Agroecological transition in a cooperative of family farmers in Itapuranga, Goiás, Brazil

Authors

DOI:

https://doi.org/10.18378/rvads.v15i3.7773

Keywords:

Sustainable farming systems, Cooperativism, Agroecological processes

Abstract

This study aimed to describe the advances, benefits, and difficulties of the agroecological transition of the fruit and vegetable production system in a cooperative of family farmers in Itapuranga, Goias, Brazil, as well as the costs of implementing conventional and agroecological cultivation and the profitability obtained. with agroecological practice. To carry out this research, we used the outline of a described approach that can be classified as exploratory qualitative research that used the case study to carry out the field research. As a data collection instrument, structured questionnaires and unstructured interviews were used. According to the results, the satisfaction of those who work with agroecological practices, those who invested in labor, as well as in technical assistance, is noticeable. Farmers who owned more than 15 hectares of land, agree that their revenues have increased even though they have difficulties to continue the projects due to the lack of technical support after its completion. During execution, technical assistance was identified as a problem due to the high turnover of personnel. Finally, the success of farmers who transitioned from the conventional production system vis-à-vis agroecological resulted, mainly, in greater economic gains, partly from the receipt of inputs and technical assistance from the cooperative. Producers who had more financial resources, qualified labor, social and environmental awareness were those who achieved greater added value to the final product.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Fernanda Pereira Silva, Centro Universitário Alves Faria (UNIALFA)

Graduada em Administração de Empresas (PUC-GO) e Mestre em Desenvolvimento Regional (UNIALFA)

Guilherme Resende Oliveira, Centro Universitário Alves Faria (UNIALFA)

Docente - Pós-Graduação Stricto Senso em Desenvolvimento Regional & Graduação em EconomiaCentro Universitário Alves Faria (UNIALFA).

Cleyzer Adrian Cunha, Universidade Federal de Goiás

Doutor em Economia Aplicada e Economista, Corecon-Goiás: 2228D

FACE/UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS 

Alcido Elenor Wander, Centro Universitário Alves Faria (UNIALFA)

Docente - Pós-Graduação Stricto Senso - Administração & Desenvolvimento Regional
Centro Universitário Alves Faria (UNIALFA)

References

ABREU, B. S.; BARACUHY NETO, G. M.; ARAÚJO, P. S.; BEZERRA, P. T. C.; FERNANDES NETO, S. Cooperativismo como alternativa para o desenvolvimento regional - o exemplo da COAPECAL. Revista de Geografia, v. 25, n.3, p. 72-84, 2008.

ALTIERI, M. A. Agroecologia: as bases científicas da agricultura alternativa. 2. ed. Rio de Janeiro: PTA- FASE, 1989. 240 p.

BOLFE, L. E. (Coord.). Visão 2030: O futuro da agricultura brasileira. Brasília, DF: Embrapa, 2018.

COSTABEBER, J. Acción Colectiva y Procesos de Transición Agroecológica en Rio Grande do Sul, Brasil. Tesis doctoral, Universidad de Córdoba - Espanha, 1998.

CAUME, D. J. C. A agricultura familiar no estado de Goiás. 2ª ed. Goiânia: Ed. da UFG, 2005.

FAO/INCRA- Organização das nações Unidas para a Agricultura/INCRA- Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária. Diretrizes de Política Agrária e Desenvolvimento Sustentável. Brasília, Versão resumida do Relatório Final do Projeto UTF/BRA/036, março, 1994.

FAO/INCRA. Projeto de cooperação técnica INCRA/FAO. Novo retrato da agricultura familiar. O Brasil redescoberto. Brasília, 2000.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo agropecuário 2006. Disponível em: <https://sidra.ibge.gov.br/pesquisa/censo-agropecuario/censo-agropecuario-2006/segunda-apuracao>. Acesso em: 16 set. 2017.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo 2010 Goiás. Código do município. Disponível em: <https://censo2010.ibge.gov.br/sinopse/index.php?uf=52>. Acesso em: 16 set. 2017.

