Agroecological potential of family farms in São Lourenço do Sul, Rio Grande do Sul, Brazil

Keywords: Agroecology, Agrarian space, Farm sucession

Abstract

With the aim of performing a critical analysis of its agrarian characteristics with emphasis in its agroecological potential in municipal district of São Lourenço do Sul, Rio Grande do Sul, a study was performed through the application of 72 questionnaires to family farmers in six of the eight municipal districts. Most farmers presented pomeranian ancestry. Agriculture was considered familiar both due to farms’ sizes and due to family participation, especially farmers’ sons, in rural activities. Most farms were obtained through inheritance. The crop considered the most important to financial health was tobacco, although such crop occupied smaller areas than pastures, corn and soy, respectively. All farmers utilize chemical inputs in production, although all of them were open to a change to a more sustainable way of farming, specially due to health concerns. Most farmers do not have the perception that conventional farming can be prejudicial to the environment. São Lourenço do Sul can be considered as a possible resistance front to rural exodus and an important center for the development of public policies aiming the support of a more sustainable agricultural production.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Eric Weller de Almeida, Universidade Federal do Rio Grande
Discente do curso de Agroecologia da Universidade Federal do Rio Grande - FURG, Campus situado em São Lourenço do Sul/RS
Marcelo Tempel Stumpf, Universidade Federal do Rio Grande
Docente do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal do Rio Grande - FURG, atuando na Faculdade de Agroecologia e área de zootecnia de bases ecológicas
Carmem Rejane Pacheco Porto, Universidade Federal do Rio Grande
Geógrafa com doutorado em Geografia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2011). Professora do Instituto de Ciências Humanas e da Informação da Universidade Federal do Rio Grande. Área de atuação: Geografia Humana e Agrária
Ana Silvia Rolon, Universidade Federal do Rio Grande
Docente do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal do Rio Grande - FURG, lecionando nas áreas relacionadas à ecologia.
Gracieli Trentin, Universidade Federal do Rio Grande
Graduação em Geografia - Licenciatura Plena (UFSM, 2006), Mestre em Geografia (UNESP, 2008) e Doutora em Geografia (UNICAMP, 2012). Atua na área de geoprocessamento (Sistemas de Informação Geográfica, Sensoriamento Remoto e Cartografia). Docente do Instituto de Oceanografia, Universidade Federal do Rio Grande - FURG.

References

ALVES, E. R. de A.; SOUZA, G. S.; MARRA, R. Aspectos da macroeconomia agrícola do Estado de São Paulo. Revista de Política Agrícola, v.26, n.3, p.142-146, 2017.

CAMPOS, M. C. Modernização da agricultura, expansão da soja no Brasil e as transformações socioespaciais no Paraná. Revista Geografar, v.6, n.1, p.161-191, 2011.

CANUTO, J. C. Mitos sobre agroecologia. Cadernos de Agroecologia, v. 6, n. 2, 2011.

CAPORAL, F. R.; COSTABEBER, J. A. Agroecologia: enfoque científico e estratégico. Agroecologia e desenvolvimento rural sustentável, v.3, n.2, p.13-16, 2002.

CARNEIRO, M. J. Juventude Rural: projetos e valores. In: ABRAMO, H. W; BRANCO, P. P. M. (eds) Retratos da Juventude Brasileira: análises de uma pesquisa nacional. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, p.243-261, 2008.

COSTA, C.; FROEHLICH, J. M.; CARPES, R. H. Masculinização rural por faixa etária: apontamentos para o RS. Revista Congrega URCAMP, v.1, p.1-12, 2009.

EHLERS, E. Agricultura Sustentável: origens e perspectivas de um novo paradigma. 2a . ed. Guaiba - RS: Agropecuária, 1999. 157p.

FINATTO, R. A.; SALAMONI, G. Agricultura familiar e agroecologia: perfil da produção de base agroecológica do município de Pelotas/RS. Sociedade & Natureza, v. 20, n. 2, p.199-217, 2008. 10.1590/S1982-45132008000200012.

FROEHLICH, J. M.; RAUBER, C. C.; CASPER, R. W.; TOEBE, M. Êxodo seletivo, masculinização e envelhecimento da população rural na região central do RS. Ciência Rural, v.41, n.9, p.1674-1680, 2011. 10.1590/S0103-84782011005000124.

GASSON, R. Goals and values of farmers. Journal of agricultural economics, v. 24, n.3, p.521-542, 1973. 10.1111/j.1477-9552.1973.tb00952.x.

