A formação de profissionais de ajuda: importância de climas de formação expansivo

  • Ana Mouraz Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto
  • Carlinda Leite Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto
  • Preciosa Fernandes Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto
  • Aurora Pereira Escola Superior de Saúde de Viana do Castelo

Resumo

Cumprir o espírito de Bolonha relativamente à promoção de uma organização institucional que privilegie climas capazes de sustentarem melhores aprendizagens tem vindo a ser um importante desafio que se coloca às instituições de ensino superior. Se é consensual que o clima de formação é um importante fator do sucesso das aprendizagens, interessa aprofundar modelos teóricos de clima de formação que possam servir a melhoria da acção das instituições de formação. Tal é o caso do modelo de clima de aprendizagem expansivo. Neste texto apresentam-se e discutem-se resultados de uma pesquisa sobre climas de formação em formação inicial de professores e de enfermeiros, de acordo com o referencial do clima de aprendizagem expansivo. Pretendeu-se caraterizar o clima de formação de duas instituições por referência ao clima de aprendizagem expansivo e averiguar a importância diferenciada de cada uma das categorias do construto na caracterização do clima de formação de duas instituições. Os dados recolhidos mediante a aplicação de um questionário de climas traduzem a perspectiva dos professores e estudantes de duas Instituições de formação desses profissionais de ajuda. Globalmente os resultados não evidenciam diferenças na importância atribuída aos itens pelos professores das duas instituições mas mostram diferenças entre os estudantes das mesmas, nas categorias: interacção quotidiana; suporte académico e à investigação e oportunidades para participar em redes de trabalho externas.

Publicado
2015-01-15
Como Citar
Mouraz, A., Leite, C., Fernandes, P., & Pereira, A. (2015). A formação de profissionais de ajuda: importância de climas de formação expansivo. Revista Brasileira De Educação E Saúde, 4(4), 25-36. Recuperado de https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/REBES/article/view/2976