Quality evaluation of bee honeys produced and marketed in Vitória da Conquista, Bahia, Brazil

  • Manoel Nelson de Castro Filho Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
  • Jerffson Lucas Santos Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
  • Ésio de Castro Paes Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
  • Welliny Soares Rocha Dias Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
  • Luanna Fernandes Pereira Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
Keywords: Organic acids, Physico-chemical analysis, Apis mellifera, Melipona scutellaris, Tetragonisca angustula.

Abstract

The honey is a product elaborated by bees starting from the nectar of the flowers or from secretions from living parts of the plants, which the bees collect, transform, and combine with their own specific substances. This aliment is nutritious and energetic, being appreciated by its therapeutic properties. Sugars, water, vitamins, organic acids and mineral salts are the major constituints of honey. Therefore, laboratory analyzes are used for inspection, with the purpose to know the honey chemical composition, identifying product quality. This study aimed to evaluate the quality of honeys produced and comercialized in the city of Vitoria da Conquista - Ba, and its suitbality in relation to its standard identity and quality described by Brazilian lesgislation. The samples were obtained from the Casa do Mel (Honey House) in the State University of the Southwest of Bahia, in Vitoria da Conquista, and analized in the Analytical and Environmental Chemistry laboratory of the same institution. Moisture content, free acidity, reducing sugars and non-reducing sugars, hydroxymethylfurfural, total soluble solids, pH, and Fiehe and Lund  reaction were analyzed for 18 honeys samples. Of the samples evaluated, 66,67% had HMF values higher than those acceptable by the legislation, 11,11% for acidity and 27,78% for the Fiehe test. The result of excessive analyzes presented acceptable values.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Manoel Nelson de Castro Filho, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
Graduando em Engenharia Agronômica na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - Campus Vitória da Conquista. Formado em técnico em Agropecuária pelo Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia Baiano - Campus Guanambi. Atualmente é bolsista de Iniciação científica pela PIBIC/CNPq, desenvolvendo trabalho na área de Tecnologia e Produção de Sementes com enfoque em pesquisas com Fixação Biológica de Nitrogênio em feijão-caupi
Jerffson Lucas Santos, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
Graduado em Engenharia Agronômica (2012), Mestre (2014) e Doutorando (2014-2017) em Agronomia, área de Concentração Fitotecnia, pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia-UESB. Formado em Técnico em Agropecuária pela Escola Agrotécnica Federal de Salinas-MG, (2006). Foi bolsista de iniciação científica pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia-FAPESB por 2 anos e 1 ano bolsista PIBIC/CNPq. Atualmente é Bolsista pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Tem experiência na área de agronomia, com ênfase em fisiologia vegetal, produção e tecnologia de sementes, manejo do cafeeiro e fruticultura.
Ésio de Castro Paes, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
Possui formação de Técnica em Agropecuária integrado ao ensino médio pelo Instituto Federal de Educação Ciências e Tecnologia Baiano - Campus Guanambi. Graduado em Engenharia Agronômica pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) - Campus Vitória da Conquista. Atualmente Mestrando em Solos e Qualidade de Ecossistema pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.
Welliny Soares Rocha Dias, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
Graduanda em Engenharia Agronômica, atualmente, Bolsista de Iniciação Cientifica IC/UESB no Laboratório de Entomologia Agrícola da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB.
Luanna Fernandes Pereira, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
Estudante de agronomia pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia-UESB

References

ABADIO FINCO, F. D. B.; MOURA, L. L.; SILVA, I. G. Propriedades físicas e químicas do mel de Apis mellifera L. Revista Ciência e Tecnologia de Alimentos, Campinas, v. 30, n. 3, p.706-712, 2010. http://dx.doi.org/10.1590/S0101-20612010000300022.

ALMEIDA-FILHO, J. P.; MACHADO, A. V.; ALVES, F. M. S.; QUEIROGA, K. H.; CÂNDIDO, A. F. M. Estudo Físico-químico e de qualidade do mel de abelha comercializado no município de Pombal – PB. Revista Verde, Mossoró, v.6, n.3, p.83-90, 2011.

