Bioproscpecção de linhagens de Trichoderma spp. na degradação de resíduos lignocelulósicos de sabugo de milho.

Authors

  • Damiana Beatriz Silva UFT
  • Aloísio Freitas Chagas Junior
  • Aquiles Rhuan Bandeira Neres Pinheiro
  • Lílian França Chagas
  • Marcos Giongo Universidade Federal do Tocantins

DOI:

https://doi.org/10.18378/rvads.v10i1.2775

Abstract

- O Brasil é um grande produtor agrícola, e nos últimos anos a área plantada teve grande crescimento o que determina diretamente na quantidade de resíduos agroindustriais gerados. O etanol é um biocombustível de larga utilização e pode ser obtido de matérias primas que contenham açúcares ou polímeros de açúcares como os materias lignocelulósicos após passarem por processo de hidrólise enzimática. Os 70 isolados disponívies foram submetidas a identificação prévia por microcultivo em lamínula, teste de solubilização de carboximetilcelulose (CMC) em placa e avaliadas na degradação de sabugo de milho para produção enzimática. Das 70 estirpes, 66 tem fortes características morfológicas do gênero trichoderma segundo teste de microcultivo em lamínula e os isolados UFTJCO85 e UFTMG15 apresentaram as maiores atividades enzimáticas com 1,34 UI.mL-1 para FPase e 0,81 UI.mL-1 para CMCase, sem tratamento prévio no substrato.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Damiana Beatriz Silva, UFT

Laboratorio de Análises de Solos

Marcos Giongo, Universidade Federal do Tocantins

Prof Adjunto III do Programa de Pos Graduação em Ciencias Florestais e Ambientais da universidade Federal do Tocantins, coordenador do mestrado em Ciencias Florestais e Ambientais

Published

08-09-2015

How to Cite

SILVA, D. B.; CHAGAS JUNIOR, A. F.; PINHEIRO, A. R. B. N.; CHAGAS, L. F.; GIONGO, M. Bioproscpecção de linhagens de Trichoderma spp. na degradação de resíduos lignocelulósicos de sabugo de milho. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, [S. l.], v. 10, n. 1, p. 252–258, 2015. DOI: 10.18378/rvads.v10i1.2775. Disponível em: https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/RVADS/article/view/2775. Acesso em: 21 jun. 2024.

Issue

Section

ARTICLES

Most read articles by the same author(s)

1 2 > >>