Micorrizas arbusculares no crescimento de mudas de sabiá em um substrato proveniente da mineração de manganês

  • Kaio Gráculo Vieira Garcia Universidade Federal do Ceará
  • Vânia Felipe Freire Gomes Universidade Federal do Ceará
  • Aldênia Mendes Mascena de Almeida Universidade Federal do Ceará
  • Paulo Furtado Mendes Filho Universidade Federal do Ceará

Abstract

O manganês (Mn) é considerado um micronutriente essencial às plantas, porém o seu excesso pode resultar em toxidez, causando clorose e necrose nas folhas. O uso de leguminosas inoculadas com fungos micorrízicos arbusculares tem se tornado uma importante estratégia do ponto de vista da remediação de áreas contaminadas com metais como é o caso do manganês. Neste sentido, o objetivo deste trabalho foi avaliar o crescimento de mudas de Mimosa caesalpiniaefolia Benth. inoculadas com micorrizas arbusculares sob condições de substrato esterilizado e natural proveniente de uma área de mineração de Mn do município de Ocara – CE. O experimento foi conduzido em casa de vegetação, utilizando-se o delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial 4x2, considerando-se: quatro tratamentos de inoculação (controle não-inoculado, inoculado com Glomus clarum, inoculado com Glomus etunicatum e com a mistura dos dois fungos (Mix)) e duas condições de substrato (estéril e natural), com quatro repetições. As mudas de sabiá foram produzidas em bandeja de isopor, sendo transplantadas e inoculadas em vasos após treze dias da semeadura. Após trinta dias do transplantio foram realizadas avaliações de altura da parte áerea, diâmetro do colo, número de folíolos e porcentagem de sobrevivência. A inoculação com fungos micorrízicos arbusculares favoreceu o crescimento das mudas de sabiá em substrato da mineração de manganês, em condições naturais, principalmente quando se utilizou o Glomus etunicatum. No substrato esterilizado a inoculação com micorrizas arbusculares proporcionou a atenuação da toxidez de Mn nas mudas de sabiá favorecendo o crescimento das mesmas nestas condições.

Arbuscular mycorrhiza on the growth of sabiá seedlings on a substrate from the manganese mining

Abstract: Manganese (Mn) is considered an essential micronutrient to plants but its excess can result in toxicity causing chlorosis and necrosis on the leaves.  The use of leguminous plants inoculated with mycorrhizal fungi have become an important point of view of the remediation strategy contaminated with metals such as manganese.  In this sense, the objective of this study was to evaluate the growth of Mimosa caesalpiniaefolia Benth. seedlings inoculated with mycorrhiza under conditions of sterile and natural substrate from a Mn mining area of the municipality of Ocara - CE.  The experiment was conducted in a greenhouse using a completely randomized design in a 4x2 factorial scheme considering four inoculation treatments (non-inoculated control, inoculated with Glomus clarum, inoculated with Glomus etunicatum and with the mixture of two fungi (Mix)) and two substrate conditions (sterile and natural), with four replications.  The seedlings of sabiá were produced in styrofoam tray, being transplanted and inoculated in pots after thirteen days of sowing.  After thirty days of transplanting been evaluated shoot height, stem diameter, number of leaflets and percentage of survival.  Inoculation with mycorrhizal fungi favored the growth of sabiá seedlings in manganese mining substrate, in natural conditions, especially when using the Glomus etunicatum.  In the substrate sterilized inoculation with mycorrhiza provided attenuation of Mn toxicity in sabiá seedlings favoring their growth under these conditions.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Kaio Gráculo Vieira Garcia, Universidade Federal do Ceará
Possui Graduação em Engenharia Agronômica (Agronomia) pela Universidade Federal Rural do Semi-Árido - UFERSA (2013) e Mestrado em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas) pela Universidade Federal do Ceará (2015). Atualmente é bolsista CAPES de Doutorado no Programa de Pós-Graduação em Agronomia/Solos e Nutrição de Plantas da Universidade Federal do Ceará (UFC). Tem experiência em Agronomia, com ênfase em Microbiologia e Bioquímica do Solo, atuando nos seguintes temas: Fitorremediação de solos contaminados por metais pesados, recuperação de áreas degradadas pela atividade de mineração, fungos micorrízicos arbusculares, interação entre micorrizas arbusculares X manganês.
Vânia Felipe Freire Gomes, Universidade Federal do Ceará
Professora Titular de Microbiologia do Solo (Departamento de Ciências do Solo) da Universidade Federal do Ceará
Aldênia Mendes Mascena de Almeida, Universidade Federal do Ceará
Bolsista de Pós-Doutorado do Departamento de Engenharia agrícola da Universidade Federal do Ceará
Paulo Furtado Mendes Filho, Universidade Federal do Ceará
Professor Titular de Microbiologia do Solo (Departamento de Ciências do Solo) da Universidade Federal do Ceará
Published
2016-04-18
How to Cite
GARCIA, K. G. V.; GOMES, V. F. F.; ALMEIDA, A. M. M. DE; MENDES FILHO, P. F. Micorrizas arbusculares no crescimento de mudas de sabiá em um substrato proveniente da mineração de manganês. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, v. 11, n. 2, p. 15 - 20, 18 Apr. 2016.
Section
AGRICULTURAL SCIENCES