ALVES, T. T. L.; SILVA, J. N.; MENESES, A. R. V. de; HOLANDA NETO, J. P. de. Caracterização físico-química e avaliação sensorial dos méis produzidos por abelhas Apis mellifera L. oriundos de diversas floradas da região do Cariri cearense. Revista Verde, Mossoró, v.6, n.2, p.169-175, 2011.

AOAC. Official methods of analysis of AOAC International: Agricultural chemicals, contaminants, drugs. 16. ed., v. 1. Gaithersburg: AOAC International, 1998.

AROUCHA, E. M. M.; OLIVEIRA, A. J. F.; NUNES, G. H. S.; MARACAJA, P. B.; SANTOS, M. C. A. Qualidade do mel de abelha produzido pelos incubados da Iagram e comercializado no município de Mossoró/RN. Revista Caatinga, Mossoró, v.21, n.1, p. 211-217, 2008.

BERA, A. Composição físico-química do mel adicionado com própolis. Universidade de São Paulo. 2004. 68f. Dissertação (Mestrado em Ciência dos alimentos) – Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo, São Paulo. 2004.

BRAGHINI, F.; CHIAPETTI, E. S.; JÚNIOR, J. F.; MILESKI, J. P. F.; OLIVEIRA, D. F.; MORÉS, S.; COELHO, A. R.; TONIAL, I. B. Qualidade dos méis de abelhas africanizadas (Apis mellifera) e jataí (Tetragonisca angustula) comercializado na microrregião de Francisco Beltrão – PR. Revista de Ciências Agrárias, v.40, n1, p. 279-289, 2017. http://dx.doi.org/10.19084/RCA16039.

BRASIL. Instrução Normativa nº 11, de 20 de outubro de 2000. Estabelece o regulamento técnico de identidade e qualidade do mel. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, 2000.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Instrução normativa n. 11, de 20/10/2000. Padrão de identidade e qualidade do mel. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, 2001.

CODEX ALIMENTARIUS COMISSION. Codex standards for sugars (honey). Rome: FAO, 1990.

CORTOPASSI-LAURINO, M.; GELLI, D. S. Analyse pollinique, propriétes physico-chimiques et action antibactérienne des miels d´abeilles africanisées Apis mellifera et de Méliponinés du Brésil. Apidologie, Paris, v.22, n.1, p.61-73, 1991. https://doi.org/10.1051/apido:19910108.

DIAS, J. S.; CAMARGO, A. C.; BARIN, C. S.; ELLENSOHN, R. M. Caracterização Físico-Química de amostras de Mel. Científica Ciências Exatas e Tecnológicas, Londrina, v. 8, n. 1, p. 19-22, 2009.

GOMES, S. P. M. Caracterização e avaliação biológica de méis comerciais. 2009. 67f. Dissertação (Mestrado em Qualidade e Segurança Alimentar) – Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior Agrária, Bragança. 2009.

IBGE - INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Cidades. Disponível em: <http://www.cidades.ibge.gov.br> Acesso em 20 de jul. de 2016.

INSTITUTO ADOLFO LUTZ. Métodos físico-químicos para análise de alimentos. 4.ed. São Paulo, 2008. p.281-343.

KISHORE, R. K.; HALIM, A. S.; SYAZANA, M. S.; SIRAJUDEEN, K. N. S. Tualang honey has higher phenolic content and greater radical scavenging activity compared with other honey sources. Nutrition Research, v. 31, n. 4, p. 322-325, 2011. DOI: 10.1016/j.nutres.2011.03.001.

LACERDA, J. J. J.; SANTOS, J. S.; SANTOS, S. A.; RODRIGUES, G. B.; SANTOS, M. L. P. Influência das características físico-químicas e composição elementar nas cores de méis produzidos por Apis mellifera no sudoeste da Bahia utilizando análise multivariada. Química Nova, São Paulo, v.33, n.5, p.1022-1026, 2010. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-40422010000500003.

LEAL, S. F. L. S. Análise sensorial do mel usando a técnica de perfil livre e sua aplicação em concursos de mel. 2014. 46 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Londrina, 2014.

