Avaliação Pós-Colheita do Melão Amarelo submetido a Ensaios de Compressão

Authors

  • Marcello Henrique C. Souza Universidade Federal do Vale do São Francisco
  • Max Venicius Teixeira da Silva
  • Osvaldo Campello Melo
  • Fabiano Luiz de Oliveira
  • Acácio Figueredo Neto

Abstract

Atualmente os danos por compressão são um dos principais causadores de perda de qualidade do fruto para comercialização, tanto em atacado quanto no varejo, sendo considerada uma preocupação em relação á pós-colheita de frutas e hortaliças. O trabalho teve como objetivo avaliar as alterações físicas e químicas da qualidade pós-colheita de frutos de melão amarelo quando submetidos a compressão em diferentes estádios de maturação para avaliação da resistência física. Para isto foram utilizados frutos de pomares comerciais de Juazeiro – BA. Onde foram acompanhados os períodos da antese para a colheita dos frutos. No experimento foi avaliado a compressão através de gráficos de Força Deformação e posteriormente avaliou-se características como perda de massa fresca (%), sólidos solúveis (°brix) e cor. De acordo com os dados obtidos no experimento verificou-se a alta resistência e firmeza do melão amarelo nos seus estádios de maturação (verde, de vez e maduro). Ainda nesse experimento é possível verificar um aumento da cor (tendendo para o amarelo) e dos sólidos solúveis desde um fruto verde até um fruto com características de maduro e pronto para a comercialização. Pelos resultados obtidos no experimento pode-se concluir que os frutos mantiveram suas características físicas e químicas sem grandes alterações significativas, com alta resistência pós-colheita.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

07-01-2014

How to Cite

SOUZA, M. H. C.; SILVA, M. V. T. da; MELO, O. C.; OLIVEIRA, F. L. de; FIGUEREDO NETO, A. Avaliação Pós-Colheita do Melão Amarelo submetido a Ensaios de Compressão. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, [S. l.], v. 9, n. 4, p. 189–194, 2014. Disponível em: https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/RVADS/article/view/3121. Acesso em: 17 jun. 2024.

Issue

Section

ARTICLES

Most read articles by the same author(s)