Cinética de crescimento de levedura em mosto de cagaita para produção de bebida fermentada

Authors

  • Ana Cláudia Alencar Lopes Universidade Federal do Tocantins
  • Ismael de Oliveira Pinto Universidade Federal do Tocantins
  • Clovis Maurilio de Souza Universidade Federal do Tocantins
  • Alex Sander Rodrigues Cangussu Universidade Federal do Tocantins
  • Mara Elisa Soares de Oliveira Universidade Federal do Tocantins

DOI:

https://doi.org/10.18378/rvads.v10i3.2975

Keywords:

Eugenia dysenterica, fermentação submersa, bebida.

Abstract

Resumo: Objetivo deste trabalho foi realizar o estudo inicial da cinética de crescimento de levedura para servir como base para futuros estudos visando determinar a potencialidade do mosto de cagaita como fonte de substrato na fermentação alcoólica de S. cerevisiae visando a produção de bebida fermentada. Os frutos foram coletados na região sul do estado de Tocantins e após clarificação foi realizado a inoculação com concentração inicial de 1,8 x 103 Células por ml. Os parâmetros analisados foram, pH, teor de sólidos solúveis e densidade ótica a 550nm e taxa de crescimento celular. Como resultados observamos que o TSS inicial apresenta valor bem acima do encontrado em outras frutas como cajá, melancia e caju, os valores de pH inicial do mosto encontra-se abaixo da maioria dos dados da literatura e abaixo do considerado ideal para o crescimento de leveduras e ainda que a velocidade de crescimento abaixo da maioria dos dados disponíveis na literatura são possivelmente decorrentes de fatores nutricionais ou em relação à cepa utilizada.


Kinetics of growth of yeast in wort of cagaita for production of fermented beverage

 

Abstract: The objective this work was the initial study of growth kinetics of yeast to serve as a basis for future studies to determine the potential of the wort cagaita as a source of substrate in the fermentation of  Saccharomyces cerevisiae aimed at producing of fermented drink. Fruits were collected in the southern state of Tocantins and after clarification was conducted inoculation with initial concentration of 1.8 x 103 cells per ml. The analyzed parameters were pH, soluble solids, and optical density at 550nm and cell growth rate. As a result we observe that the initial TSS presented value well above that found in other fruits like cajá, watermelon and cashew, the values of initial pH of the wort is below the majority of the literature data and below the considered ideal for the growth of yeasts and although the growth rate was lower than most of the data available in the literature is possibly arising from nutritional factors or relative to the strain used.


Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Ana Cláudia Alencar Lopes, Universidade Federal do Tocantins

Estudante de Intercambio pelo programa Ciencias sem Fronteira na Brock University (Canada), Graduanda em Engenharia em Bioprocessos e Biotecnologia, pela Universidade Federal do Tocantins (UFT), cursando o 7º periodo.

Ismael de Oliveira Pinto, Universidade Federal do Tocantins

Possui graduação em Agronomia pela Fundação Universidade Federal do Tocantins (2012). Atualmente é estudante de mestrato da Fundação Universidade Federal do Tocantins. Tem experiência na área de Botânica, com ênfase em Fisiologia Vegetal, atuando principalmente nos seguintes temas: Metabolitos Secundários e Plantas Aromáticas

Clovis Maurilio de Souza, Universidade Federal do Tocantins

Possui graduação em Engenharia Agronomica pela Universidade Federal de Lavras (1992), mestrado em Agronomia (Fitotecnia) pela Universidade Federal de Lavras (1995) e doutorado em Agronomia pela Universidade Federal de Pelotas (1999). - Desde 2003 é Professor da Fundação Universidade Federal do Tocantins. Professor nível Associado I, responsável pelas disciplinas de Propagação de Plantas, Fruticultura e Processamento de Produtos Agropecuários. (

Alex Sander Rodrigues Cangussu, Universidade Federal do Tocantins

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Montes Claros e Mestrado em Microbiologia Agrícola pela Universidade Federal de Viçosa. MBA em Gerenciamento de Projetos pela Fundação Getúlio Vargas. Estudante de Doutorado da Universidade Federal do Amazonas - UFAM - Rede Biodiversidade e Biotecnologia. Experiência em Coordenação e Supervisão de Projetos de P&D para obtenção de registros de novos produtos. Atua na area de Engenharia Bioquímica, Microbiologia Industrial, Produção Industrial, Controles de Produtos e Processos, e Pesquisa e Desenvolvimento de vacinas veterinárias de bovinos e suínos. Atualmente, docente da Universidade Federal do Tocantins - UFT/Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia.

Mara Elisa Soares de Oliveira, Universidade Federal do Tocantins

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal do Tocantins (2008) e mestrado em Microbiologia Agricola pela Universidade Federal de Lavras (2010). Professora Assistente I na Universidade Federal do Tocantins-UFT, departamento de Engenharia Florestal. Atuando principalmente nas seguintes áreas: Patologia Florestal, Fitopatologia e Microbiologia Agrícola.

Published

20-07-2015

How to Cite

LOPES, A. C. A.; PINTO, I. de O.; SOUZA, C. M. de; CANGUSSU, A. S. R.; OLIVEIRA, M. E. S. de. Cinética de crescimento de levedura em mosto de cagaita para produção de bebida fermentada. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, [S. l.], v. 10, n. 3, p. 06–10, 2015. DOI: 10.18378/rvads.v10i3.2975. Disponível em: https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/RVADS/article/view/2975. Acesso em: 20 apr. 2024.

Issue

Section

FOOD SCIENCES

Most read articles by the same author(s)