LOPES, V. R. Ácido Ascórbico – características, mecanismos de atuação e aplicações na indústria de alimentos. 2008. 39f. Trabalho acadêmico apresentado ao Curso de Bacharelado em Química de Alimentos. Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2008.

MANTILLA, S. P. S.; SANTOS, E. B.; BARROS, L. B.; FREITAS, M. Q. Análise descritiva quantitativa aplicada em mel de abelhas (Apis mellifera): Uma revisão. Colloquium Agrariae, Presidente Prudente, v. 8, n.2, 2012. 10.5747/ca.2012.v08.n2.a081.

MARCHINI, L. C.; MORETI, A. C. C.; SILVEIRA NETO, S. Características físico-químicas de amostras de mel e desenvolvimento de enxames de Apis mellifera L., 1758 (Hymenoptera, Apidae), em cinco diferentes espécies de eucaliptos. Bol. CEPPA, Curitiba, v.21, n.1, p.193-206, 2001. http://dx.doi.org/10.5380/cep.v21i1.1159.

MARMITT, L. G.; BETTI, J.; OLIVEIRA, E. C. Determinação de ácido cítrico e pH em diferentes cultivares de limão e marcas de sucos artificiais de limão em pó. Destaques Acadêmicos, Lajeado, v. 8, n. 4, p. 245-252, 2016. http://dx.doi.org/10.22410/issn.2176-3070.v8i4a2016.1226.

MARTINS, W. L. D.; ALBUQUERQUE, D. S.; AZEVEDO, L. C.; FRANCO, T. C. R. S. Avaliação das propriedades de um composto a base de mel de abelhas e extrato de acerola. Revista Científica - Cadernos de Pesquisa, São Luís, p. 25-30, 2009.

MARTINS, V. C.; AQUINO, G. A. S.; MARQUES, C. A.; TORRES, J. C. Avaliação da qualidade de méis comercializados no município de São João de Meriti, RJ. Revista Perspectivas da Ciência e Tecnologia, v.6, n.1/2, p.14-21, 2014.

MORAES, F. J.; GARCIA, R.C.; VASCONCELOS, E.; CAMARGO, S.C.; PIRES, B.G.; HARTLEBEN, A.M.; LIESENFELD, F.; PEREIRA, D.J.; MITTANCK, E.S.; GIASSON, J.; GREMASCHI, J.R. Caracterização físico-química de amostras de mel de abelha africanizada dos municípios de Santa Helena e Terra Roxa (PR). Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, v.66, n.4, p.1269-1275, 2014. http://dx.doi.org/10.1590/1678-6865.

MORAES, V. P. P. Produção brasileira de mel recua em 2012. Revista Safra. Disponível em <http://revistasafra.com.br/producao-brasileira-de-mel-recua-em-2012/>. Publicado em 07 de novembro de 2013.

NEVES, A. P. M.; ALMEIDA, A. M. B.; MACHADO, A. V.; COSTA, R. O. Análise físico-química e microbiológica do mel de abelha. Revista Brasileira de Agrotecnologia, Garanhuns, PE, v.5, n.1, p. 14-18, 2015.

OLIVEIRA, G. A.; SODRE, G. S.; CARVALHO, C. A. S.; SOUZA, B. A.; CAVALCANTE, S. M. P.; FONSECA, A. A. O. Análises físico-químicas de méis de Melipona quadrifasciata do semi-árido da Bahia. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE APICULTURA, 16, 2006. Anais... Aracajú: Confederação Brasileira de Apicultura, 2006.

ÖZKAN, M.; AYSEGÜL, K.; CEMEROGLU, B. Effects of hydrogen peroxide on the stability of ascorbic acid during storage in various fruit juices. Food Chemistry, Chicago, v.88, n.4, p. 591-597, 2004. https://doi.org/10.1016/j.foodchem.2004.02.011

PEREIRA, V. R. Ácido Ascórbico – características, mecanismos de atuação e aplicações na indústria. 2008. 39f. Trabalho acadêmico apresentado ao Curso de Bacharelado em Química de Alimentos. Universidade Federal de Pelotas, Pelotas. 2008.

