Comparação das atividades antineoplásica e antioxidante do triterpenóide lupeol em plantas da caatinga

  • Millena de Souza Alves Universidade Federal de Campina Grande
  • Maria Alice Araújo de Medeiros
  • Camilla Torres Pereira UFCG
  • Karla de Lima Alves Simão UFCG
  • Bruna de Lima Alves Simão UFCG
  • Abrahão Alves de Oliveira Filho UFCG
Palavras-chave: Caatinga, lupeol, estudo in silico.

Resumo

A região Nordeste possui o clima semiárido e é caracterizada por condições singulares de clima e solo e apresenta, por essa razão, vasta variação fisionômica e florística. Dentre essa grande variedade vegetal, temos o domínio geoecológico das caatingas que ocupa uma área de 1.037.517,80 Km², sob as latitudes subequatoriais, compreendidas entre 2º 45’ e 17º 21’ LS. Na Caatinga nordestina as plantas medicinais são largamente utilizadas na medicina popular pelas comunidades locais, devido a presença de metabólitos secundários, como por exemplo, o Lupeol.  Este trabalho tem por objetivo comparar os efeitos antineoplásico e antioxidante do triterpenóide Lupeol, encontrado nas plantas da caatinga, através de um estudo in silico. Inicialmente utilizou-se o software chemspider para o estudo químico da molécula, em seguida a análise da probabilidade da atividade da molécula foi realizada com o software Pass Online®. Na análise do potencial biológico feita no Pass Online®, o Lupeol revelou um bom resultado para a probabilidade de ativação (pa), em relação relação aos valores da propriedade de inativação (pi) tanto para a atividade antineoplásica, como para a atividade antioxidante. Além de revelar probabilidades de ser ativado para outros tipos de atividades.  Em suma, pode-se observar que o lupeol (triterpenoide) tem grande potencial e eficácia nas atividades antineoplásicas e antioxidantes no estudo in silico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Millena de Souza Alves, Universidade Federal de Campina Grande
Estudante do curso de Ciências Biológicas (licenciatura) na Universidade Federal de Campina Grande (UFCG).
Maria Alice Araújo de Medeiros
Graduanda em Ciências Biológicas – UFCG – Paraíba
Camilla Torres Pereira, UFCG
Graduanda em Ciências Biológicas – UFCG – Paraíba
Karla de Lima Alves Simão, UFCG
Graduanda em Ciências Biológicas – UFCG – Paraíba
Bruna de Lima Alves Simão, UFCG
Graduanda em Ciências Biológicas – UFCG – Paraíba
Abrahão Alves de Oliveira Filho, UFCG
Professor D. Sc. do curso de Ciências Biológicas - UFCG – Paraíba

Referências

ALBUQUERQUE U. P., and OLIVEIRA R. F.. Is the use-impact on native Caatinga species in Brazil reduced by the high species richness of medicinal plants? Journal of Ethnopharmacology, vol. 113, no. 1, pp. 156– 170, 2007.

ALVES, Jose Jakson. Geoecologia da caatinga no semi-árido do Nordeste brasileiro. CLIMEP-Climatologia e Estudos da Paisagem, v. 2, n. 1, 2007.

ARAÚJO, Thiago Antonio de Sousa. Atividade antioxidante de plantas medicinais da caatinga e mata atlântica: aspectos etnobotânicos e ecológicos. 2012.

ARCOVERDE, J. H. V.; CARVALHO, A. S.; NEVES, F. P. A.; PAIVA, P. M. G.; NAPOLEÃO, T. H.; CORREIA, M. T. S.; SILVA, M. V.; CARNEIRO-DA-CUNHA, M. G. Screening of Caatinga plants as sources of lectins and trypsin inhibitors. Natural Product Research, v. 28, n. 16, p. 1297–1301, 18 ago. 2014.

DELBONE, C. A.C.; LANDO, R. L. Importância ecológica e evolutiva dos principais grupos de metabólitos secundários nas espécies vegetais. Congresso de Educação do Norte Pioneiro. 10ª edição. UENP-CCNE-CLACampus Jacarezinho. 2010. ISSN-1808-3579.

FÉLIX-SILVA, J.; SOUZA, T.; CAMARA, R. B. G.; CABRAL, B.; ILVA-JUNIOR, A. A.; REBECCHI, I. M. M.; ZUCOLOTTO, S. M.; ROCHA, H. A. O.; FERNANDES-PEDROSA, M. F. In vitro anticoagulant and antioxidant activities of Jatropha gossypiifolia L.(Euphorbiaceae) leaves aiming therapeutical applications. BMC complementary and alternative medicine, v. 14, n. 1, p. 405, 2014.

GIULIETTI, A. M.; QUEIROZ, L. P.; CONCEIÇÃO, A. A. Diversidade e caracterização das fanerógamas do semi-árido brasileiro. Vol. 1. Recife: Associação Plantas do Nordeste. p. 488, 2006,

GOMES, Erbs Cintra et al. Plantas da caatinga de uso terapêutico: levantamento etnobotânico. Engenharia Ambiental: Pesquisa e Tecnologia, v. 5, n. 2, 2008.

PEREIRA, R. J.; CARDOSO, M. G. Metabólitos ssecundários vegetais e benefícios antioxidantes. Journal of Biotechnology and Biodiversity. Vol. 3, nº 4: p. 146-152. 2012. ISSN-2179-4804.

SALEEM, M. Lupeol, a novel anti-inflammatory and anti-cancer dietary triterpene. Cancer letters, v. 285, n. 2, p. 109-115, 2009.

SRINIVAS, N.; SANDEEP, K. S.; ANUSHA, Y.; DEVENDRA, B. N. In Vitro Cytotoxic Evaluation and Detoxification of Monocrotaline (Mct) Alkaloid: An In Silico Approach. Int. Inv. J. Biochem. Bioinform., v.2, n.3, p.20-29, 2014.

TROVÃO, Dilma M. et al. Variações sazonais de aspectos fisiológicos de espécies da Caatinga. R. Bras. Eng. Agríc. Ambiental v. 11, n. 3, p. 307–311, 2007.

VIRTUOSO, S. et al. Estudo preliminar da atividade antibacteriana das cascas de Erythrina velutina Willd., Fabaceae (Leguminosae). Revista Brasileira de Farmacognosia, v. 15, n. 2, p. 137-142, 2005.

Publicado
2019-07-02
Seção
CIÊNCIAS AGRÁRIAS

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)