Crescimento e componentes de produção do algodoeiro colorido submetido ao estresse salino e adubação potássica

  • Jéssica Dayanne Capitulino UFCG
  • André Alisson Rodrigues da Silva
  • Geovani Soares de Lima
  • Maria Sallydelândia Sobral de Farias
  • Héraclito Marques do Nascimento
  • Lauriane Almeida dos Anjos Soares

Abstract

Objetivou-se avaliar o crescimento e os componentes de produção do algodoeiro colorido cv. BRS Topázio, em função da irrigação com águas de diferentes níveis de salinidades e doses de potássio. O experimento foi conduzido em casa de vegetação, utilizando-se um Neossolo Regolítico Eutrófico de textura franco-arenosa não salina no município de Campina Grande, Paraíba. Adotou-se o delineamento de blocos casualizados esquema fatorial 4 x 4 em com três repetições, cujos tratamentos foram constituídos  de quatro níveis de condutividade elétrica da água de irrigação (1,5; 3,0; 4,5 e 6,0 dS m-1) e quatro doses de potássio (50; 75; 100 e 125% da recomendação ), sendo a dose de 100% correspondente a 150 mg K2O por kg-1 de solo. A salinidade da água de irrigação afetou negativamente o crescimento do algodoeiro cv. BRS Topázio, sendo a variável área foliar a mais sensível. A produção total de sementes e o número de sementes total foram às variáveis mais sensíveis ao estresse salino.

Growth and production components of colored cotton subjected to saline stress and potassium fertilization

Abstract: The objective of this work was to evaluate the growth and production components of the colored cotton cv. BRS Topázio, according to the irrigation with waters of different levels of salinities and doses of potassium. The experiment was conducted in a greenhouse, using a Neolithic Regolithic Eutrophic with a non-saline sandy-loam texture in the city of Campina Grande-PB. A randomized complete block design was used in a 4 x 4 factorial design with three replications. The treatments were composed of four levels of electrical conductivity of the irrigation water (1.5, 3.0, 4.5 and 6.0 dS m-1) and four doses of potassium (50, 75, 100 and 125% of the recommendation), the dose of 100% corresponding to 150 mg K2O per kg-1 of soil. The salinity of the irrigation water negatively affected the growth of the cv. BRS Topazio, the most sensitive leaf area variable. The total seed production and the total number of seeds were the variables most sensitive to saline stress.

Downloads

Download data is not yet available.

References

ALVES, F. A. L.; SILVA, S. L. F. da; SILVEIRA, J. A. G. da; PEREIRA, V. L. A. Mecanismos fisiológicos envolvidos com a diminuição de K+ em raízes de cajueiro causada por NaCl. Revista Ciência Agronômica, v. 40, n.4, p.588-595, 2009.

AYERS, R. S.; Westcot, D. W. (trad.). A qualidade da água na agricultura. Campina Grande: UFPB, 1999, 218p. (Estudos FAO Irrigação e Drenagem, 29 revisado).

CORREIA, K. G.; FERNANDES, P. F.; GHEYI, H. R.; NOBRE, R. G.; SANTOS, T. da S. Crescimento, produção e características de fluorescência da clorofila a em amendoim sob condições de salinidade. Revista Ciência Agronômica, v. 40, n. 4, p. 514-521, 2009.

CLAESSEN, M. E. C. (Org.). Manual de métodos de análise de solo. 2.ed. rev. atual. Rio de Janeiro: Embrapa CNPS, 1997. 212p. Documentos, 1.

EMBRAPA. Centro Nacional de pesquisa de Algodão (Campina Grande, PB). Algodão Colorido “Tecnologia Embrapa para a geração de emprego e renda na agricultura familiar do Brasil”. Campina Grande, 2011.2p.(EMBRAPA-CNPA, Circular Técnico, 17).

FERREIRA, D. F. Sisvar: a computer statistical analysis system. Ciência e Agrotecnologia, v.35, n.6, p.1039-1042, 2011

MUNNS, R.; TESTER, M. Mechanisms of Salinity Tolerance. Annual Review of Plant Biology, v.59, n.1, p. 651-681, 2008.

RHOADES, J. D.; KANDIAN, A.; MASHALI, A. M. Uso de águas salinas para produção agrícola. 2000. Estudos FAO Irrigação e drenagem, 48 p.117.

OLIVEIRA, I. R. S. de; OLIVEIRA, F. N. de; MEDEIROS, M. A. de; TORRES, S. B.; TEIXEIRA, F. J. V. Crescimento inicial do pinhão-manso (Jatropha curcas L.) em função da salinidade da água de irrigação. Revista Caatinga, v. 23, n.4, p. 40-45, 2010.

SILVA, S. M. S.; ALVES, A. N.; GHEYI, H. R.; BELTRÃO, N. E. M.; SEVERINO, L. S.; SOARES, F. A. L. Desenvolvimento e produção de duas cultivares de mamoneira sob estresse salino. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.12, n.4, p.335- 342, 2008.

SOUSA, A. E. C.; GHEYI, R. H.; CORREIA, K. G.; SOARES, F. A. L.; NOBRE, R. G. Crescimento e consumo hídrico de pinhão manso sob estresse salino e doses de fósforo. Revista Ciência Agronômica, v. 42, n. 2, p. 310-318, 2011.

KHAN, M. H.; PANDA, S. K. Alterations in root lipid peroxidation and antioxidative responses intwo rice cultivars under NaCl- salinity stress. Acta Physiologia e Plantarum, v.30, p.81-89, 2008.

TAIZ, T.; ZEIGER, E. Fisiologia vegetal. 4ª ed, Porto Alegre: ArtMed, 2009.

UCHÔA, S. C. P.; IVANOFF, M. E. A.; ALVES, J. M. A.; SEDIYAMA, T.; MARTINS, S. A. Adubação de potássio em cobertura nos componentes de produção de cultivares de girassol. Revista Ciência Agronômica, v.42, n.1, p.8-15, 2011.

Published
2016-12-26
How to Cite
CAPITULINO, J. D.; SILVA, A. A. R. DA; LIMA, G. S. DE; FARIAS, M. S. S. DE; NASCIMENTO, H. M. DO; SOARES, L. A. DOS A. Crescimento e componentes de produção do algodoeiro colorido submetido ao estresse salino e adubação potássica. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, v. 11, n. 5, p. 182 - 187, 26 Dec. 2016.