AVALIAÇÃO MICROBIOLOGICA E SENSORIAL DE BEBIDA MISTA ÁGUA DE COCO COM POLPA DE UMBU

  • Yuri Novais de Brito Cunha Estudante de Graduação do Centro de Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas/Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Cruz das Almas, BA
  • Romário Oliveira Andrade UFCG
  • Joalisson Gonçalves Da silva UFPB
  • Francilayne Rodrigues Barbosa UFPB
  • Ricardo Luís Cardoso UFRB

Resumo

O presente trabalhou objetivou formular uma bebida mista de água de coco e polpa de umbu, e realizar a microbiológica, bem como a aceitação sensorial. A bebida foi formulada com 70% de água de coco verde, 30% de polpa de umbu e 6% de açúcar, em relação a mistura anterior. Fora efetuadas as determinações microbiológicas quantos aos coliformes fecais, bolores e Salmonella spp. O teste de aceitação sensorial foi aplicado para 50 provadores não treinados utilizando-se a escala hedônica de nove pontos, avaliando os atributos cor, aroma, sabor, doçura, aparência e acidez. Os testes microbiológicos indicaram valores de acordo com legislação provando a inocuidade do produto pós processamento. Os resultados físico-químicos, dentro dos padrões vigentes, juntamente com a boa aceitação sensorial e intenção de compra sugerem que a bebida mista de água de coco com polpa de umbu pode ser uma importante alternativa para as pequenas agroindústrias do semiárido.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Romário Oliveira Andrade, UFCG
Possui graduação em Bacharelado em Agroindústria pela Universidade Federal da Paraíba (2012), mestrado em Ciências Agrárias pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (2015). Atualmente é aluno Bolsista de pós-graduação no Doutorado em Engenharia de Processos ? UFCG, com área de Concentração em Desenvolvimento de Processos e novos produtos. Tem experiência na área de Ciência e Tecnologia de Alimentos com ênfase em desenvolvimento de novos Produtos, atuando principalmente nos seguintes temas: Tecnologia pós-colheita, processamento e secagem de frutas e hortaliças.
Ricardo Luís Cardoso, UFRB
Ricardo Luis Cardoso concluiu o doutorado em Tecnologia de Alimentos pela Universidade Estadual de Campinas em 1994. Atualmente é professor titular da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Publicou 69 artigos em periódicos especializados, 7 capítulos de livros e 207 trabalhos em anais de eventos. Possui 33 produtos tecnológicos e 1 processo ou técnica. Participou de 24 eventos no Brasil. Orientou 36 monografias de graduação, 17 dissertações de mestrado e 1 de doutorado, além de ter orientado 24 trabalhos de iniciação científica com bolsa (CNPq/FAPESB) e 128 trabalhos de estágio supervisionado na área de Ciencia e Tecnologia de Alimentos. Recebeu 19 prêmios e/ou homenagens. Revisor das revistas: Alimentos e Nutrição, Bralzilian Jounal of Food Technology, Revista de Ciências da Vida, Ciência e Agrotecnologia, Revista de Ciências da Vida, Boletim da Sociedade Brasileira de Ciência, Revista Pesquisa Agropecuária Tropical e Tecnologia de Alimentos, Magistra, Revista Brasileira de Mandioca, Revista Brasileira de Fruticultura e Revista Ceres. Entre 2002 e 2006 coordenou 5 projetos de pesquisa. Atualmente participa de 4 projetos de pesquisa. Atua na área de Ciencia e Tecnologia de Alimentos, com ênfase em Tecnologia de Produtos de Origem Vegetal. Em suas atividades profissionais interagiu com 276 colaboradores em co-autorias de trabalhos científicos.

Referências

BRASIL, legislação. Decreto-lei nº 12.486 de 20 de outubro de 1978. Aprova normas técnicas especiais relativas a alimentos e bebidas. Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo. São Paulo-SP. 1978.

CARVALHO, J. M. C. et al. Água-de-coco: Propriedades nutricionais, funcionais e processamento. Ciências agropecuárias, vol. 27 n. 3,pág437-452, jul/set 2008.

MATTIETTO, R. A.; LOPES, A. S.; MENEZES, H. C. Estabilidade do néctar misto de cajá e umbu. Ciência e Tecnologia de Alimentos, v. 27, n. 3, p. 453-463, 2007.

MATSUURA, F. C . A. U.; ROLIM, R. B. Avaliação da Adição de Suco de Acerola em Suco de Abacaxi Visando à Produção de um “Blend” com Alto Teor de Vitamina C. Revista Brasileira de Fruticulturavol.24 no.1 Jaboticabal Apr. 2002.

NEVES, OSC; CARVALHO, JG de. Tecnologia da produção do umbuzeiro (Spondias tuberosa Arr. Cam.). Lavras: UFLA, 2005.

NARAIN, N.; GALVÃO, M. S.; MADRUGA, S. M. Volatile compounds captured through purge and trap technique in cajá-umbu (Spondias sp.) fruits during maturation. Food Chemistry, Oxford, v.102, n.3, p. 726-731, 2007.

SANTOS, D.; MATARAZZO, P. H. M.; SILVA, D. F. P.; SIQUEIRA, D. L.; SANTOS, D. C. M.; LUCENA, C. C. Caracterização físico-química de frutos cítricos apirênicos produzidos em Viçosa, Minas Gerais. Revista Ceres, Viçosa, v. 57, n.3, p. 393-400, 2010.

SILVA, F. V. G. Bebidas à base de água de coco e suco de maracujá: processamento e estabilidade. Fortaleza, 2011. 76 p. Dissertação (Mestrado em Tecnologia de Alimentos), Universidade Federal do Ceará.

SOUZA, A. P. F.; MARTINS, C. M.; BADARÓ, A. C. L. Análise das características microbiológicas do suco de manga comercializado em Ipatinga -MG, em relação aos diferentes tipos de embalagens. Revista Digital de Nutrição, Ipatinga, v. 3, n. 4, p. 299-311, 2009.

TEIXEIRA L.V. Análise Sensorial na Indústria de Alimentos. Revista Instituto Laticinios“Cândido Tostes” , 366p., 2009.

VIEIRA, M. M.S. BEZERRA, J. M. SANTOS, A.F.; SILVA,F.V.G.; Desenvolvimento de bebidas mistas de frutos do gênero Spondias a base de água de coco. Revista Verde (Pombal - PB - Brasil), v 9. , n. 4, p. 242 - 249, out-dez, 2014.

Publicado
2017-11-23
Como Citar
Cunha, Y. N. de B., Andrade, R. O., Da silva, J. G., Barbosa, F. R., & Cardoso, R. L. (2017). AVALIAÇÃO MICROBIOLOGICA E SENSORIAL DE BEBIDA MISTA ÁGUA DE COCO COM POLPA DE UMBU. Revista Brasileira De Agrotecnologia, 7(2), 82-86. Recuperado de https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/REBAGRO/article/view/5122
Seção
Artigos