COMPOSIÇÃO QUÍMICO-BROMATOLÓGICA DO SORGO

  • Antonio Ricardo Bezerra Vasconcelos Filho UFC
  • Francisco Aires Sizenando Filho UFC
  • Marcos José de Souza Oliveira
  • Ronaldo de Oliveira Sales

Resumo

Objetivou-se avaliar a composição químico-bromatológoca da forragem in natura e da silagem de sorgo, bem como os valores de pH da silagem em função das diferentes idades de corte. O experimento foi conduzido na Fazenda Camará, localizada no município de Quixeramobim – CE. Utilizou-se a variedade de sorgo EA 955, tida como duplo propósito, em quatro idades de corte (80, 90, 100 e 110 dias) sob um delineamento experimental de blocos casualizados com seis repetições. A forragem foi ensilada em silos experimentais (100 x 500 mm) que foram abertos após 30 dias, onde no momento da abertura foi determinado o pH e em seguida retirou-se uma amostra para determinação dos teores da matéria seca (MS), proteína bruta (PB), extrato etéreo (EE), material mineral (MM), fibra em detergente neutro (FDN) e fibra em detergente ácido (FDA). Quanto ao teor de MS, observou-se que o conteúdo da forragem in natura variou de 23,7% (80 dias) a 25,5% (110 dias), já para a silagem de sorgo a MS variou de 21,9% (80 dias) a 25,7% (110 dias). Observou-se que o conteúdo de PB da forragem in natura variou de 11,6% (80 dias) a 8,7% (110 dias) enquanto que para a silagem a variação foi de 6,5 (80 dias) a 4,5% (110 dias). Com relação aos níveis de FDN e FDA houve uma redução com o aumento da idade de corte, tanto na forragem fresca quanto para a silagem; sendo que os valores de FDN e FDA observados na forragem in natura variaram de 67,0% e 24,4% (80 dias) a 28,8% e 19,1% (110 dias), e os valores da silagem variaram de 61,1% e 35,6% (80 dias) a 53,4% e 24,5% (110 dias). Quanto aos teores de EE, a forragem in natura apresentou variação de 3,6 (80 dias) a 3,4% (110 dias), e para a silagem os valores variaram de 2,4 (80 dias) a 1,7% (110 dias). A MM da forragem in natura não foi alterada com a idade de corte (média de 4,3%), e os teores de MM da silagem variaram de 5,2% (80 dias) a 4,7% (110 dias). Os valores de pH das silagens não apresentaram variação significativa (P>0,05) com o aumento da idade de corte, com média de 3,4. Conclui-se que o aumento da idade de corte causou redução nos teores de PB, FDN e FDA e elevação nos teores de MS tanto para a

forragem in natura quanto para a silagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2010-10-27
Seção
ARTIGOS