GUILHOTO, J. J. M.; SILVEIRA, F. G.; ICHIHARA, S. M.; AZZONI, C. R. A importância do agronegócio familiar no Brasil. Revista Economia e Sociologia Rural, v.44, n.3, 2006. 10.590/S0103-20032006000300002.

IBGE - INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo Demográfico 2010. Rio de Janeiro: IBGE, 2010.

IBGE - INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo Agropecuário 2017. Rio de Janeiro: IBGE, 2017.

KREMEN, C.; ILES, A.; BACON, C. Diversified farming systems: an agroecological, systems-based alternative to modern industrial agriculture. Ecology and Society v.17, n.4, 2012. 10.5751/ES-05103-170444

LEHUGER, S.; GABRIELLE, B.; GAGNAIRE, N. Environmental impact of the substitution of imported soybean meal with locally-produced rapeseed meal in dairy cow feed. Journal of Cleaner Production, v.17, n. 6, p.616-624, 2009. 10.1016/j. jclepro.2008.10.005

LIMA, M. I. F. Paisagem, terroir e sistemas agrários: um estudo em São Lourenço do Sul. 2006. 153f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Rural) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2006.

LUDTKE, G. Agricultura familiar em São Lourenço do Sul – Reflexão sobre a inadimplência e soluções. 2007. 34f. Trabalho de conclusão de curso (MBA executivo em Negócios Financeiros) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2007.

MALUF, R. S. Mercados agroalimentares e agricultura familiar no Brasil: agregação de valor, cadeias integradas e circuitos regionais. Revista Ensaios FEE, v.25, n.1, p. 299-322, 2004.

MOURA, F. N.; FERRARI, E. A. Juventudes e agroecologia: a construção da permanência no campo na zona da mata mineira. Rio de Janeiro; Viçosa: ANA; CTA-ZM, 2016. 65p.

PACHECO, M. E. L. Os caminhos das mudanças na construção da agroecologia pelas mulheres. Agriculturas, v.6, n.4, p. 4-8. 2009.

PESAVENTO, S. J. História do Rio Grande do Sul. 1.ed. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1977. 142p.

PIGNATI, W. A.; LIMA, F. A. N. S.; LARA, S. S.; CORREA, M. L. M.; BARBOSA, J. R.; LEÃO, L. H. C.; PIGNATTI, M. G. Distribuição espacial do uso de agrotóxicos no Brasil: uma ferramenta para a Vigilância em Saúde. Ciência & Saúde Coletiva, v.22, n.10, p.3281-3293, 2017. 10.1590/1413-812320172210.17742017.

PLOEG, J. D. Camponeses e impérios alimentares: lutas por autonomia e sustentabilidade na era da globalização. 1.ed. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2008. 376p.

PLOEG, J. D. Camponeses e a arte da agricultura: um manifesto Chayanoviano.1.ed. São Paulo; Porto Alegre: Editora Unesp; Editora UFRGS, 2016.

PORTO, V. H. da F. Agricultura familiar na Zona Sul do Rio Grande do Sul: Caracterização sócio-econômica. 1.ed. Pelotas: Embrapa Clima Temperado. 2002. 92p.

SILVA, P.; van der WERF, H. M. G.; SPIES, A.; SOARES, S. R. Variability in environmental impacts of Brazilian soybean according to crop production and transport scenarios. Journal of Environmental Management, n.91, pp.1831-1839, 2010. 10.1016/j.jenvman.2010.04.001.

SMITH, R. R.; MOREIRA L. V. H.; LATRILLE, L. L. Characterization of dairy productive systems in the Tenth Region of Chile using multivariate analysis. Agricultura Técnica, v.62, n.3, p.375–395, 2002.

TROIAN, A.; DAL SOGLIO, F. K. Jovens rurais entre a diversificação e o monocultivo: o caso de produtores de tabaco de Arroio do Tigre/RS. Cadernos de Agroecologia, v.8, p.1-5, 2013.

TROIAN, A. Percepções e projetos de jovens rurais produtores de tabaco de Arroio do Tigre/RS. 292f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento rural) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2014.

WANDERLEY, M. N. B. Juventude Rural: vida no campo e projeto para o futuro. 1.ed. Recife: Editora da UFPE, 2013. 270p.

Published
2019-10-01
How to Cite
DE ALMEIDA, E. W.; STUMPF, M. T.; PORTO, C. R. P.; ROLON, A. S.; TRENTIN, G. Agroecological potential of family farms in São Lourenço do Sul, Rio Grande do Sul, Brazil. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, v. 14, n. 4, p. 546 - 553, 1 Oct. 2019.
Section
INTERDISCIPLINARY