KNOREK. R. Agronegócio: um projeto como forma de alavancagem para o desenvolvimento da economia local-regional voltado para a agricultura familiar da 26ª SDR. Revista Cadernos de Economia, v. 15, n. 28, p. 49-58, 2011. 10.46699/rce.v15i28.1186.

MARIN, J. O. B. Agricultores familiares e os desafios da transição agroecológica. Revista UFG, v. 11, n. 7, p.38-45, 2009.

MARIN, J. O. B; MATOS, G. R. Agricultores familiares e sistemas de produção de frutas em Itapuranga, Goiás. Pesquisa Agropecuária Tropical, v.39, n. 3, p. 197-206, 2009.

MATOS, P. F.; PESSOA, V. L. S. A modernização da agricultura no Brasil e os novos usos do território. Geo Uerj, v. 2, n. 22, p. 290-322, 2011. 10.12957/geouerj.2011.2456.

MELETTI, L.M.M. Avanços na cultura do maracujá no Brasil. Revista Brasileira de Fruticultura. v.33, n. Especial, p. 83-91, 2011. 10.1590/S0100-29452011000500012.

NUNES DA SILVA, J.; MATTOS, J. S.; DINIZ, P. C. O.; VASCONCELOS, G. O. S. Transição agroecológica em assentamentos rurais: o processo inicial no assentamento Chico Mendes III/PE-Brasil. Revista Brasileira de Agroecologia, v. 4. n. 2, p. 3022-3025, 2009.

OLIVEIRA, D.; GRISA, C.; NIEDERLE, P. Inovações e novidades na construção de mercados para a agricultura familiar: os casos da Rede Ecovida de Agroecologia e da RedeCoop. Redes (St. Cruz Sul, Online), v. 25, n. 1, p. 135-163, 2020. 10.17058/redes.v25i1.14248.

PAULUS, G.; SCHLINDWEIN, S. L. Agricultura sustentável ou (re)construção do significado de agricultura? Agroecologia e desenvolvimento rural sustentável, v.2, n.3, p. 44-52, 2001.

PENTEADO, S. R. Implantação do cultivo orgânico: planejamento e plantio. [s.l.]: Do Autor, 2007.

RIBEIRO, D. D. FREITAS, L. F. de. Agroecologia: realidades e possibilidades produtivas. In: agroecologia práticas e saberes. organizador: Marcelo Rodrigues Mendonça. 2a ed. – Catalão: Modelo, 2012.

SCHNEIDER, S. Teoria Social, agricultura familiar e pluriatividade. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 18, n. 51, p. 99-123, 2003. 10.1590/S0102-69092003000100008.

SCHNEIDER, S. Agricultura familiar e desenvolvimento rural endógeno: elementos teóricos e um estudo de caso. In: Froehlich, J.M.; Vivien Diesel. (Org.). Desenvolvimento Rural - Tendências e debates contemporâneos. Ijuí: Unijuí, 2006.

VIEIRA, F. R. Valoração econômica de quintais rurais – o caso dos agricultores associados à COOPERAFI (Cooperativa de Agricultura Familiar de Itapuranga-Go). 2009. 118 f. Dissertação (Mestrado)- Universidade Federal de Goiás- UFG, Goiânia, 2009.

Transição agroecológica em cooperativa de agricultores familiares de Itapuranga, Goiás

Published

01-07-2020

How to Cite

SILVA, F. P.; OLIVEIRA, G. R.; CUNHA, C. A.; WANDER, A. E. Agroecological transition in a cooperative of family farmers in Itapuranga, Goiás, Brazil. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, [S. l.], v. 15, n. 3, p. 309–318, 2020. DOI: 10.18378/rvads.v15i3.7773. Disponível em: https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/RVADS/article/view/7773. Acesso em: 25 may. 2024.

Issue

Section

INTERDISCIPLINARY

Most read articles by the same author(s)