Composição florística e faunística de quintais agroflorestais da agricultura familiar no nordeste paraense

  • A. P. Quaresma Eng. Florestal. Mestre em Agriculturas Familiares e Desenvolvimento Sustentável pelo Núcleo de Estudos sobre Agricultura Familiar – NEAF da Universidade Federal do Pará – UFPA
  • R. H. C. Almeida Socióloga. D. Sc., Professora do ISARH/UFRA
  • C. M. Oliveira UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DA AMAZÔNIA - UFRA Programa de Pós Graduação em Administração Universidade da Amazônia - UNAMA
  • O. R. Kato Eng. Agrônomo. D. Sc., Professor do NEAF/UFPA, Pesquisador da Embrapa Amazônia Oriental - CPATU, Travessa Doutor Enéas Pinheiro, s/n - Marco, EMBRAPA-CPATU

Abstract

Os quintais agroflorestais são comuns entre os agricultores familiares da Amazônia, sendo sistemas de uso da terra sustentáveis desenvolvidos a partir dos saberes tradicionais. Além de ter como principal finalidade a promoção da segurança alimentar, são espaços de socialização e lazer para os agricultores e, podem contribuir para a composição de sua renda pela venda do excedente da produção. O objetivo desse trabalho foi identificar a diversidade dos quintais, a partir da composição de flora e fauna. A pesquisa estudou 37 quintais agroflorestais em cinco comunidades em Igarapé-Açu e Marapanim, nordeste paraense, usando técnicas de observação direta em campo, aplicação de questionários semiestruturados, notas etnográficas e turnê guiada nos quintais agroflorestais. Foram 107 espécies vegetais identificadas e 12 animais. Estes dados revelam que há uma quantidade maior de espécies comparativamente a outros estudos, o que se pode inferir grande conhecimento tradicional empregado na constituição e diversificação desses sistemas de uso da terra no local de estudo, considerando, o baixo nível tecnológico e força de trabalho familiar empregados. Assim, esses espaços característicos das paisagens rurais dos agricultores familiares do nordeste paraense correspondem elementos fundamentais dos seus agroecossistemas, gerando produção e garantindo a reprodução das famílias.

Floristic and faunal composition homegardens of family farming in northeast Pará

Abstract: The homegardens are common among family farmers in the Amazon, and sustainable land use systems developed from traditional knowledge. Besides having as main purpose the promotion of food security, they are spaces for socialization and recreation for farmers and can contribute to the composition of its income from the sale of production surplus. The aim of this study was to identify the diversity of yards from the flora and fauna composition. The research studied 37 homegardens in five communities in Igarapé-Açu and Marapanim, northeast Pará, using direct observation techniques in the field, application of semi-structured questionnaires, ethnographic notes and guided tour in homegardens. Were identified 107 plant species and 12 animals. These data show that there is a greater number of species compared to other studies, which can be inferred large traditional knowledge used in the creation and diversification of these land use systems in the study site, considering the low technological level and family labor employees. Thus, these characteristic spaces of the countryside of family farmers in northeast Pará match key elements of their agricultural ecosystems, generating production and ensuring the reproduction of families.


Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

A. P. Quaresma, Eng. Florestal. Mestre em Agriculturas Familiares e Desenvolvimento Sustentável pelo Núcleo de Estudos sobre Agricultura Familiar – NEAF da Universidade Federal do Pará – UFPA
Eng. Florestal. Mestre em Agriculturas Familiares e Desenvolvimento Sustentável pelo Núcleo de Estudos sobre Agricultura Familiar – NEAF da Universidade Federal do Pará – UFPA
R. H. C. Almeida, Socióloga. D. Sc., Professora do ISARH/UFRA
Socióloga. D. Sc., Professora do ISARH/UFRA
C. M. Oliveira, UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DA AMAZÔNIA - UFRA Programa de Pós Graduação em Administração Universidade da Amazônia - UNAMA
Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal Rural da Amazônia (2002), mestrado em Extensão Rural pela Universidade Federal de Viçosa (2006) e Doutorado em Ciências Agrárias (2011). É professora da Universidade Federal Rural da Amazônia, Pesquisadora do Grupo Cadeias Produtivas, Mercados e Desenvolvimento Sustentável e Professora permanente do Programa de Pós-Graduação em Administração - PPAD (Mestrado / Doutorado) da UNAMA, atuando principalmente nos seguintes temas: Governança de recursos naturais e desenvolvimento sustentável; Avaliação de projetos de intervenção; Atores Sociais, Instituições e Desenvolvimento socioeconômico.
O. R. Kato, Eng. Agrônomo. D. Sc., Professor do NEAF/UFPA, Pesquisador da Embrapa Amazônia Oriental - CPATU, Travessa Doutor Enéas Pinheiro, s/n - Marco, EMBRAPA-CPATU
Eng. Agrônomo. D. Sc., Professor do NEAF/UFPA, Pesquisador da Embrapa Amazônia Oriental - CPATU, Travessa Doutor Enéas Pinheiro, s/n - Marco, EMBRAPA-CPATU
Published
2015-12-30
How to Cite
QUARESMA, A. P.; ALMEIDA, R. H. C.; OLIVEIRA, C. M.; KATO, O. R. Composição florística e faunística de quintais agroflorestais da agricultura familiar no nordeste paraense. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, v. 10, n. 5, p. 76 - 84, 30 Dec. 2015.