Riscos e acidentes entre trabalhadores rurais de usina na região da mata norte do estado de Pernambuco

Authors

  • Henrique Miguel de Lima Silva
  • Elinalva Francisca de Souza
  • Symara Abrantes Albuquerque de Oliveira Cabral Secretaria Municipal de Saúde de Cajazeiras
  • Carla Heloisa de Alencar Figueiredo
  • Cicero Fabiano da Silva

DOI:

https://doi.org/10.18378/rvads.v11i4.4510

Keywords:

Riscos de Acidentes. Saúde do Trabalhador. Zona Canavieira

Abstract

A ação repetitiva e o esforço físico podem provocam acidentes como os cortes, quedas, torções, causarem problemas nas colunas e pés, além de cãibras e tendinites. Diante deste cenário, o presente estudo  objetivou analisar os riscos  que ocasionam  acidentes de trabalho numa área de usina de açúcar e álcool na Zona da Mata Norte do Estado de Pernambuco.  Foram analisados através de pesquisa de campo de caráter quantitativa, por amostragem com aplicação de um questionário, com aspectos investigativos, os tipos de acidentes com maiores frequências, gravidades e quantos dias que este acidente afastou o trabalhador de sua atividade laboral, para assim, compreender e prevenir esses riscos que se acentuam nos canaviais,. Os trabalhadores recebem os EPI’s, mas não os usam corretamente, utilizando pedra de esmeril para amolar o facão de forma insegura, causando ferimento na mão, dependendo da gravidade o trabalhador pode ficar em media de 7 a 10 dias afastado. É organizada uma força tarefa no campo com a participação dos Gerentes do campo, Técnicos agrícolas liderem de turma e em especial os técnicos do Serviço Especializado em Segurança do Trabalho Rural – SESTR com a realizaçãode treinamentos no canavial, educando e conscientizando cada trabalhador sobre a importância de se proteger. O campo recebe esta visita duas vezes por semana, incluindo a presença da Enfermeira do Trabalho desta forma o índice de acidente por amolar o facão reduziu em média de 70%. 

Case study on risks and accidents among rural workers of a plant marta Pernambuco north

Abstract: The repetitive action and physical exertion can cause accidents such as cuts, falls, sprains, causing problems in columns and feet, as well as cramps and tendonitis. In this scenario, this study aimed to analyze the risks that cause workplace accidents in an area of sugar and alcohol plant in the Zona da Mata Norte of Pernambuco. Were analyzed by quantitative character of field research, sample by applying a questionnaire with investigative aspects, types of accidents with higher frequencies, severities and how many days this accident away the worker of his labor activity, thus, understand and prevent these risks are accentuated in the cane fields. Workers receive the PPE, but not use them properly, using emery stone to sharpen the knife in an unsafe manner, causing injury to the hand, depending on the severity worker can get an average of 7 to 10 days away. It organized a task force in the field with the participation of field managers, shift to lead agricultural technicians and especially the staff of the Specialized Service in Rural Work Safety - SESTR with realizaçãode training in the cane fields, educating and educating each employee of the importance to protect. The field gets this visit twice a week, including the presence of the Labor Nurse this way the accident rate by sharpening the machete reduced by an average of 70%.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

15-11-2016

How to Cite

SILVA, H. M. de L.; SOUZA, E. F. de; CABRAL, S. A. A. de O.; FIGUEIREDO, C. H. de A.; SILVA, C. F. da. Riscos e acidentes entre trabalhadores rurais de usina na região da mata norte do estado de Pernambuco. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, [S. l.], v. 11, n. 4, p. 179–184, 2016. DOI: 10.18378/rvads.v11i4.4510. Disponível em: https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/RVADS/article/view/4510. Acesso em: 25 feb. 2024.

Issue

Section

SCIENTIFIC NOTE

Most read articles by the same author(s)