Ethnoknowledge about stingless bees (Anthophila, Apidae: Meliponini) by community residents in Cabeceiras do Piauí, Piauí, Brazil

Keywords: Ethnobiology, Ethnoentomology, Traditional communities, Traditional knowledge, Meliponines.

Abstract

The accuracy of obtaining knowledge of the diversity of native bees in a given location and their interrelationships with the ecosystem are numerous, after all, besides being the biggest pollinators and responsible for the development of existing plants in the environment, they are also stand out for their economic and socio-cultural value. The objective was to record the ethnoknowledge about stingless bees by the residents of the José Gomes community, in the municipality of Cabeceiras do Piauí, Piauí. The data were collected through semi-structured interviews applied to 43 local actors, 39 men and four women. The meliponines were captured through entomological net and containers, and sent for identification. 124 specimens were collected, distributed in six genera and 13 species of stingless bees. Of the sampled species, the most abundant were Scaptotrigona sp. (n = 25), Trigona sp. (n = 17), Tetragona sp. (n = 14), Trigona spinipes (n = 13) and Partamona ailyae (n = 10). The Shannon-Wiener index (H ') was used to estimate the diversity of stingless bees, which was H ’= 1.02. It was found that the residents perceive and recognize the diversity of meliponines existing in the studied area, however it is necessary to establish greater disclosure about the importance of the role of these insects for the conservation of the ecosystem, improved through an intensified environmental education, mainly regarding the conservation of stingless bees and melitophilous plants.

Downloads

Download data is not yet available.

References

AGUIAR, R. B.; GOMES, J. R. C. Projeto cadastro de fontes de abastecimento por água subterrânea, estado do Piauí: diagnóstico do município de Cabeceiras do Piauí. Fortaleza: CPRM - Serviço Geológico do Brasil, 2004, 15p.

ALVES, R. M. O.; SODRÉ, G. S.; SOUZA, B. A.; CARVALHO, A. L. L.; FONSECA, A. A. O. Desumidificação: uma alternativa para a conservação do mel de abelhas sem ferrão. Mensagem Doce, v.91, p.2-8, 2007.

ANDRADE JÚNIOR, A. S.; BASTOS, E. A, BARROS, A. H. C, SILVA, C. O, GOMES, A. A. N. Classificação climática do estado do Piauí. Teresina: Embrapa Meio-Norte, 2004, 86p.

BATISTA, M. L. P.; SILVA, P. R. R.; COSTA NETO, E. M.; BARROS, R. F. M. Etnoconhecimento sobre a ocorrência de abelhas sem ferrão (Anthophila, Apidae: Meliponini), na comunidade José Gomes, Cabeceiras do Piauí/PI, Nordeste do Brasil. Educação Ambiental em Ação, n.68, p.1-6, 2019.

BATISTA, W. F. M.; SANTOS, K. P. P.; FIGUEREDO, L. S.; BARROS, R. F. M. Sociedade e Cultura: o caso da comunidade Novo Nilo. Espacios, v.37, n.2, p.20, 2016.

BEGOSSI, A.; LOPES, P. F.; OLIVEIRA, L. E. C.; NAKANO, H. Ecologia de pescadores artesanais da Baía de Ilha Grande. Canadá. Rio de Janeiro, 2010, 298p.

BERNARD, H. R. Research methods in anthropology: qualitative and quantitative approcaches.6th edc. USA: SAGE Publication, 2017, 728p.

BOTREL, R. T.; BRITO, D. R. S.; SOUSA, W. C.; SOUZA, A. M.; HOLANDA, A. C. Fenologia de uma espécie arbórea em ecótono Caatinga / Cerrado no sul do Piauí. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, v.10, n.3, p.7, 2015. 10.18378/rvads.v10i3.3587.

CORTOPASSI-LAURINO, NOGUEIRA NETO, M. Abelhas sem ferrão do Brasil. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2016. 124p.

COSTA NETO, E. M. Etnoentomologia no povoado de Pedra Branca, município de Santa Terezinha, Bahia: um estudo de caso das interações seres humanos/insetos. 2003. 203f.Tese (Doutorado em Ecologia e Recursos Naturais). São Carlos: Universidade Federal de São Carlos. 2003.

COSTA NETO, E. M.; PACHECO, J. M. A construção do domínio etnozoológico “inseto” pelos moradores do povoado de Pedra Branca, Santa Terezinha, Estado da Bahia. Acta Scientiarum. Biological Science, v.26, n.1, p.81-90, 2004. 10.4025/actascibiolsci.v26i1.1662.

COSTA NETO, E. M.; PACHECO, J. M. Utilização medicinal de insetos no povoado de Pedra Branca, Santa Terezinha, Bahia, Brasil. Biotemas, v.18, n.1, p.113-133, 2005. 10.5007/%25x.

GIANNINI, I. V. O conhecimento indígena da natureza. In: SILVA, A. L.: GRUPIONI, L D. B. (eds). A temática indígena na escola. Brasília: MEC/MARI/UNESCO, 1995. cap. 8, p.206-207.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo demográfico. Rio de Janeiro: IBGE, 2010.

KERR, W. E.; CARVALHO, G. A.; SILVA, A. C.; ASSIS, M. G. P. Aspectos pouco mencionados sobre a biodiversidade da Amazônia. Parcerias Estratégicas, v.6, n.12, p. 20-41, 2001.

