O processo de internacionalização das empresas e o profissional expatriado

Resumo

Esse estudo parte da observação de que o mundo se globalizou. Cada vez mais é observável a presença de expatriados dentro do contexto organizacional e nota-se que muitas empresas não estão preparadas para lidar com essa nova realidade. Justifica-se a realização desse estudo, pois será uma oportunidade para refletir sobre como o comportamento intercultural gera impacto a cultura organizacional. Sabe-se que o processo de expatriação e a adaptação pode não ser fácil, assim busca-se verificar como o profissional pode agir como um promotor de estratégias para a adaptação de estrangeiros em diferentes contextos organizacionais. Os resultados encontrados nesse estudo também são uma forma de ampliar o conhecimento divulgar a abrangência do processo de internacionalização de empresas no estabelecimento de diálogos interculturais eficientes que visam contribuir com a adaptação de um expatriado em uma cultura organizacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jose Candido da Silva Nobrega, Universidade Federal de Campina Grande - UFCG
Graduado em Administração; Graduado em Teologia pelo Centro Universitário Claretiano (CEUCLAR); MBA em Gestão Estratégica de Pessoas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV); Especialista em Teologia pela Universidade Católica Dom Bosco; Mestre pelo PPGSA – UFCG e Mestre em Negócios Internacionais -MUST.
Publicado
2021-01-19
Como Citar
Nobrega, J. C. da S., Maracaja, P. B., Medeiros, A. C. de, Bezerra Neto, F. das C., Alves, D. B., & Queiroga, M. B. de. (2021). O processo de internacionalização das empresas e o profissional expatriado. Revista Brasileira De Pesquisa Em Administração, 8(1), 0060:00. Recuperado de https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/RBPA/article/view/8629
Seção
Artigos