RIBEIRO, R. O. R.; SILVA, C.; MONTEIRO, M. L.; BAPTISTA, R. F.; GUIMARÃES, C. F. MÁRSICO, E. T.; MANO, S. B.; PARDI, H. S. Avaliação comparativa da qualidade físico-química de méis inspecionados e clandestinos, comercializados no estado do Rio de Janeiro, Brasil. Revista Brasileira de Ciência Veterinária, Niterói, v.16, n. 1, p. 3-7, 2009. http://dx.doi.org/10.22409/rbcv.v16i1.339.

RICHTER, W.; JANSEN, C.; VENZKE, T. S. L.; MENDONÇA, C. R. B.; BORGES, C. D. Avaliação da qualidade físico-química do mel produzido na cidade de Pelotas/RS. Alimentos e Nutrição, Araraquara, v.22, n.4, p.547-553, 2011.

SANTOS, D. C.; OLIVEIRA, E. N. A. Características físico-químicas e microbiológicas de méis de Apis mellifera L. provenientes de diferentes entrepostos. Comunicata Scientiae, Bom Jesus, v.4, n.1, p.67-74, 2013.

SARAIVA, M. A.; NUNES, G. S.; ROSA, I. G.; SILVA, J. M.; PEIXOTO, C. R.; HOLANDA, C. A. Estado de deterioração dos méis de abelha (Apis mellifera) comercializados em São Luís do Maranhão. Cadernos de Pesquisa, São Luís, v. 20, n. 1, p.64-68, 2013. http://dx.doi.org/10.18764/2178-2229.v20.n1.p.64-68.

SCHLABITZ, C.; SILVA, S. A. F.; SOUZA, C. F. V. Avaliação de parâmetros físico-químicos e microbiológicos em mel. Revista Brasileira de Tecnologia Agroindustrial, Paraná, v.4, n.1, p.80-90, 2010. DOI: 10.3895/S1981-36862010000100009.

SHIN, H.; USTUNOL, Z. Carbohydrate composition of honey from different floral sources and their influence on growth of selected intestinal bacteria: an in vitro comparison. Food Research International, Selangor, v.38, n.6, p.721-728, 2005. https://doi.org/10.1016/j.foodres.2005.01.007.

SILVA, C. V. da. Características físico-químicas de mel de capixingui e silvestre da região de Ortigueira-Pr. 2013. 33 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Londrina, 2013.

SILVA, R. D. N., MONTEIRO, V. N., ALCANFOR, J. D. A. X., ASSIS, E. M. E ASQUIERI, E. R. Comparação de métodos para a determinação de açúcares redutores e totais em mel. Ciência e Tecnologia de Alimentos, Campinas, v.23, n.3, p.337-341, 2003. http://dx.doi.org/10.1590/S0101-20612003000300007.

SILVA, M. B. L.; CHAVES J. B. P.; VALENTE, M. E. R.; GOMES, J. C.; OLIVEIRA, G. F.; MESSAGE, D. Qualidade de méis produzidos por apicultores e méis provenientes de entrepostos registrados no Serviço de Inspeção Federal. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, v.63, n.4, p.1043-1045, 2011. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-09352011000400037.

SILVA, K. F. N. L.; QUEIROZ, A. J. M.; FIGUEIREDO, R. M. F.; SILVA, C. T. S.; MELO, K. S. Características físico-químicas de mel produzido em limoeiro do norte durante o armazenamento. Revista Caatinga, Mossoró, v.22, n.4, p.246-254, 2009.

Published
2017-10-01
How to Cite
CASTRO FILHO, M. N. DE; SANTOS, J. L.; PAES, ÉSIO DE C.; DIAS, W. S. R.; PEREIRA, L. F. Quality evaluation of bee honeys produced and marketed in Vitória da Conquista, Bahia, Brazil. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, v. 12, n. 4, p. 783 - 790, 1 Oct. 2017.
Section
FOOD SCIENCES