VIABILIDADE DE BACTÉRIAS LÁCTICAS PROBIÓTICAS EM LEITES FERMENTADOS COMERCIAIS

  • Joellington Marinho Almeida
  • Janne Morais
  • Genilson Batista Oliveira
  • Géssica Alexandre Barros
  • Janeeyre Ferreira Maciel

Resumo

Nesse trabalho, o objetivo foi avaliar a viabilidade de bactérias lácticas probióticas em três leites fermentados comerciais a fim de se certificar que os mesmos continham a quantidade mínima desses microrganismos informadas em seus rótulos e/ou exigida na legislação brasileira. Para isso, foi realizada a contagem de bactérias lácticas totais em placas, utilizando-se o ágar MRS. Ainda, foram determinados pH e acidez. Todas as amostras continham bactérias lácticas em números acima de 107 ufc/mL, estando adequadas quanto aos requisitos avaliados. A acidez das amostras variou de 1,0% a 1,57% de ácido láctico, estando todas de acordo com as exigências da legislação. Com relação ao pH, os valores observados variaram de 3,5 a 4,0, intervalo considerado adequado para esse tipo de produto, e com valores próximos dos relatados por outros autores.

Palavras-chave: Acidez, Produto lácteo, Legislação.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-11-23
Como Citar
Almeida, J. M., Morais, J., Oliveira, G. B., Barros, G. A., & Maciel, J. F. (2017). VIABILIDADE DE BACTÉRIAS LÁCTICAS PROBIÓTICAS EM LEITES FERMENTADOS COMERCIAIS. Revista Brasileira De Agrotecnologia, 7(2), 54-57. Recuperado de https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/REBAGRO/article/view/5108
Seção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)