Interprofissionalidade na educação em saúde: um relato de experiência no combate à dengue

  • Isadora Bianco Cardoso Centro Universitário CESMAC

Resumo

O trabalho interprofissional é essencial para fortalecer os sistemas de saúde, através do desenvolvimento de um trabalho colaborativo, melhorando suas práticas na atenção à saúde e a atuação em equipe. Estratégias educativas necessitam atitudes profissionais que visem o trabalho em equipe e práticas colaborativas para que a atividade proposta consiga atingir objetivos propostos. Com o intuito de estimular o trabalho interprofissional em todo o território nacional, o Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET-Saúde interprofissionalidade) do Ministério da Saúde visa o fomento da prática colaborativa através de grupos interprofissionais. O presente trabalho tem como objetivo relatar a experiência do trabalho interprofissional do processo de execução de uma ação de educação em saúde para combate à dengue, realizada por profissionais de uma Unidade básica de saúde e integrantes do PET-SAÚDE interprofissionalidade. As atividades seguiram etapas de planejamento, estudo, organização, divulgação, execução e avaliação e estas ocorreram entre os meses de abril e junho de 2019. O trabalho interprofissional melhorou a execução das atividades educativas que geralmente são elementos de dificuldades na realidade da atenção básica, visto que profissionais consideram que há uma responsabilização desigual sobre essas atividades, e tal problema acarreta dificuldades práticas de execução. As atividades produzidas pelo PET-SAÚDE interprofissionalidade têm contribuindo positivamente na formação acadêmica, na mudança da concepção do processo de trabalho nas unidades de saúde e na sociedade, gerando novos olhares para as necessidades de saúde dos sujeitos.

Referências

ALMEIDA, R. G. S.; TESTON, E. F.; MEDEIROS, A. A. A interface entre o PET-Saúde/Interprofissionalidade e a Política Nacional de Educação Permanente em Saúde. Saúde debate, Rio de Janeiro, v. 43, n.1, p. 97-105, 2019.

ARAÚJO, T. A. M.; VASCONCELOS, A. C. C.P.; PESSOA, T. R. R. F.; FORTE, F. D. S. Multiprofessionality and interprofessionality in a hospital residence: preceptors and residents’ view. Interface (Botucatu), Botucatu, v. 21, n.62, p.601-13, 2017.

BARR, H.; HUTCHINGS M.; MACHIN, A. HELME, M.; GRAY, R.; REEVES S. Interprofessional education guidelines. Fareham (UK): Centre for the Advancement of Interprofessional Education. England: 2016.

BARRETO, A. C. O.; REBOUÇAS, C. B. A.; AGUIAR, M. F.I. F.; BARBOSA, R. B.; ROCHA, S. R. CORDEIRO, L. M; Percepção da equipe multiprofissional da Atenção Primária sobre educação em saúde. Rev Bras Enferm, v.72, Suppl. 1, p. 278-85, 2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2016.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria nº 2.446, de 11 de novembro de 2014. Redefine a Política Nacional de Promoção da Saúde. Diário Oficial União, 2014.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância Epidemiológica. Diretrizes nacionais para prevenção e controle de epidemias de dengue. Departamento de Vigilância Epidemiológica. Brasília: Ministério da Saúde, 2009.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Política Nacional de Promoção da Saúde / Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde. 3. ed. Brasília: Ministério da Saúde, 2010.

CAMARA, A. M. C. S.; GROSSEMAN, S.; PINHO, D. L. M. Educação interprofissional no Programa Pet-Saúde: uma percepção de tutores. Interface (Botucatu), v. 19, supl. 1, p. 817-829, 2015.

FLISCH, T. M. P.; EVANGELISTA, J.G.; PIMENTA, D.N. A vivência da intersetorialidade na perspectiva de gestores: integrando saúde e educação no contexto da dengue. Rev. Bras. Pesq. Saúde, v. 19, n. 3, p. 109-117, 2017.

JESUS, S. J. A. O papel da educação em saúde frente às implicações da atenção básica: do profissional à comunidade. Revista Interfaces: Saúde, Humanas e Tecnologia, v. 3, n. 1, 2015.

MOUTINHO, C. B.; ALMEIDA, E. R.; LEITE, M. T. S.; VIEIRA, M. A.; Dificuldades, desafios e superações sobre educação em saúde na visão de enfermeiros de saúde da família. Trab. educ. saúde, vol.12, n.2, pp.253-272, 2014.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE (OMS). Redes de Profissões de Saúde Enfermagem e Obstetrícia Recursos Humanos para a Saúde. Marco para ação em educação interprofissional e prática colaborativa. Genebra: WHO, 2010.

SILVA R. M.; JORGE, M. S. B.; JUNIOR, A. G. S. Planejamento, gestão e avaliação nas práticas de saúde 1.ed. [livro eletrônico]. Fortaleza: EdUECE, 2015. 548 p.

Publicado
2021-09-06
Como Citar
Cardoso, I. B. (2021). Interprofissionalidade na educação em saúde: um relato de experiência no combate à dengue. Revista Brasileira De Educação E Saúde, 11(2), 206-211. https://doi.org/10.18378/rebes.v11i2.8339
Seção
Artigos