DESCRIÇÃO SINTOMATOLÓGICA DE DEFICIÊNCIA NUTRICIONAL NA MAMONA DURANTE SEU DESENVOLVIMENTO INICIAL

Authors

  • Hugo Roldi Guariz
  • Marcelo Henrique Savoldi Picoli
  • Wesley Augusto Campanharo
  • Huezer Viganô Sperandio

Abstract

Apesar da importância da ricinocultura no setor agrícola, há diversos aspectos da produção que carecem de aperfeiçoamentos e de pesquisas regional. A falta desses procedimentos pode proporcionar baixo desenvolvimento vegetativo, implicando assim em sua produtividade. A determinação adequada da deficiência de um nutriente pode ser indicativo de uma intervenção nutricional no momento oportuno. Com o objetivo de avaliar a descrição sintomatológica de deficiência nutricional na mamona e a quantificação de biomassa em seu desenvolvimento inicial, conduziu-se um delineamento experimental em solução nutritiva com 13 tratamentos, sob a técnica do nutriente faltante: Completo (testemunha) e a omissão de um nutriente por vez (-N, -P, -K, -Ca, -Mg, -Mn, -Cu, -Mo, -Fe, -S, -B e -Zn). Foram avaliadas as seguintes características: comprimento do sistema radicular, altura da parte aérea, peso de matéria seca. A diagnose visual da deficiência tornou-se um método eficaz para o monitoramento do estado nutricional das plantas, pelas evidências sintomatológicas de deficiência e distúrbios no crescimento das mudas observados. Conclui-se ainda que a omissão de nitrogênio e cálcio foi responsável pela redução do crescimento em altura e de biomassa da parte aérea. Para o atributo comprimento radicular, os menores valores foram atribuídos para os tratamentos sob deficiência de molibdênio, nitrogênio e enxofre. Não houve diferença estatística entre os tratamentos para o atributo massa seca de raízes.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

23-05-2012

How to Cite

GUARIZ, H. R.; PICOLI, M. H. S.; CAMPANHARO, W. A.; SPERANDIO, H. V. DESCRIÇÃO SINTOMATOLÓGICA DE DEFICIÊNCIA NUTRICIONAL NA MAMONA DURANTE SEU DESENVOLVIMENTO INICIAL. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, [S. l.], v. 7, n. 2, p. 07–12, 2012. Disponível em: https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/RVADS/article/view/1217. Acesso em: 15 jul. 2024.

Issue

Section

ARTICLES

Most read articles by the same author(s)