Qualidade de biodiesel de soja, mamona e blendas durante armazenamento

  • Marco Aurélio R. Melo
  • Everton Vieira da Silva Universidade Federal de Campina Grande
  • Guiseppe C. Vasconcelos
  • Eduardo H. S. Vasconcelos
  • Antonio Gouveia de Souza

Abstract

Objetivou-se monitorar o armazenamento dos biodieseis provenientes da transesterificação homogênea alcalina do óleo de soja e mamona via rota metílica, avaliando a indução oxidativa pela norma EN14112 e pelo método PetroOxy durante o período de 120 dias, também observou-se o comportamento dos biodieseis inseridos em blendas nas proporções de 20, 30, 40 e 50% v/v de biodiesel de mamona ao biodiesel de soja denominadas de M20, M30, M40 e M50 (em recipientes de aço-carbono fechado). Conforme análises físico-químicas, as especificações para ambos biodiesel e blendas satisfizeram as exigências dos limites permitidos pelo Regulamento Técnico nº 14/2012 da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis. Exceção das análises de estabilidade oxidativa (M0, M20, M30 e M40), do índice de acidez após 60 dias (M50), após 90 dias (M40 e M50), após 120 dias (M100) e da viscosidade cinemática (M40, M50 e M100) que apresentaram valores fora dos limites estabelecidos pela norma. As propriedades fluidodinâmicas apresentaram comportamentos semelhantes para os biodieseis metílicos e blendas, assim, nestas concentrações o biodiesel metílico de mamona atua como um aditivo natural ao biodiesel metílico de soja. Através do método EN 14112 verificou-se que a blenda M50 é mais resistente ao processo de oxidação durante armazenamento de 120 dias.

Quality of biodiesel soy, castor beans and blends during storage

Abstract: The objective of the study was to monitor the storage of biodiesels from alkaline homogeneous transesterification of soybean and castor oil via methyl route, and to evaluate the oxidative induction by the EN14112 standard and the PetroOxy method over the period of 120 days. We observed the behavior of the inserted biodiesels in blends in the ratios of 20, 30, 40 and 50% v / v biodiesel from castor beans of soybean biodiesel named M20, M30, M40 and M50 (closed carbon steel containers) . As physical and chemical analysis, specifications for both biodiesel and blends met the requirements of the limits allowed by the Technical Regulation No. 14/2012 of the National Agency of Petroleum (ANP). Exception of the oxidative stability analysis (M0, M20, M30 and M40), the acid value after 60 days (M50), after 90 days (M40 and M50), 120 days (M100) and kinematic viscosity (M40, M50 and M100) with values outside the limits established by the standard. The fluid-dynamic properties show similar behavior for blends methyl biodiesels and thus these concentrations methyl castor biodiesel acts as a natural additive to the methyl soybean biodiesel. By the method EN 14112 was found that M50 blend is more resistant to oxidation during storage process 120 days.

Downloads

Download data is not yet available.

References

ANGELO, C. P.; CÉSAR, Z.; FERNANDO, G.; JAILSON B. de A.; PAULO, C. V. Chemistry without borders. Quím. Nova. vol. 35, n.10. São Paulo, 2012.

APOLINÁRIO, F. D. B.; Pereira, G. de F.; Ferreira, J. P. Biodiesel e Alternativas para utilização da glicerina resultante do processo de produção de biodiesel. Revista Universidade Petrobras/F Fluminense. v. 2, n. 1. 2012.

ASSIS, V. H. S. Otimização da síntese de bioldiesel a partir do óleo das sementes de mamona e amendoim. Dissertação (Mestrado em Ciências Agrárias). Universidade Estadual da Paraíba. Campina Grande-PB, 2014.

BORGES, L. L.; LUCIA, T. C.; GIL, E. S.; BARBOSA, E. F. Uma abordagem sobre métodos analíticos para determinação da atividade antioxidante em produtos naturais. Enciclopédia Biosfera, Centro Científico Conhecer – Goiânia-GO, vol.7, N.12; 2011.

BRASIL. Ministério de Minas e Energia. Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis. Portaria Portaria no 14 de 11 de maio de 2012. Diário Oficial da União; Poder Executivo, 2012.

