Extrato da Pimenta ‘Biquinho’ como revestimento comestível na conservação de goiabas

Emanuelly Rodrigues Dantas, Alfredina dos Santos Araújo, Everton Vieira Da Silva, Yaroslávia Ferreira Paiva, Joeliton Alves Calado, Rafael Rocha de Lima

Resumo


Pertencente à espécie Capsicum chinense, a pimenta ‘Biquinho’ se diferencia das demais devido a características como formato, cor e ausência de pungência. Atualmente o seu uso é limitado basicamente na ornamentação de pratos, sendo deixado de lado os inúmeros benefícios existentes. O trabalho teve como objetivo elaborar um revestimento comestível com diferentes concentrações de extrato da pimenta ‘Biquinho’ para auxiliar na conservação de goiabas. Os extratos foram obtidos seguindo o método de extração alcoólica, incorporados no revestimento comestível elaborado, os mesmos foram aplicados por imersão nas furtas para proceder as análises.Os frutos em que houve a aplicação do revestimento, apresentaram grande eficiência em sua conservação, principalmente sob ação de bolores e leveduras. Os resultados físico-químicos das goiabas foram satisfatórios, principalmente quanto aos teores de vitamina C, cuja aplicação do revestimento reduziu a degradação deste componente durante o período de análise. A comprovação efetiva da ação antifúngica do revestimento elaborado foi alcançada, assim como esperada em estudo prévios, podendo ser aplicada em goiabas e tendo retardamento no processo de senescência.

Palavras-chave


Capsicum chinense; Extrato alcoólico; Conservação de goiabas.

Texto completo:

HTML PDF

Referências


ASSOCIATION OF OFFICIAL ANALYTICAL CHEMISTS – AOAC. Official Methods of Analysis. 19a edition. U.S.A, 2012. 3000p.

AZZOLINI, M.; JACOMINO, A. P.; BRON, I. U. Índices para avaliar qualidade pós-colheita de goiabas em diferentes estádios de maturação. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v.39, n.2, 2004.139-145p.

BOROWSKI, V.; GOMES, R. Avaliação da atividade antibiofilme de Capsicum baccatum var. pendulum (Solanaceae).2015. 98f. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Federal Do Rio Grande Do Sul, Porto Alegre. 2015.

BRASIL, Resolução RDC. nº 12, de 02 de janeiro de 2001. Dispõe sobre os princípios gerais para o estabelecimento de critérios e padrões microbiológicos para alimentos. Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Disponível em:< http://www. vigilanciasanitaria. gov. br/anvisa. html>. Acessado em: 23 de janeiro de 2017.

CHITARRA, M. I. F.; CHITARRA, A. B. Pós-colheita de frutas e hortaliças: fisiologia e manuseio. Lavras: Editora da UFLA. Pesquisa Agropecuária Tropical. 2005. 94p.

COSTA, L. M.; DE MOURA, N. F.; MARANGONI, C.; SCHNEIDER, N. F. Z. Antimicrobial activity of the genus Capsicum. Higiene Alimentar. n. 174/175, 2009. 140-145p.

DANTAS, E. R.; ARAÚJO, A. S. Avaliação das propriedades físico-químicas e microbiológicas de pimenta biquinho e sua aplicação em formulações alimentícias. In: XII Congresso de Iniciação Cientifica da Universidade Federal de Campina Grande. Campina Grande, 2015.

EMBRAPA HORTALIÇAS. Perspectivas e potencialidade do mercado para pimentas. Disponível em: < www.emater.go.gov.br/intra/wp-content/uploads/downloads/2011/07/Potencialidade-deMercado-Pimenta.pdf>. Acessado em: 25 de janeiro de /2017.

FONSECA, S. F.; RODRIGUES, R. S. Utilização de embalagens comestíveis na indústria de alimentos. Pelotas, RS. Universidade Federal de Pelotas, 2009. 34 p.

GARCIA, R. Á.; JULIATTI, F. C.; BARBOSA, K. A. G., CASSEMIRO, T. A. Atividade antifúngica de óleo e extratos vegetais sobre Sclerotinia sclerotiorum= Antifungal activity of vegetable oils and extracts against Sclerotinia sclerotiorum. Bioscience Journal, v.28, n.1, 2012.

