A dramatização como metodologia de ensino na disciplina de humanização na prática odontológica

Resumo

A dramatização é uma representação a partir de uma temática e, de forma complementar, o role playing é a situação em que o estudante assume o papel de um dos integrantes da situação clínica: profissional, paciente, familiar, acompanhante, para treinar suas habilidades. Este estudo tem o objetivo de relatar a experiência de professores e de estudantes do primeiro semestre do curso de Odontologia da Universidade Franciscana (Santa Maria-RS), no processo de construção e de desenvolvimento de uma prática de aprendizagem ativa: a dramatização por role player gravada em vídeo. O aprendizado permitiu a simulação da prática profissional concreta do dentista e com significados a todos. Foi destacado que a metodologia ativa de dramatização faz com que tanto professores quanto estudantes saiam do comodismo, e isto requer mobilizações e mudanças.  Os achados indicam que a sequência didática desenvolvida na dramatização favoreceu os processos de ensino-aprendizagem, e a reflexão final de avaliação da metodologia validou todo o processo mostrando que a construção do saber foi somativa e transformadora.

Biografia do Autor

Francielle Dutra da Silva, Universidade Franciscana, Santa Maria Rio Grande do Sul

Graduanda em Odontologia pelo Centro de Ciências da Saúde, Universidade Franciscana, Santa Maria Rio Grande do Sul

Abdel Rahim Mohamad Abdel Salam Suleiman, Universidade Franciscana, Santa Maria Rio Grande do Sul

Graduando em Odontologia pelo Centro de Ciências da Saúde, Universidade Franciscana, Santa Maria, Rio Grande do Sul

Mara Regina Caino Teixeira Marchiori, Universidade Franciscana, Santa Maria, Rio Grande do Sul

Docente do Curso de Enfermagem, Centro de Ciências da Saúde, Universidade Franciscana, Santa Maria, Rio Grande do Sul

Fernanda Real Dotto, Universidade Franciscana (UFN)

Docente do Curso de Psicologia, Centro de Ciências da Saúde,
Universidade Franciscana, Santa Maria, Rio Grande do Sul

Aline Krüger Batista, Universidade Franciscana, Santa Maria Rio Grande do Sul

Docente do Curso de Odontologia, Centro de Ciências da Saúde,
Universidade Franciscana, Santa Maria, Rio Grande do Sul

Referências

Carvalho MF. Paulo Freire e a existência da prática crítico-reflexiva no ensino superior. Diálogos e Contrapontos: estudos interdisciplinares. 2017; 1(2): 82-95. [Acesso em 27 de agosto de 2020]. Disponível em: http://www.isesjtperiodicos.com.br/index.php/dialogosecontrapontos/article/view/28

Freire P. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005, 42.ª edição.

Mitre SM, Siqueira-Batista R, Girardi-de-Mendonça JM, Morais-Pinto NM, Meirelles CAB, Pinto-Porto C, et al . Metodologias ativas de ensino-aprendizagem na formação profissional em saúde: debates atuais. Ciênc. saúde coletiva. 2008; 13(Suppl 2): 2133-2144. [Acesso em 27 de agosto de 2020]. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232008000900018

Cotta RMM, Silva LS, Lopes LL, Gomes KO, Cotta FM, Lugarinho R, et al. Construção de portfólios coletivos em currículos tradicionais: uma proposta inovadora de ensino-aprendizagem. Ciênc. saúde coletiva. 2012 ; 17(3): 787-796. [Acesso em 27 de agosto de 2020]. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/csc/v17n3/v17n3a26.pdf

Narvai PC, Mota AG, Andrade FR, Frazão P. Saúde Bucal Coletiva e pedagogia da sala de aula invertida: possibilidades e limites no ensino de graduação. Revista da ABENO. 2018; 1(1): 124-133. [Acesso em 27 de agosto de 2020]. Disponível em: https://revabeno.emnuvens.com.br/revabeno/article/view/483/378

Brasil. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. Resolução CNE/CES nº 5, de 7 de novembro de 2001. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais do curso de graduação em Nutrição. Brasília: MEC, 2001. [Acesso em 27 de agosto de 2020]. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CES05.pdf

Anastasiou LGC, Alves LP. Estratégias de Ensinagem. In: ______. (Orgs.). Processos de ensinagem na universidade: pressupostos para as estratégias de trabalho em aula. 3.ed. Joinville: Ed. Univille, 2004.

Gil AC. Didática do ensino superior. São Paulo: Atlas; 2009.

Troncon LEA. Utilização de pacientes simulados no ensino e na avaliação de habilidades clínicas. Medicina (Ribeirão Preto). 2007; 402 (2):180-91. [Acesso em 27 de agosto de 2020]. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/315

Souza MMT. A dramatização como recurso pedagógico na formação do profissional de saúde. Pró-univerSUS. 2010; 1(1): 1-10. [Acesso em 27 de agosto de 2020]. Disponível em: http://editora.universidadedevassouras.edu.br/index.php/RPU/article/view/315

Bonamigo EL, Destefani AS. A dramatização como estratégia de ensino da comunicação de más notícias ao paciente durante a graduação médica. Revista Bioética. 2010; 18(3):725 – 42. [Acesso em 27 de agosto de 2020]. Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/index.php/revista_bioetica/article/viewFile/596/602

Panerai Rb & Peña-Mohr J. Health Technology Assesment Methodologies for Developing Countries. Washington: PAHO, 1989.

Wolf S. Psicologia no consultório odontológico. São Paulo: Arte & ciência, 2002.

Conselho Federal de Odontologia. Código de ética odontológica. Resolução CFO nº 118 de 11 de maio de 2012. Rio de Janeiro, CFO, 2012. [Acesso em 27 de agosto de 2020]. Disponível em: http://cfo.org.br/website/wp-content/uploads/2018/03/codigo_etica.pdf

Freud S. Resumo das Obras Completas. Rio de Janeiro, 1984.

Joyner B, Young L. Teaching medical students using role play: twelve tips for successful role plays. Med Teach. 2006; 28(3):225-9. [Acesso em 27 de agosto de 2020]. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/16753719/

Juca NBH, Gomes AMA, Mendes LS, Gomes DM, Martins BVL, Silva CMGC, et al. A comunicação do diagnóstico “sombrio” na relação médico-paciente entre estudantes de medicina: uma experiência de dramatização na educação médica. Rev Brás Educ Med, v.3, n.1. p. 57-64, 2010. [Acesso em 27 de agosto de 2020]. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0100-55022010000100007&script=sci_abstract&tlng=pt

Publicado
2022-03-22
Como Citar
Silva, F. D. da, Suleiman, A. R. M. A. S., Marchiori, M. R. C. T., Dotto, F. R., & Batista, A. K. (2022). A dramatização como metodologia de ensino na disciplina de humanização na prática odontológica. Revista Brasileira De Educação E Saúde, 12(1), 08-12. https://doi.org/10.18378/rebes.v12i1.8637
Seção
Artigos