KREBS, J. K. Ecology: the experimental analysis of distribution and abundance. 2. ed. New York: Harper & Row, 1978, 678p.

KRUG, C.; ALVES DOS SANTOS, I. O Uso de Diferentes métodos para amostragem da fauna de abelhas (Hymenoptera: Apoidea), um estudo em Floresta Ombrófila Mista em Santa Catarina. Neotropical Entomology, v.37, n.3, p.265-278, 2008. 10.1590/S1519-566X2008000300005.

LÉVIS-STRAUSS, C. O Pensamento selvagem. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1970. 331p.

MOURE, J. S.; URBAN, D.; MELO, G. A. R. Catalogue of bees (Hymenoptera, Apoidea) in the Neotropical Region - online version. 2013. Disponivel em: <http://www.moure.cria.org.br/catalogue> Acesso em: 08/Mar/2020.

NASCIMENTO, G. S.; SANTOS, K. P. P.; FONTENELE, W. M.; BARROS, R. F. M.; SOUSA, D. C.; LIMA, R. A.; SILVA, P. R. R. Atração de machos de abelhas da Tribo Euglossini (Hymenoptera, Apoidea) por compostos aromáticos sintéticos no Parque Nacional de Sete Cidades, Piauí, Brasil. Revista Espacios, v.37, n.5, p.9, 2016.

OLIVEIRA, A. D.; MARANDINO, M. A biodiversidade no saber sábio: Investigando concepções de biodiversidade na literatura e entre pesquisadores. Revista de Educação, Ciências e Matemática, v.1, n.1, p.51-66, 2011.

OLIVEIRA, B. G. A. Avaliação da diversidade de abelhas silvestres Euglossini (Hymenoptera, Apoidea) na região do Delta do Parnaíba, Brasil e a percepção da importância das abelhas pela população local. 2011. 86f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente) Universidade Federal do Piauí. Teresina/PI. 2011.

OLIVEIRA, E. R; MENINI NETO, L. Levantamento etnobotânico de plantas medicinais utilizadas pelos moradores do povoado de Manejo, Lima Duarte – MG. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, v.14, n. 2, p.311-320, 2012. 10.1590/S1516-05722012000200010.

PALAZUELOS BALLIVIAN, J. M. P. Abelhas nativas sem ferrão - Mỹg. São Leopoldo, Oikos, 2008. 128p.

PEDRO, S. R. M. The Stingless Bee Fauna In Brazil (Hymenoptera: Apidae). Sociobiology, v.61, n.4, p. 348-354, 2014. 10.13102/sociobiology.v61i4.348-354.

REYES-GONZÁLEZ, A.; CAMOU-GUERRERO, A.; REYES-SALAS, O.; ARGUETA, A.; CASAS, A. Diversity, local knowledge and use of stingless bees (Apidae: Meliponini) in the municipality of Nocupétaro, Michoacan, Mexico. Journal of Ethnobiology and Ethnomedicine, v.10, n.1, p.1-12, 2014. 10.1186/1746-4269-10-47.

SAKAGAMI, S. F, LAROCA, S, MOURE, J. S. Wild bee biocenotics in São José dos Pinhais (PR), South Brazil - preliminary report. Journal of the Faculty of Hokkaido University, Series VI, Zoology, v.16, p.252–291, 1967.

SILVA, C. I.; ALEIXO, K. P.; NUNES-SILVA, B.; FREITAS, B. M.; IMPERATRIZ-FONSECA, V. L. Guia ilustrado de abelhas polinizadoras no Brasil. 1. ed. São Paulo, 2014. 134p.

SILVA, A. J.; MONTEIRO, M. S. L.; BARBOSA, E. L. Agricultura familiar: perspectivas de um debate que não esgota. Campo - Território. Revista de Geografia Agrária, v.11, n.24, p.70-98, 2016. 10.14393/RCT112404.

SILVEIRA, F. A.; MELO, G. A.; ALMEIDA, E. A. B. Abelhas brasileiras: sistemática e identificação. 1ª Ed. MMA e Fund. Araucária, Belo Horizonte, MG. 2002. 253p.

SOUSA, A. K. P.; HERNÁNDEZ, M. I. M.; MARTINS, C. F. Riqueza, abundância e diversidade de Euglossina (Hymenoptera, Apidae) em três áreas da Reserva Biológica Guaribas, Paraíba, Brasil. Revista Brasileira de Zoologia, v.22, n.2, p.320-325, 2005. 10.1590/S0101-81752005000200004.

SOUSA, M. P.; COUTINHO, J. M. C. P.; SILVA, L. S.; AMORIM, F. S.; ALVES, A. R. Composição e estrutura da vegetação de caatinga no sul do Piauí, Brasil. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, v.12, n.2, p.210-217, 2017. 10.18378/rvads.v12i2.4588.

TORQUATO, T. G. M.; ARAUJO, J. L. L.; BARROS, R. F. M. Espécies Vegetais Melitófilas da Área Olho d'Água dos Pretos, Esperantina, Piauí, Brasil. In: Antonio Alberto Jorge Farias Castro; Jaíra Maria Alcobaça Gomes; Roseli Farias Melo de Barros. (eds.). Biodiversidade e Desenvolvimento do Trópico Ecotonal do Nordeste. 1ed.Teresina: EDUFPI, 2009, v. 4, p. 79-98.

Published
2020-06-14
Section
Ethno-knowledge