Educação sexual e sexualidade na escola: estratégias metodológicas para suas discussões

  • Safi Salhah Universidade Estadual de Roraima https://orcid.org/0000-0002-8111-4207
  • Iara Guilhermina Vasconcelos Universidade Estadual de Roraima
  • Alberone Ferreira Gondim Sales Universidade Estadual de Roraima
  • Pedro Lívio Menezes Dalpasquale Universidade Estadual de Roraima
  • Sanna Castro Tavares Universidade Estadual de Roraima
  • Loeste de Arruda-Barbosa Universidade Estadual de Roraima

Resumo

Este estudo tem por objetivo relatar uma experiência de estratégias de educação em saúde, abordando sexualidade, prevenção de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) e empoderamento do corpo adolescente em escolas na cidade de Boa Vista, Roraima. Utilizaram-se oficinas lúdicas e interativas, além de rodas de conversas de método transversal para abordar os temas: gravidez na adolescência; puberdade; questões de gênero; ISTs; sexualidade; estereótipos sociais; machismo; heteronormatividade e homofobia. Primeiramente, foi realizada uma oficina com intuito de divulgar conhecimentos para a prevenção de ISTs e de gravidez precoce. Notou-se que mesmo com o êxito na divulgação dos conceitos biocientíficos, a barreira sociocultural impera. Portanto, reafirma-se a necessidade de intervenções com conteúdo preventivista, porém, entende-se que são insuficientes para atingir a educação plena em saúde, a quebra dos mitos e a contribuição necessária pelos ambientes escolares no desenvolvimento sexual infantil. Na segunda oficina, o foco foi no debate de conceitos da pluralidade sexual e da identidade de gênero. Nessa, percebeu-se que apesar da existência de conhecimentos prévios quanto a sexualidade, os alunos escolares persistiam em acreditar em uma sexualidade heteronormativa e, em sua maioria, rejeitavam a existência de outras identidades de gênero. Isto é, as barreiras socioculturais novamente são mais importantes para o enfrentamento da homofobia e da transfobia que a falta de conceitos-chave sobre sexualidade. Por fim, pode-se afirmar que estas intervenções fortalecem a formação profissional dos acadêmicos de medicina, ao passo que ampliam a discussão acerca da sexualidade no ambiente escolar, sendo um passo importante para debater a educação sexual e suas metodologias.

Biografia do Autor

Safi Salhah, Universidade Estadual de Roraima

Acadêmico do curso de Medicina da UERR.

Iara Guilhermina Vasconcelos, Universidade Estadual de Roraima

Acadêmica do curso de Medicina da UERR.

Alberone Ferreira Gondim Sales, Universidade Estadual de Roraima

Acadêmico do curso de Medicina da UERR.

Pedro Lívio Menezes Dalpasquale, Universidade Estadual de Roraima

Acadêmico do curso de Medicina da UERR.

Sanna Castro Tavares, Universidade Estadual de Roraima

Acadêmica do curso de Medicina da UERR.

Loeste de Arruda-Barbosa, Universidade Estadual de Roraima

Professor Doutor Nível 1 da Universidade Estadual de Roraima (UERR).

Publicado
2022-06-13
Como Citar
Salhah, S., Guilhermina Vasconcelos, I., Ferreira Gondim Sales, A., Lívio Menezes Dalpasquale, P., Castro Tavares, S., & Arruda-Barbosa, L. de. (2022). Educação sexual e sexualidade na escola: estratégias metodológicas para suas discussões. Revista Brasileira De Educação E Saúde, 12(2), 116-121. https://doi.org/10.18378/rebes.v12i2.9242
Seção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)