A afetividade como fundamento dos relacionamentos familiares e as vulnerabilidades destes no mundo da era digital

Autores

  • Marcilaine F. de Oliveira Sodré Universidad del Museo Social Argentino
  • Paulo Cezar Dias Faculdade de Direito de Coimbra

Resumo

Introdução: a família foi evoluindo e modificando seus paradigmas, transformando-se em medidas que acentuam as relações ligadas aos sentimentos de afeto, felicidade e amor familiar, valorizando as relações ancoradas no afeto. Inicialmente destaca as transformações ocorridas nos conceitos familiares e em seguida analisa a importância da afetividade nas relações familiares, isto porque o princípio da afetividade foi instituído para tratar desses novos padrões instituídos e amparados pelo ordenamento jurídico pátrio. Objetivos: demonstrar alguns benefícios do uso dos recursos tecnológicos nos relacionamentos afetivos. Metodologia: o artigo adota o método dedutivo, processo de análise da informação que utilizando o raciocínio lógico e a dedução para obter uma conclusão a respeito das relações familiares e a afetividade com profundidade e embasamento legal, tratados por doutrinadores sobre a evolução tecnológica e suas implicações nas relações familiares. Considerações Finais: verifica-se a importancia da inovação dos conceitos familiares no mundo hodierno, mas que a sociedade deve ter cautela com os relacionamentos construídos por meio das plataformas tecnológicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcilaine F. de Oliveira Sodré, Universidad del Museo Social Argentino

Doutoranda em Ciências Jurídicas pela Universidad del Museo Social Argentino (UMSA). Mestranda em Direito pelo Centro Universitário Eurípides de Marília (UNIVEM). Bacharel em Direito pela Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT).

Downloads

Publicado

2023-01-05 — Atualizado em 2023-01-24

Versões

Como Citar

Sodré, M. F. de O., & Dias, P. C. (2023). A afetividade como fundamento dos relacionamentos familiares e as vulnerabilidades destes no mundo da era digital. Revista Brasileira De Direito E Gestão Pública, 11(1), 729–743. Recuperado de https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/RDGP/article/view/9662 (Original work published 5º de janeiro de 2023)

Edição

Seção

Artigos