CANDEIA, R. A.; A SILVA, M. C. D.; CARVALHO FILHO, J. R.; BRASILINO, M. G. A.; BICUDO, T. C.; SANTOS, I. M. G.; SOUZA, A. G. Influence of soybean biodiesel content on basic properties of biodiesel–diesel blends. Fuel, V. 88: 738–43, 2009.

CANGEMI, J. M.; SANTOS, A. M.; NETO, S. C. A revolução verde da mamona. Química Nova na Escola, v 32, n. 1, 2010.

DALL’AGNOL, A.; HIRAKURI, M. H. Realidade e Perspectivas na Produção de Alimentos e Agroenergia, com Ênfase na Soja.EMBRAPA, ISSN 1516-7860, 2008.

FRANKEL, E. N. Lipid Oxidation, second edition, The Oily Press, PJ Barnes & Associates, Bridgwater, England, 2005.

JAKERIA, M. R; FAZAL, M. A; HASEEB, A. S. M. A. Influence of different factors on the stability of biodiesel: A review. Renewable and Sustainable Energy Reviews. v. 30 154–163. 2014.

KNOTHE, G.; KRAHL, J.; VAN GERPEN, J. (Eds.). The Biodiesel Handbook, AOCS Press, Champaign, IL, 2005.

MACHADO, E. L. Genotipagem, teor de óleo, otimização do método gravimétrico e desenvolvimento de marcadores microssatélite em Ricinus communis L. Tese (Doutorado em Ciências Agrárias. Universidade Federal do Reconcavo da Bahia. Cruz das Almas-PB, 2011.

MELO, M. A. M. F; MELO, M. A. R; PONTES, A. G. C; FARIAS, A. F. F; DANTAS, M. B; CALIXTO, C. D; SOUZA, A. G; FILHO, J. R. C. Non-conventional oils for biodiesel production: a study of thermal and oxidative stability. J Therm Anal Calorim v. 117:845–849. 2014.

MELO, M. A. R; MELO, M. A. M. F; SILVA, E. V; FILHO, J. R. C.; SOUZA, A. G. Study of the oxidative stability of oils vegetables for production of Biodiesel. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, ISSN 1981-8203, 2014.

MELO, M. A. R. Monitoramento da Estabilidade Oxidativa no Armazenamento de Biodiesel Metílico de Soja/Mamona e Blendas em Recipientes de Vidro. Dissertação (Mestrado em Química). Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa-PB, 2009.

MELO, M. A. R. Avaliação dos Parâmetros de Biodiesel e Blendas Durante Armazenamento. Tese (Doutorado em Química). Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa-PB, 2014.

QUADROS, D. P. C.; CHAVES, E. S; SILVA, J. S. A.; TEIXEIRA, L. S. G.; CURTIUS, A. J.; PEREIRA, P. A. P. Contaminantes em Biodiesel e Controle de Qualidade. Rev. Virtual Quim, 3 (5), 376-384, 2011.

SANTIAGO, J. C.; Mercado de carbono: desafios e oportunidades na sustentabilidade para a cadeia produtiva da cana. Omnia Humanas, v.3, n.2, p. 28-37, 2010.

SANTOS, F. F. P.; ALMEIDA, F. D. L; MOTA, F. A. S; RIOS, M. A. de S; LIMA, A. A. da S. Analysis Of Surface Response Of Blends Of Castor Oil And Babassu. Revista GEINTEC. Vol. 4 n. 3 p.1139-1149. 2014.

RAMALHO, E. F. S. M.; ALBUQUERQUE, A. R.; SOUZA, A. L.; BARRO, A. K.; MAIA, A. S.; SANTOS, I. M. G.; SOUZA, A. G. Use of diferente tecniques in the evaluation of the oxidative stability of poultry fat biodiesel. J. Therm Anal Calorim. 2011.

RAMALHO, H. F.; SUAREZ, P. A. Z. A Química dos Óleos e Gorduras e seus Processos de Extração e Refino. Rev. Virtual Quim, 2013.

Published
2016-12-01
How to Cite
MELO, M. A. R.; DA SILVA, E. V.; VASCONCELOS, G. C.; VASCONCELOS, E. H. S.; SOUZA, A. G. DE. Qualidade de biodiesel de soja, mamona e blendas durante armazenamento. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, v. 11, n. 5, p. 143 - 148, 1 Dec. 2016.