GONGATTI NETTO, A.; GARCIA A. E.; ARDITO, E.F.G. et al. Goiabas para exportação: procedimentos de colheita e pós-colheita. Brasília: EMBRAPA, SPI. 1996. 35p.

GRAVINA, O., HENZ, G. P., CARVALHO, S. I. C. Conservação pós-colheita de pimentas da espécie Capsicum chinense com filme de PVC em duas temperaturas. Disponível em: . Acessado em 23 de janeiro de 2017.

INSTITUTO ADOLFO LUTZ. Métodos físico-químicos para análise de alimentos. 4 ed, São Paulo: Instituto Adolfo Lutz, p. 1020, 2008.

KAPPEL V. D. Avaliação das propriedades antioxidantes e antimicrobiana de Extrato de Capsicum baccatum L. var. pendulum. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas: Bioquímica) - Universidade federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre. 2007.

LUVIELMO, M. M.; LAMAS, S. V.; Revestimentos comestíveis em frutas. Estudos Tecnológicos em Engenharia. Pelotas. v.8, n.1, 2012. 8-15p.

MANICA, I.; ICUMA, I. M.; JUNQUEIRA, N. T. V.; SALVADOR, J. O.; MOREIRA, A.; MALAVOLTA, E. Fruticultura Tropical-Goiaba. Porto Alegre: Cinco Continentes, 2000. 373p.

OLIVEIRA, A. M. C. Caracterização química, Avaliação da atividade antioxidante in vitro e atividade antifúngica de pimentas do gênero Capsicum spp. 2011. 182f. Tese (Doutorado em Ciência dos Alimentos Área de Brotamento) - Faculdade de Ciências Farmacêuticas, São Paulo. 2011.

PEREIRA, T.; CARLOS, L. D. A.; OLIVEIRA, J. D.; MONTEIRO, A. R. Influência das condições de armazenamento nas características físicas e químicas de goiaba (Psidium guajava), cv. Cortibel de polpa branca. Ceres, v.53, n.306, 2006.276-287p.

PINTO, C. M. F.; PINTO, C. L. de O.; DONZELES, S. M. L. Pimenta Capsicum: propriedades químicas, nutricionais, farmacológicas e medicinais e seu potencial para o agronegócio. Revista Brasileira de Agropecuária Sustentável, v.3, n.2, 2013.

RIBEIRO, V. G.; ASSIS, J. D.; SILVA, F. F.; SIQUEIRA, P. P. X.; VILARONGA, C. P. P. Armazenamento de goiabas ‘Paluma’sob refrigeração e em condição ambiente, com e sem tratamento com cera de carnaúba. Revista Brasileira de Fruticultura, v.27, n.2, 2005. 203-206p.

RODRIGUES, M. do S. A. Biofilme a base de extrato de própolis vermelha e seu efeito na conservação pós-colheita de tomate tipo italiano. Dissertações. Programa de Pós-Graduação em Sistemas Agroindustriais (24-Mestrado Profissional).2016.

SILVA, E. V.; DEODATO, J. N. V; MELO, M. A. R.; SILVA, E. E. V.; SOUZA, A. G.; SOUZA, A. L.; ARAUJO, A. S. Quantificação de teores de pigmentos alimentares existentes em farelos do mesocarpo e da amêndoa do fruto do marizeiro. In: 53º Congresso Brasileiro de Química, Rio de Janeiro. 53º Congresso Brasileiro de Química, 2013.

SILVA, F. A. S.; AZEVEDO, C. A. V. The Assistat Software Version 7.7 and its use in the analysis of experimental data. Afr. J. Agric. Res, v.11, n.39, p.3733-3740, 2016.

SILVA, J. L.; TEIXEIRA, R. N. V.; SANTOS, D. I. P.; PESSOA, J. O. Atividade antifúngica de extratos vegetais sobre o crescimento in vitro de fitopatógenos. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, v.7, n.1, p.80-86, 2012.

SIMÕES, M. O. E. A. Farmacognosia: da planta ao medicamento. 6. ed. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2010. 1102p.

WITT, D.; BOSLAND, P. W. The complete chilli pepper book-A gardener´s guide to choosing, growing, preserving and cooking. London: Timber Press. 2009. 336p.




DOI: http://dx.doi.org/10.18378/rvads.v12i4.4931

Direitos autorais 2017 Emanuelly Rodrigues Dantas et al.

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.