.; FERREIRA, M. A. F.; PEREIRA, R. C. G.; SILVA, R. F.; SILVA, T. L. V.; COSTA-JÚNIOR, V. G.; LOPES, Z. F. Boletim do clima: síntese climática/Agência pernambucana de águas e clima. Recife: APAC, 2016.

OLIVEIRA, L. S. B.; MARANGON, L. C.; FELICIANOA, A. L. P.; CARDOSO, M. O.; LIMA, A. S.; ALBURQUERQUE, M. J. B. Fitossociologia da regeneração natural de uma Floresta Ombrófila densa em Moreno, Pernambuco, Brasil. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, Recife, v.8, n.1, p.119-124, 2013. http://dx.doi.org/10.5039/agraria.v8i1a2097.

OLIVEIRA, L. S. B.; MARANGON, L. C.; FELICIANO, A. L. P.; LIMA, A. S.; CARDOSO, M. O.; SILVA, V. F. Florística, classificação sucessional e síndromes de dispersão em um remanescente de Floresta Atlântica, Moreno-PE. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, Recife, v.6, n.3, p.502-507, 2011. http://dx.doi.org/10.5039/agraria.v6i3a1384.

ONOFRE, F. F.; ENGEL, V. L.; CASSOLA, H. Regeneração natural de espécies da Mata Atlântica em sub-bosque de Eucalyptus saligna Smith. em uma antiga unidade de produção florestal no Parque das Neblinas, Bertioga, SP. Scientia Forestalis, Piracicaba, v.38, n.85, p.39-52, 2010.

ROCHA, K. D.; CHAVES, L. F. C.; MARANGON, L. C.; SILVA, A. C. B. L. Caracterização da vegetação arbórea adulta em um fragmento de floresta atlântica, Igarassu-PE. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, Recife, v.3, n.1, p.35-40, 2008. http://dx.doi.org/10.5039/agraria.v3i1a219.

ROPPA, C.; VALCARCEL, R.; BAYLÃO JUNIOR, H. F. Avaliação da regeneração em ecossistemas perturbados como indicador da restauração em ambientes com marcada estacionalidade, Nova Iguaçu (RJ). Floresta, Curitiba, v.42, n.2, p.257-268, 2012. http://dx.doi.org/10.5380/rf.v42i2.22616.

SANTOS, H. G.; ALMEIDA, J. A.; OLIVEIRA, J. B.; LUMBRERAS, J. F.; DOS-ANJOS, L. H. C.; COELHO, M. R.; JACOMINE, P. K. T.; CUNHA, T. J. F.; OLIVEIRA, V. A. Sistema brasileiro de classificação de solos. Brasília: Embrapa, 2013. 253p.

SCIPIONI, M. C.; LONGHI, S. J.; REINERT, D. J.; ARAÚJO, M. M.; PEDRON, F. A. Distribuição do compartimento arbóreo em gradiente de relevo e solos na Encosta Meridional da Serra Geral, RS. Ciência Rural, Santa Maria, v.40, n.6, p.675-690, 2010. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-84782010005000090.

SCIPIONI, M. C.; LONGHI, S. J.; ARAÚJO, M. M.; REINERT, D. J. Regeneração natural de um fragmento da floresta estacional decidual na reserva biológica do Ibicuí-Mirim (RS). Floresta, Curitiba, v.39, n.3, p.675-690, 2009. http://dx.doi.org/10.5380/rf.v39i3.15369.

SILVA, S. O.; FERREIRA, R. L. C.; SILVA, J. A. A.; LIRA, M. A.; ALVES-JÚNIOR, F. T.; CANO, M. O. O.; TORRES, J. E. L. Regeneração natural em um remanescente de caatinga com diferentes históricos de uso no agreste pernambucano. Revista Árvore, Viçosa, v.36, n.3, p.441-450, 2012. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-67622012000300006.

SILVA, J. M. Fitossociologia do sub-bosque de um trecho de fragmento florestal situado em área de intensa expansão urbana em Camaragibe (PE). Revista Urutágua, Maringá, n.22, p. 1-13, 2010.

SILVA, R. K. S.; FELICIANO, A. L. P.; MARANGON, L. C.; LIMA, R. B. A. Florística e sucessão ecológica da vegetação arbórea em área de nascente de um fragmento de Mata Atlântica, Pernambuco. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, Recife, v.5, n.4, p.550-559, 2010. http://dx.doi.org/10.5039/agraria.v5i4a829.

SILVA, W. C.; MARANGON, L. C.; FERREIRA, R. L. C.; FELICIANO, A. L. P.; COSTA JÚNIOR, R. F. Estudo da regeneração natural de espécies arbóreas em fragmento de Floresta Ombrófila Densa, Mata das Galinhas, no município de Catende, zona da mata sul de Pernambuco. Ciência Florestal, Santa Maria, RS, v. 17, n. 4, p. 321-331, 2007. http://dx.doi.org/10.5902/198050981964.

TORRES, J. E. L. Espécies arbóreas regenerantes na borda e no interior de um fragmento de floresta atlântica em Pernambuco. Recife: UFRPE, 2014. 61p.

VOLPATO, M. M. L. Regeneração natural em uma floresta secundária no domínio de Mata Atlântica: uma análise fitossociológica. Viçosa: UFV, 1994. 123p.




DOI: http://dx.doi.org/10.18378/rvads.v12i4.5002

Direitos autorais 2017 Rosival Barros de Andrade Lima et al.

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.