EFEITO DA SALINIDADE NA GERMINAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE PLANTAS DE MELOEIRO

Authors

  • Romenique da Silva de Freitas UFERSA
  • Joaquim Amaro Filho UFERSA
  • Edmondson Reginaldo Moura Filho UFERSA

Abstract

O presente trabalho teve por objetivo avaliar a germinação e o desenvolvimento de plantas de meloeiro submetidas a diferentes níveis de salinidade da água de irrigação. O ensaio foi conduzido em casa de vegetação do Departamento de Ciências Animais, Setor de Zootecnia, da Universidade Federal Rural do Semi-Árido – UFERSA. Localizada no município de Mossoró, Rio Grande do Norte. O delineamento estatístico adotado foi o inteiramente casualizado, com 5 repetições para cada tratamento, sendo os tratamentos 4 águas com diferentes salinidades: 0, 1, 3 e 5 ppm do sal NaCl (Cloreto de Sódio). As variáveis analisadas foram: Índice de velocidade de germinação (IVG), porcentagem de germinação, altura de plantas, comprimento de raízes, peso seco e peso fresco das plantas. As salinidades 0, 1 e 3 ppm, comportaram-se de forma semelhante para as variáveis analisadas. O aumento no nível de salinidade, para 5 ppm afetou de forma significativa o desenvolvimento das plantas, reduzindo a porcentagem de germinação, IVG, comprimento de raiz, altura de planta, peso fresco e peso seco, levando as plantas a morte antes dos 21 dias.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

07-08-2006

How to Cite

FREITAS, R. da S. de; AMARO FILHO, J.; MOURA FILHO, E. R. EFEITO DA SALINIDADE NA GERMINAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE PLANTAS DE MELOEIRO. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, [S. l.], v. 1, n. 2, p. 113–121, 2006. Disponível em: https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/RVADS/article/view/21. Acesso em: 17 jun. 2024.

Issue

Section

ARTICLES

Most read articles by the same author(s)